ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

terça-feira, 11 de maio de 2010

SEMANA ANOS 80- "TEMPO PERDIDO"


( imagem agenciaoglobo.com.br )
Hoje tive que inverter, essa postagem não era para hoje. Postando hoje mais para homenagear o amigo Everson, que tenho certeza, está inquieto esperando. Não gosto de falar de um artista citando uma música apenas, quando este tem uma obra grande. Nem sei bem falar de Renato Russo, acho que ninguém sabe por mais que se tente. Era um cara complexo. O que não se discute é sua genialidade, sua sensibilidade aflorada e seu bom coração. Sim. A gente percebe nas músicas que tinha um bom coração. Mas era um cara muito triste e acho que isso não fez bem a ele. Era como se algo o tivesse incomodando o tempo todo. Como outros grandes, morreu cedo demais.
////////////////
Márcio se deliciava com “EDUARDO E MÔNICA”, justamente porque era idêntico ao namoro dele com a minha também amiga, Soninha. Ela era minha amiga antes dele. Ela já terminando a faculdade e ele ainda agarrado no primeiro ano. É justamente isso que a música fala, de um casal de apaixonados, diferentes, mas que não se largam. E o pior é que o filhinho do Eduardo atrapalhou que viajassem nas férias, porque ficou de recuperação. Puxou ao pai rs rs. Eu cantava a música trocando os nomes. Soninha não gostava muito, brigava comigo, porque Márcio estava incorporando o Eduardo demais. Saudades do meu bom amigo Márcio. Quando precisei, estava comigo. Não vi mais. Não a vi mais também, pelo menos vez em quando tenho notícias dela. Eu, particularmente prefiro TEMPO PERDIDO, que me lembra outro amigo: Álvaro, que todos chamavam de gordo. Eu morava com dois amigos num barracão. Esse barracão era parede meia e do outro lado morava esse Álvaro, que fazia pasteis pra vender. A gente comia pastel o dia todo nos finais de semana. Nunca mais comi pastel, acho que enjoei rs rs. Sobre a música, a letra é muito bonita, tem uma melancolia embutida como em quase todas as músicas do Renato, mas também manda levantar a cabeça, afinal somos tão jovens, e tempo passado é tempo passado, temos muito pela frente, porque somos jovens e temos que fazer nosso próprio tempo, que não está tudo perdido. Mas nunca esperar que as coisas venham de bandeja. Na interpretação, Renato Russo alterna momentos de tristeza e astral na própria entonação de voz, começa cantando de forma triste, e no final grita como roqueiro, com raiva. Assim como a geração pós guerra, a geração pós ditadura, não sabia muito bem aonde ir e precisava de um líder. Mesmo que ele o próprio não tenha tido esse propósito. Alguns líderes nascem líderes. Ainda que sejam tão carentes como seus seguidores

Lembro quando Álvaro me disse. “Estou sabendo que você quer ir embora. Caramba, vai não. Você é o único cara que me chama pelo nome. Para todos, eu sou só o gordo”. De fato, nunca chamei as pessoas por apelidos. Respondi. “Ainda não sei se vou e nem para onde vou”. Concluiu. “Então dedico essa música para você, o único cara que me chama de Álvaro”. E repetia a música dezenas de vezes, cantando de olhos fechados, com suas bochechas gordas. “não tenho medo do escuro, mas deixe as luzes acesas... então me abraça forte e diz mais uma vez que não estamos distantes de tudo”). Foi meu penúltimo ano na cidade antes de partir, não para buscar o tempo perdido, mas para fazer meu próprio tempo. Fazia-se necessário. Com vocês....

TEMPO PERDIDO ( RENATO RUSSO )

Todos os dias quando acordo,
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo.

Todos os dias antes de dormir,
Lembro e esqueço como foi o dia
"Sempre em frente,
Não temos tempo a perder".

Nosso suor sagrado
É bem mais belo que esse sangue amargo
E tão sério
E selvagem,
selvagem;
selvagem.

Veja o sol dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega é da cor dos teus
Olhos castanhos
Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos distantes de tudo
Temos nosso próprio tempo,
Temos nosso próprio tempo,
Temos nosso próprio tempo.

Não tenho medo do escuro,
Mas deixe as luzes acesas agora,
O que foi escondido é o que se escondeu,
E o que foi prometido,
Ninguém prometeu.

