ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

MAIS UMA DO MICHAEL JACKSON


Embora a moça tenha exagerado um pouco, é linda essa cena do abraço com MJ. Nada de sensualidade,  ela só queria um abraço dele. E ele deu efetivamente o abraço, deixou-se abraçar. Impressionante e emocionante a receptividade dele nesse momento. Ele também se emociona. MJ era uma pessoa doce.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

ANDANDO NOS JARDINS DE NEVERLAND

( Sugiro acompanharem a letra)


Alguns artistas fazem a diferença, mudam as coisas, inventam coisas. Coloco no mesmo nível Elvis, John Lennon e MichaeL Jackson. Não gosto  que falem mal do Michael Jackson, principalmente do menino Michael Jackson. Sim, eu sempre o achei, meigo, doce. As controvérsias e excentricidades são próprias das grandes estrelas, e o fã, e a imprensa principalmente, não entendem e não respeitam isso. Mesmo já adulto, muito famoso e milionário, quando se referia à sua infância, ele ia às lágrimas. Eu o vi dizer numa entrevista: “Dizem que eu tentei me tornar branco, que neguei minha raça. Isso me deixou muito triste. Eu tive vitiligo, as pessoas não sabem o que é ter vitiligo. Dizem que mexi no nariz porque não gostava do meu nariz. Eu mexi mesmo, mas para melhorar os acordes de minha voz, eu não estava conseguindo atingir algumas notas, não estava gostando do timbre de minha voz. Mas as pessoas não sabem disso, eles precisam vender jornais e revistas”. Ele é criticado por ter sido um Peter Pan, mas o que chamam de desequilíbrio, eu chamo de ternura. Sabemos que Michael teve uma infância difícil, de carência afetiva e violenta. O pai batia severamente com fios elétricos, mangueiras grossas e tudo mais, para que dançassem certo. Os pais projetam nos filhos o que eles não conseguiram ser. Ah, como a violência pesa numa infância, graças a Deus a minha não teve.  Ao contrário do já pequeno grande astro que já tinha agenda lotada, tive oportunidade de buscar minha infância. Eu mesmo fui fazê-la. Nunca dei muita bola para a vida, esnobei-a um pouco, não levo muito a sério o mundo externo, a não ser meu trabalho, que preciso para comer e vestir. Fui ( e sou) Peter Pan ao meu modo, ele foi ao modo dele. Não sou tão bom, nem tão feliz o tempo todo, tenho momentos tristes e de raiva sim, porém só aqueles causados pela covardia, pela injustiça, injúria, inveja, mas para resolver isso a gente precisaria ter mais Peter Pan’s. Eu tenho mais ou menos a idade do MJ, cresci de certa forma junto com ele, via aquele menino se destacando entre os irmãos mais velhos, os  Jackson Five, e ele já era diferente. Eu parava tudo para ver os Jackson Five na tevê. Essa música BEN, ele tinha uns dez anos de idade quando a compôs. O que levaria um menino de dez anos a escrever uma letra tão linda para um ratinho de estimação? Carência afetiva. As crianças têm essas fugas do mundo rude. Quantas vezes ele  terá ido conversar com seu ratinho em momentos de solidão? Importante isso, independentemente das circunstâncias, saber que o outro vai estar lá, que se todos o mandarem embora,  terá alguém com quem conversar, um lugar para ir.  Não se preocupe, Michael, estou tentando fazer minha parte. Neverland não está tão vazia e acredito sim que um dia todos os sonhos serão possíveis, onde veremos pelo menos crianças mais felizes. Que as infâncias não sejam perdidas.

sábado, 22 de agosto de 2015

ENTRE O SONHO E O PODER



 Se eu fosse uma nuvem, não choveria aqui por perto
onde tudo é verde,
correria rapidinho para chover onde tem sede,
em algum coração deserto.
Se eu ainda fosse menino,
ensinaria aos novos meninos
um jeito de brincar a vida,
e assim nenhuma infância estaria perdida.
Se eu fosse um doutor de leis,
só existiria uma lei:
A lei do SIM apenas para os sonhos bons.
Quem dera fosse um instrumento... seria uma trombeta
anunciando um novo tempo
de forma aberta, sem facetas, em altos tons.
Se eu fosse uma balança seria equilíbrio total,
com igualdade geral.
Entre o sonho e o poder
nos olhos, a esperança,
e nos punhos, o fazer.
Ah, se eu fosse um anjo...
guardaria a todos sob minhas asas
e ninguém teria medo
do segredo da vida, da morte, do amor
de dormir, de acordar
do sonho, do pesadelo e da dor.
Mera esperança, louca meta.
Infelizmente não passo de um poeta...
um poeta sonhador. 


