ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

UMA NOITE INESQUECÍVEL


Já passei noites de terror piores do que a de ontem por falta de luz, mas a de ontem também merece ser contada. Nos fundos de minha casa existem apenas a área de serviço e depois muros bem altos de outras casas e pousadas, portanto é seguro, e eu gosto de deixar a porta e janela aberta para ventilar para evitar mofo. Porém ontem durante o dia choveu demais, como nunca tinha visto aqui. Quando cheguei às 18h, a casa estava totalmente alagada, quase levei um tombaço, pois  tirei os sapatos do lado de fora, pisei na água descalço e se não fosse minha companheirinha bicicleta ergométrica para me segurar, teria caído. Engraçado foi meus pés escorregando e eu tentando me firmar nela. Fiz adominal sem querer rs rs. Aí comecei a conversar comigo mesmo, sempre faço isso, para relaxar, dá uma sensação de não estar sozinho... ainda mais no escuro. É meio terapia. “Puxa, logo na hora do Chaves? Bem, fazer o quê? Puxar com o rodo e enxugar”, mas mal comecei, acabou a luz. “E agora? Como puxar essa água toda sem luz?”. Eu tenho um problema sério com falta de luz. “Vou acender vela, claro. Quando a luz voltar eu puxo essa água”. Mas não tinha mais vela. “Vou lá comprar vela... ihhh mas tá chovendo. E daí, que tá chovendo? É só pegar minha sombrinha enfeitada”. Iluminando com o celular que toda hora vinha dizer “estou descarregando”, e eu dizendo “por favor, aguenta mais um pouco, só até eu achar minha sombrinha”... mas cadê a sombrinha? Eu não podia perder tempo, o comércio podia fechar, ia ter que encarar a chuva, e exatamente quando estava a caminho, ela veio torrencial, bem mais forte sobre minha cuquinha. Lá vai um beija-flor molhado para a mercearia, toda cheia de lâmpadas acesas, a luz só acabou no trecho onde moro. Não sei pra quê ainda de óculos, todo embaçado. Inventam até nave para Marte, mas não inventaram ainda um limpador de para-brisas para óculos. Perguntei: “Tem vela, aí?”. Um senhor que parecia ter tomado umas pingas e estava enchendo saco na porta, disse: “Vela pra quê? Hoje nem é sexta-feira pra fazer trabáio rararará”. Olhei pra ele e pensei: “Vê se isso é hora de piada de mau gosto, véi”. Comprei as velas, e aí tive que usar meus dotes de beija-flor; a velocidade... que não é a mesma de quando era pequeno e ouvia as pessoas dizerem: ‘Esse menino não para, parece um beija-flor’... mas deu para correr. Cheguei. “Agora é só acender uma velinha bonitinha e esperar a luz chegar”. Quando fui lá fora, o isqueiro em cima do fogão estava molhado e não acendeu. “Ai, meu Deus. Lá vou eu de novo buscar isqueiro”. Correndo de novo na rua escura porque podia mesmo fechar a mercearia. Pisei num negócio esquisito, mas felizmente era barro rs rs. Quando cheguei, a moça do caixa ficou quase rindo ao me ver naquele estado. Ofegante pedi um isqueiro, paguei e parei na porta da mercearia: “Agora não vou correr mais. Molhado já estou, vou é curtir essa chuva”. Cheguei, e para puxar melhor a água, acendi uma vela em cada cômodo da casa, ficou parecendo um cemitério rs rs... “Creio em Deus Pai”. Puxei a água do jeito que deu, estava cansado. “Ihhh tenho que tomar banho ainda... banho? Que banho? Mais do que já tomei?”. Nem fome me deu, comi uma maçã, um banana, um copo de leite, fiquei sentado esperando até umas 22h se a luz voltava. Mas a boa surpresa foi que uma esperança, aquele bichinho verde que está em casa há vários dias apareceu me dizendo: “Você não está sozinho”. De coração, eu falei assim para ela com gratidão: “Você está aí, amiguinha? Puxa, deixo a porta e janela aberta e você não vai embora”. Fiz minha oração e fui deitar. Quase meia-noite voltou a luz, eu estava deitado, ainda acordado: “Graças a Deus”. Fiz meu shake, tomei meu banho, e quis olhar lá fora. Quando abri a porta, uma pererequinha simpática, bem na entrada: “Oiiiiii.... posso entrar?”. Eu falei: “Não, não pode entrar. Seu lugar é junto com suas coleguinhas”. Fiquei pensando: “Era sapo ou perereca? Não é possível que nessa idade eu não saiba identificar uma perereca.
Era perereca, tenho certeza”. Ninguém pode dizer que não entendo de perereca. Estava tão bom com a luz de volta que fui dormir bem tarde. Eu e a esperança.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