Nem foi tempo perdido;
Somos tão jovens,
tão jovens,
tão jovens.

28 comentários:

Felina Mulher disse...

Por um instante eu entrei e pensei ter visto o Everson aki....kkkk...sério! Eu também prefiro Tempo perdido, pois Todos os dias quando acordo,
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo.Acho que por isso sou Selvagem,selvagem;
selvagem...me empolguei Carlos.
Bom deixa eu ir que estou atrasadíssima.

Muitos beijos pra ti menino Bonito.

Fatima disse...

Ah, Renato Russo!
Faz parte da minha vida tb.
Bjs.

Paoli disse...

É verdade, um gênio!
Um cara introspectivo e triste...
Quando você diz que algo o incomodava eu sinto a mesma coisa...
Seus olhos diziam isso.
Uma pessoa do bem. Muito inteligente.
A complexidade do ser humano é
muito grande. Não há como descobrir inteiramente o que se esconde na alma
do outro...
A viagem interior é única e singular...
Descobrimos muito de nós. O que fazemos de todas essas descobertas é que é importante nessa caminhada.
Uma coisa é certa, podemos tornar nossa vida melhor e mais completa
partilhando o que somos, e recebendo o outro exatamente como é...
Beijos!
Regina

Everson Russo disse...

Bingo,,,,hoje sim,,,um post digno dos anos 80,,,não que os outros que vieram não serão,,,é que falo alto meu coração legionario...rs..rs...lá pelos idos de 84,eu me preparando para o que seria meu segundo grau, aparece nas radios uma musica chamada "Ainda é Cedo", já chamando a atenção,vindo a seguir, "Será", e tantas outras,não vou dizer que aquilo foi me incomodando,mas sim, chamando a atenção, corri pra comprar o disco, e saber quem cantava, era Legião, era Renato, comecei ali a minha identificação musical, um vinil totalmente diferente dos outros em conteudo,ainda em fase wave,rock mais ou menos pesado, ele já se mostrava super heroi,super sensivel,e uma cabeça diferente de tudo que se ouvia,quem nessa vida não tem uma musica de Renato que não se identifiquei com uma passagem de sua vida? eu, cito todas, sem exagero, as coisas a epoca não eram como hoje, e uma iformação era dificil,não tinhamos internet,então aos poucos fomos descobrindo o coraçao de Renato, um olhar triste,alguem voltado a sollidão,que fala do amor de uma forma diferente,sofrida,mas que falava exatamente o que sua geração queria ouvir,,,queria falar,ainda hoje é arrepiante falar disso,é triste lembrar que ele se foi, e que poderiamos hoje ter muito mais,,,,muito mais,sinto u que o cd As Quatro Estações foi uma virada não só no rock Legião,como no rock nacional,a volta do velho e bom violão,letras totalmente apaixonadas,um apelo ao amor que volte seja lá pra onde foi,enfim,,,,Quando o Sol Bater na Janela do Teu Quarto,,,apenas lembre que o caminho é um só,,,meu amigo,,,,Legião é pra uma semana,,,um mes....não dá pra falar tudo,,,falta tanto,,,,mas viva Renato Russo,,,viva Legião,,,e somos sim a Geração Coca Cola e com muito orgulho,,,,abraços fraternos e belissimo post....bom dia.....

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

A gente escreve o texto emocionado e depois se emociona de novo.
///
Obrigado, Felina.Beijão. Bom dia aí
///
Oi, Regina.Palavras sábias que muito ilustraram minha postagem. Beijos. Fique com Deus
///
Oi,Everson. "Ainda é cedo" foi a primeira que ouvi também e vi nela uma letra já diferente para a época. Lembro também de "quem é o inimigo, quem é você" essa não lembro o título. mas me chamou atenção também.Espero ter feito um bom texto à altura do grande artista. Um abraço

Everson Russo disse...

Voltei,,sabia que teria resposta....Soldados,,,a musica que voce citou....muito se falou que essa foi a primeira citação de Renato ao homossexualismo,,,quando dizia,,,"nos defendemos tanto sem saber porque" brincar de soldados,,,nossas meninas estáo longe daqui,,,,bom,,,ele nunca confirmou isso,,,mas a frase,,," a gente não queria lutar" deixa mesmo essa margem de que,,,estamos sendo o que não queremos,,,,por termos que esconder nossos sentimentos, por amar diferente,,,enfim,,,Renato sempre foi diferente...em tudo,,,,,e nós, vamos debater eternamente o menino triste,,,e nos espelharmos nele....abraços e vamos que vamos...rs..rs...