=
Alguns poemas, de vez em quando preciso recordar, pois são uma espécie de lemas de vida. Esse é um deles. Não é falta de inspiração não, graças a Deus essa fonte em mim não seca, só vontade de recordar mesmo, uma autoafirmação para que eu não me perca de mim, gosto de olhar o horizonte e ver meu rosto lá )
=


( imagem pt.123fr.com )

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

POESIA EM QUALQUER DIMENSÃO


A poesia é meu norte!
Meu forte!
Meu suporte!
Minha sorte!
Esse elo não há quem corte,
nem mesmo a morte,
pois quando eu for morar nas pradarias do céu,
minha poesia não ficará ao léu...
estará nas paredes, estantes e corações
contando minha história
minha luta, minha glória
meus passos, tropeços, acertos e convicções
nessa tortuosa estrada de escritor.
E em qualquer outra dimensão que eu for
seguirei conduzindo minha arte com amor.
=
( imagem horacosmica.blogspot.com - google )

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

OS ANJOS PASSARAM POR AQUI



Esse texto já tem quase um mês, fo iescrito no dia 26 julho, mas devido à viagem, preferi adiar a postagem.
=
Ontem ( dia 25 de julho) aconteceu uma coisa muito interessante e bonita. A praça estava muito movimentada, e na igreja acontecia uma missa especial devido ao Dia de São Cristóvão ( isso só fui saber depois). Pois bem, a praça tem de tudo... gente dançando na rua, outros bebendo e cantando, gente comprando lembrancinhas, lá no canto rolava uma capoeira, eu comendo uma carninha de sol observando tudo, pra variar. De repente, umas quinze crianças fantasiadas de anjinhos, obviamente vindo da igreja, passaram no meio da praça... e não é que as pessoas simplesmente pararam o que faziam, algumas até se levantaram, e começaram a aplaudir as crianças? Como se tivesse sido combinado, todos aplaudindo e gritando: “LINDOS... LINDOS.. LINDOS!”. É aí que eu paro, penso e me animo: ESSE MUNDO TEM JEITO! Ainda tem gente que gosta de ver cenas belas, e aquelas crianças vestidas de anjos passando em meio à praça num ambiente totalmente de contraste, foi mesmo uma coisa bonita de se ver. As pessoas aplaudiram as crianças... e eu, feliz por dentro, aplaudi as pessoas.

sábado, 15 de agosto de 2015

"ADEUS BRASÍLIA, VOU MORRER DE SAUDADE"

SEDE DO CENIPA ( CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS )- UMA ESTRUTURA INCRÍVEL



EU SOU UM:  ELEMENTO CREDENCIADO CENIPA... COM MUITO ORGULHO.
TUDO BELEZA - APÓS 14 DIAS DE CURSO - NOTA FINAL 8,5 ACHO QUE ESTÁ BEM.
SEDE DOS BOMBEIROS AERONÁUTICOS EM BRASÍLIA, ONDE MEU GRUPO DE TRABALHO FOI FAZER UMA "VISTORIA DE SEGURANÇA DE VOO".  =

 ==
Esse é um dos lemas do CENIPA: Quantos acidentes vamos evitar ao longo da vida? Nunca saberemos , porque o acidente aparece, mas o que se evita não é visto, o importante é que  carregamos a certeza de que trabalhamos todos os dias para que eles não aconteçam.  Ninguém nunca vai dizer, 'você trabalhou muito bem hoje', simplesmente porque essa é nossa  obrigação: trabalhar certo! Mas é muito mais do que simplesmente trabalhar certo, é cuidar de vidas humanas.  A mídia nunca vai nos procurar enquanto não acontecer nada. Um passageiro ao entrar num avião não tem a noção do sistema de segurança que protege aquele voo, desde o pessoal da bagagem, à manutenção, os pilotos , os controladores, e os órgãos gerenciadores do espaço aéreo, enfim toda a comunidade aeronáutica. Acidentes vão acontecer? Vão sim infelizmente, os homens são falhos, mas é nossa missão cuidar todo o tempo para  evitá-los. Passaremos anônimos pelos saguões dos aeroportos, entre familiares se abraçando em partidas e chegadas, mas nunca com a sensação de tarefa inglória, pois o maior orgulho é poder propiciar esses encontros,  até mesmo despedidas, porém breves despedidas. Graças a Deus,  até já passei alguns sustos, tive noite de pesadelos, mas nunca vivenciei um acidente,   já um amigo  teve esse desgosto, e ele resumiu em poucas palavras: "Trauma eterno. Por mais que você esteja preparado... você nunca está preparado". Até hoje ele não gosta de tocar no assunto. Não teve culpa no acidente, mas de imediato foi afastado do serviço por seis meses, esse é um cuidado psicológico que a aeronáutica utiliza, até mesmo para preservar o controlador, ou o piloto, se esse sobreviver. Aí, já entra  um fator social, fica sem salário, deprimido, receoso de ser considerado culpado do acidente, passível de entrar em parafuso, como um avião sem asas. Ah, falando assim parece que a profissão só tem perigos... que nada, é cheia de encantos... é diferente. Estamos numa era de grande tecnologia, o homem não para de criar, mas o avião que já é uma invenção bem antiga, ainda fascina. É só observar nos aeroportos, passageiros que já são acostumados a viajar, olhando aviões subirem. É muito lindo ver um avião sumindo no horizonte.
AVIAÇÃO... MAIS QUE UMA PROFISSÃO, UMA PAIXÃO.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