RECITANDO - COISAS TRISTES

video

Coisas tristes...
a cada segundo o mundo oferece a você,
você sabe que não merece, mas precisa ver:
Isso dói e cansa.
Noite sem lua
mendigo na rua
mulher chorando
menino sem esperança
planeta secando
flor pisada, pássaro ferido
guerra declarada, amor escondido
palhaço sem alegria... jardim esquecido
olhar sem brilho
sorriso amarelo
mãe sem filho
Jesus traído... Barrabás escolhido.
a burrice exaltada... gênio esquecido
Homem sem fé... barco sem rumo
Tantas coisas tristes no dia a dia.
Com tudo isso até me acostumo,
só não imagino... Carlos sem poesia..

domingo, 26 de outubro de 2014

DECRETO!!!

Está aprovado, assinado, decretado:
É livre toda criação.
Toda imaginação.
Toda dança.
Tudo que traz esperança, bonança, aventura.
É livre todo desenho ou pintura.
Toda forma de arte.
Todo pensamento.
Toda poesia é livre em toda parte
a todo momento.
Só existe uma lei irrevogável nesse decreto:
Seja qual for a forma de arte,
a regra é a emoção,
tem que ser com o coração, com amor.
E que toda criatura reconheça em Deus, o Criador
que não nos fez desertos, mas jardins libertos
pois, todas as prisões que nos consomem
foram feitas pelo próprio homem.
================================================
 

( A imaginação é a única coisa que ninguém nos pode tirar - Sendo assim, eu sou livre de qualquer prisão.  Revoguem-se as disposições em contrário )

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

DISPUTA ACIRRADA


CONSIDERANDO A MARGEM  DE ERRO, EU E BRAD PITT ESTAMOS TECNICAMENTE EMPATADOS... MAS EU ESTOU DOIS PONTOS À FRENTE DELE. FORAM  OUVIDAS 10.000 MULHERES EM TODO O MUNDO, INCLUSIVE A ANGELINA. MAS EU NÃO POSSO REVELAR O VOTO, DELA, NÉ?

 



























" Meu Deus, que dúvida cruel" .... disse Angelina.

sábado, 18 de outubro de 2014

O QUE VAMOS BEBER? ÁGUA OU PETRÓLEO?

( imagem escolakids.com )