Elaine Barnes disse...

Amigo que bonita tua semana com esses astros da música. Não entendo nadica,mas, a gente quando ouve um artista sabe se ele é bom ou não. Nos tempos de curso da oficina dos menestréis, a meninada levava violão e nos intervalos tocavam e cantavam numa só voz Renato Russo.Foi lá que o conhececi. Como era bom! Depois vendo sua vida na TV e mesmo aqui com você e Everson,percebo que o Renato era introvertido,seu mundo rico era interno,creio que ele teria deixado mais que o dobro disso tamanha riqueza que vinha da sua alma. Viver aqui fora era um desafio difícil e infelizmente não conseguiu. Enfim,amei seu post. Montão de bjs e abraços

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Puxa,Elaine. Você ainda diz que não entende nadica? Você matou tudo agora.Talvez conseguiu achar o termo que eu não consegui para definir: ele não conseguiu viver nesse mundo aqui fora. É isso ai.Beijos
///
Isso mesmo, Everson. SOLDADOS.Como pude esquecer o título? Ele nem tinha ainda estourado direito, mas eu já gostava de cantar ela pela ruas ou nos corredores com meu amigo Márcio que cito na postagem. Eu também percebi uma homossexualidade na letra, na época. Sempre gostei deficar analisando letras de música. Lembro bem do refrão... "a gente não queria lutar", dando um basta à tantas imposições que temos, sendo uma delas, até o próprio serviço militar, embora ele não fale expecificamente disso, e também votar. É isso aí, vamos que vamos. Só espero que Renato não seja o último sopro de cultura no país,porque a coisa está braba. Um abraço

Pelos caminhos da vida. disse...

Renato Russo aqui hoje, nossa amigo um post pra lá de especial, gde cara, gde músico, deixou saudades.

beijooo.

claudete disse...

Puxa carlos parece até que você entrou na cabeça do Renato Russo, será sempre um ícone da sua geração e inigualável.Tenho muito carinho por quem divulga seja interpretando o Renato , seja cantarolando suas músicas. Tem um caseiro aqui em casa que idolatra ainda hoje o R.R., foi através dele ouvindo tocar bem alto nos dias de folga as canções dele que me apaixonei literalmente por esta figura fantástica e triste que se foi cedo demais. Parabéns por esta semana. Abraço.

Sandra Botelho disse...

Amo todas as canções de RENATO RUSSO...
Com suas letras compreendo melhor meu filho.
Com a mãe de Cazuza, aprendi a amar mais ainda meu filho e a ver o qto ele me é especial...
STRANI AMORE... Amoooooooo.
Bjos achocolatados!
Parabens pela linda homenagem a um homem que é mais que homem é plenitude humana.

Sandra Botelho disse...

http://www.youtube.com/watch?v=KVTiDJYpmSk

Edna Lima disse...

Eita que semana linda e de muito valor mineirinho!. Grande bj Edna.

Anne Lieri disse...

Carlos,uma belíssima postagem lembrando Renato Russo e relacionando com suas amizades!O tempo passa,mas se vc reve-los vai ver que a amizade está igualzinha!Uma amizade verdadeira não tem tempo,nem espaço!Abraços,

Anita "Menina Flor" disse...

Renato Russo era o "cara", como se diz na giria atual. Suas canções belíssimas, com seu jeito meio irreverente de ser, e que transmitiam uma verdade absoluta e real.

Esse meu poeta tá que tá esta semama, parabéns amore, quando eu crescer quero ser que nem vc kkk. Bjjjão.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Oi, Carlos!
Olha, acho que levarei pedrada aqui, porque vou te dizer: detesto Renato Russo!
Nunca gostei,e olha que quando eu era adolescente, era a última moda!

Mas tenho que admitir: teu texto foi emocionante!
Beijo

:)

Pat. disse...

Post especial por várias razões, entre elas, o fato de ter citado nosso amigo querido... Everson! Renato Russo faz parte da vida de muitos de nós.

Deixo um carinho e meu respeito.
Beijo
Pat.

Louise Oliveira disse...