UM BEIJA-FLOR EM BRASÍLIA



Não vou fazer um texto longo, só não posso deixar de registrar... Eu não poderia vir a Brasília e não conhecer o Congresso Nacional, a Câmara dos Deputados, o Banco Central, o Palácio do Governo, a Esplanada dos Ministérios, Memorial JK. Eu não ia me perdoar se não tivesse ido conhecer esses lugares. Resumindo rapidamente afirmo o que todo mundo já disse: Niemeyer era mesmo gênio . Arquitetura não é tão somente levantar edifícios ou monumentos, ele fez isso com arte, impressionante como ele usou  figuras geométricas para projetar uma cidade. A própria cidade é em formato de avião, por isso de um lado, a "asa norte", e no outro a "asa sul", e no meio,  o que é chamado de 'charuto' do avião, a cabine de passageiros, é onde corre o trânsito principal, e por fim lá na frente, onde seria o cockpit dos pilotos,  onde fica o comando do avião, está a Praça dos Três Poderes, ou seja Congresso, a Câmara  e o Palácio do Governo. Sem contar as obras de arte que ele mesmo escolheu para o interior dessas construções, como  a belíssima tela de Di Cavalcanti por exemplo, e outras telas e esculturas de artistas famosos. Essa frase é minha: As obras de Niemeyer não são o maior patrimônio, o maior  patrimônio  é ele mesmo. Outro grande patrimônio é o JK. Não dá para descrever toda a emoção  num texto, foi muito bom conhecer a história do Senado, da Câmara dos Deputados, tudo registrado em fotos e documentos desde os anos 1800. Eu sou um patriota, adoro história do Brasil, e como poeta/escritor afirmo que faltava essa viagem na minha vida. Que sorte a minha, vim trabalhar e volto enriquecido culturalmente. Postando somente algumas fotos, em breve abrirei uma página acima no blog com todas as fotos para quem quiser ver... eu tirei quase cem fotos.
=
A missão aqui ainda não terminou, peço desculpas aos amigos,  está meio difícil visitar os blogs, mas volto em breve. Um abração a todos. Fiquem com Deus!
Essa construção pontiaguda é a Catedral. O sol me atrapalhou, pensei ter focado direito, mas está bom assim mesmo.
 =
Dentro da Catedral. Muito bonita lá dentro... e enorme.
 =
A concha para cima representa a Câmara, a virada para baixo representa o Senado. Apenas para representar o poder independente de cada um, a isenção de cada um, e ao mesmo tempo trabalhando juntos pelo bem comum que é o país. Não sei se está sendo assim, pelo menos essa foi a ideia do Niemeyer.
 =
=
Pra variar, eu... rs rs

 =
A primeira constituição republicana-1891. A primeira não republicana foi em 1824.
 =
Alguns ministérios
 =
Sede do Governo Federal
 =

Câmara dos Deputados. Onde as coisas acontecem... ou deviam.
 =
Senado. O busto acima da cadeira central é de Rui Barbosa, patrimônio do Senado, Senador por 32 anos consecutivos. Esse merecia, o maior orgulho do Brasil de todos os tempos.
=
Essa estátua do anjo foi exigida pelo Niemeyer, uma das preferidas dele. Esperei as crianças saírem, só que elas estavam tão fascinadas e não saíram. Acabei achando bonito crianças tocando no anjo, ainda que simbolicamente. Toda de bronze essa estátua.
=
Por fim essa Santa marabilhosa. Foi uma doação na época. Detalhes em ouro, fica numa vitrine trancada.