Pode parecer clichê, que seja, embora eu não seja apegado a clichês, mas falar do planeta que corre perigo nunca é repetitivo. Outro dia num telejornal, o locutor chamou a matéria assim: " UM PAÍS EM CHAMAS". Quando a reportagem começou com imagens aéreas do território brasileiro, fogo para todo lado, foi de estarrecer, juro que coloquei a mão no coração. Não bastasse a falta d'água em quase todo o território nacional, tem gente colocando fogo nas matas. Tudo bem que a própria secura da vegetação também gera fogo, mas sabemos também que tem gente que passa fumando nas rodovias e joga tocos de cigarro. Sabemos que fazendeiros e agricultores, imediatistas que são ( e esse é um dos grandes defeitos do ser humano), não conseguem esperar o processo natural, e faz queimadas para adiantar o preparo do solo para cultivo. Mas essas não são as únicas, nem as principais causas de toda essa degradação, de toda a seca que vivemos no Brasil, a principal delas, claro, é a falta de consciência, todo mundo está poupando água agora, mas ninguém poupa quando há abundância, o desperdício é constante.
Há muitos anos conheci um piloto que estava num avião pequeno, desses que voam baixo, e comentou comigo que estava fazendo uma reportagem para a Rede Globo, sobrevoando o Rio São Francisco desde a nascente, e me disse: "Não há coisa mais linda e prazerosa do que sobrevoar o São Francisco". Pois é, a nascente dele secou. Um dos rios mais estudados, mais importantes do Brasil, tema de canções e poemas, chegou à essa situação. Quando viajo de Minas para Espírito Santo, a rodovia vai margeando o Rio Doce, que proporciona um lindo visual também, mas já posso ver as pedras do fundo do rio, um rio que já foi navegável. Quem diria que São Paulo, uma das maiores metrópoles do mundo, sofreria com seca? Minas Gerais, estado famoso com suas montanhas verdejantes, a terra das alterosas, está toda marrom. E assim também grande parte do RJ. Tudo bem, quem sabe, tomara, o tempo das chuvas deve chegar e pode encher tudo de novo, mas teremos consciência no momento de abundância? Há algum tempo li de um pensador famoso, que a terceira guerra mundial será à energia nuclear, e a quarta, será a paus e pedras. Na visão do pensador, não haverá muita coisa após uma guerra nuclear, a não ser paus e pedras. Não discordo do pensador, até reitero, só tenho um adendo a fazer; talvez nem cheguemos à terceira. Pode ser que nos acabemos antes. A maioria das guerras, principalmente no Oriente Médio, é por causa do petróleo, creio que daqui há alguns anos as guerras serão por causa da água. E aí ... o que vamos beber? Água ou petróleo? Os antigos diziam que vai chegar um tempo em que teremos dinheiro e não teremos comida. Minha mãezinha dizia que Deus põe comida no mundo por causa das criancinhas. Tomara que não falte crianças para que Deus continue a ter piedade de nós. O que fazer então, se estão matando até as criancinhas? Eis a questão, não cuidamos da vida em torno de nós... cuidamos sim, de nosso próprio umbigo, mas eu falo da vida que veio de Deus, a vida em forma de natureza. Exemplo: Todos os países estão temendo que o ebola invada seus territórios, há toda uma movimentação conjunta, até aí concordo, mas nenhum país evitou que a doença acontecesse naqueles países da África. A verdadeira origem do ebola é a pobreza, naqueles países a fome é tanta, que os habitantes na falta do que comer, comem macacos, e o vírus vem do macaco. Onde estão ações efetivas da ONU, FAO, OMS? Cadê a prevenção da fome? Estão todos preocupados que a epidemia ganhe o mundo, mas enquanto ficar só na África, tudo bem, o problema é da África. Toma que o vírus é teu!
Parece que misturei os assuntos, mas não... tem tudo a ver. Assim caminha a humanidade... cada um por si e todo mundo no mesmo buraco. E chegou a hora da natureza cobrar. Falei tanto que até secou minha boca. Um copo d'água por favor!

domingo, 12 de outubro de 2014

Padre Marcelo Rossi - Pai Nosso (Video Ao Vivo)



FELIZ DIA  DAS CRIANÇAS - ÀQUELES QUE SÃO CRIANÇAS FISICAMENTE E NA IDADE,  E ÀQUELES QUE CONSERVAM EM SI A CRIANCICE.
 

"Deixai vir a mim as criancinhas, pois delas é o reino dos céus.
Aquele que quiser entrar no reino de Deus terá que ser como as criancinhas"

domingo, 5 de outubro de 2014

CACHORRO BRINCANDO COM O BEBÊ - IMPERDÍVEL



Desculpem--me quem gosta de gatinhos, mas gatinhos não fazem isso. Nada contra os gatinhos, todos os bichos são de Deus.