Caramba, vc soube falar muitoo bem do Renato e principalmente das músicas, pq alternou com a sua vida. O que me fez lembrar de mim, que tudo que faço, vivo é ligada em música, tenho músicas para todos os meus momentos.
E vc é um ótimo narrador sabia? rs
Eu ainda nao tive coragem p falar de músicos como o Renato que mexe comigo, pq acho que ainda não tenho competência suficiente, para falar de monstros da melodia.E agora tem o Everson que vai lá julgar, entao to fora. kkk
Mas vc fez bonito.
Meu blog ta fazendo niver terei uma surpresa pros meus amigos bloggueiros e vc ta incluído.
Bjsw! Lu

Glória Müller disse...

Mas que surpresa agradável, amigo.
Renato, ahhh, eu fui fanzoca dele.
Que poeta, que cabeça... Que falta ele nos faz! Sabe, se a revolta e a tristeza dele se transformaram em melodias com poemas tão bonitos é porque valeram a pena.
Abraços
Glória

Lianara **Lia** disse...

Oi Carlos!
Vim correndo pra ver a homenagem de hoje!
VIVA Renato Russo! Viva Legião Urbana!

Renato era assim como você descreveu na sua postagem perfeita!

Tantas músicas que marcaram uma geração. A nossa geração!

Sabe, a primeira vez que ouvi o Legião, acho que foi "Ainda é Cedo" ou "Será" (não lembro), só sei que pensei que era o Jerry Adriani...rsssssss

Abraços

Lia

Blog Reticências...
http://liaks25.blogspot.com/

Wanderley Elian Lima disse...

Eu não saberia defini-lo mas sei com certeza que ele era um gênio.
Grande abraço

Priscila Lima disse...

o nosso tempo será sempre perdido?
(dúvida cruel)
Abraço Carlos.
priscila Lima.

Caminhos Poéticos disse...

Tu vens do lado claro de meu ser
como um sonho remido de criança...
Quantas e quantas eras me restei
vivendo por viver no itinerário
da esperança...

Afonso Estebanez

Feliz Noite.......Beijo!

Majoli disse...

Renato Russo...
Tempo Perdido
Tantas outras letras escritas por esse admirável cara que eu sempre fiquei atenta a cada pedacinho da melodia, apreciando, amando e "idolatrando".

Sabe Carlos, quando li sobre seu amigo Álvaro, lembrei de meu filho de 12 anos, é apelidado de gordo, mas ele tem um nome tão lindo Marco Aurelio, infelizmente o apelido pegou e o danadinho não liga, só a mamãe aqui que não encara isso numa boa não.

Beijos e linda noite meu amigo.

Amor feito Poesia disse...

Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas.

Victor Hugo

Feliz Noite .......Beijossssssss

Lou Alma disse...

Engraçado, conheci o trabalho do Renato, aqui com vocês meus amigos blogueiros, tenho aprendido muito e descoberto trabalhos fantásticos, as músicas e os poemas do Renato foram apenas uma das coisas. Por isso acho tão produtiva essa interacção. Obrigada por tudo o que me ensinam sobre esse grande mundo no mundo que é o Brasil, beijos

Everson Russo disse...

"A gente não queria mesmo lutar contra nossos sentimentos, era mais ou menos isso que Renato queria dizer,,queria se libertar,,,mas o que penso de mais interessante no Renato,,,em todas as musicas,,,,claro que voce deve ter percebido,,,em momento algum ele levantou bandeiras,,,sempre protestou,,,criticou,,,falou de amor e solidão,,,sofrimento,,,mas sempre na primeira pessoa, o "Eu" estava muito presente nas letras dele,,,e isso deixou duas marcar, uma,,,ele não fez apologia a nada,,,nem quando falou em drogas na temivel "Conexão Amazonica", ou em homoxessualismo,,,,"Soldados" "Meninos e Meninas" e "Mauricio", que definitivamente foi escrita ao tal Bob Scott,,,o grande amor novaiorquino dele, e era por isso que a gente se identificava,,,voce cantando,,,voce sentindo,,,um forte abraço de bom dia.....e viva Legião....

Marilac disse...

Oii Carlos,
Estou aqui com um monte de coisas para fazer e sem conseguir parar de ler seus post...rss
Renato Russo,Legião Urbana fazem parte da minha vida e acredito que marcaram profundamente toda uma geração.

Quantas musicas lindas e cada letra incrivel!

Renato Russo é realmente um genio.Pena que foi embora tão cedo.

Aquele cd com musicas italianas eu sabia cantar todinho .

Abraços,
Marilac