ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

terça-feira, 21 de junho de 2016

O MAIOR AMOR DO MUNDO! ( um texto de 2010 )



Hoje vim declarar meu amor a você.
Conheço você há alguns anos e não sabia que lhe amava tanto.
Não, não vire o rosto, é com você mesmo que estou falando. Que timidez é essa? Quem mandou pegar toda a beleza do paraíso? Agora estou amando você e não tem mais volta. Gosto do seu jeito de andar. Parece criança, anda tão despreocupado, como se o mundo estivesse caindo atrás e você nem aí. E seu jeito de falar? Desligado. Varia. Às vezes fala grandes coisas, às vezes fala tanta bobeira. Mas é isso mesmo que gosto em você.Você nunca está na mesmice da maioria das pessoas. Gosto dessa sua rebeldia doce, dessa inquietação. Só as crianças e os poetas sabem ser rebeldes. E não precisam de nenhuma causa, o mundo já é uma grande causa para se ter uma rebeldia em si. E seus olhos? Até chorando eles são bonitos, embora eu pense que eles não merecem chorar. Nem todos amam você... mas eu amo. Adoro quando canta. Nem sei se é afinado, mas vejo que canta com a alma. Tudo que você faz é com a alma. Abaixo de Deus você é o mais importante. Você para mim é um príncipe. Tem mãos delicadas, mãos de menino. Pés pequenos, branquinhos. Você é perfeito. Adoro quando fica bravo. Parece um vulcão, mas dentro tem uma flor reclamando. Ah, não gosto que magoem você porque sinto você às vezes, frágil, apesar de grandioso. Eu sei que as palavras lhe machucam, então fique com as boas que vou lhe dizer : EU AMO VOCÊ. Continue como é, não mude pelas pessoas. Mude por você mesmo. Ou mude por quem mereça. Seja seu próprio parâmetro e sua própria meta. Seja o centro. Seja o início, o meio e o fim de tudo que pratica, que fala, que sonha. Você já é um sonho. O sonho possível de que o mundo é bom. E o mundo é bom mesmo, só porque você está nele. Chegue mais perto. Hoje você está mais lindo ainda. Vá! O mundo está esperando sua magia. Você é o sol desse mundo. EU SIMPLESMENTE AMO VOCÊ!
 

 Nota: De Carlos para Carlos, no espelho às 6:00h da manhã. Dias de Narciso.
 

===
( imagem amorcronico.wordpress.com )

sábado, 18 de junho de 2016

AMOR LITERAL.


Já fiz tantas, tantas exclamações,
não venhas com interrogações,
não estou para experiências,
meu amor é literal
eu te amo com reticências...
Ponto final.


=
( imagem pt.dreamstime.com )

sexta-feira, 3 de junho de 2016

SONHA, SONHADOR ( ou... O MENINO E A BIGORNA )



"Serra, serra, serrador!
Quantas tábuas já serrou?"
Serre,
mesmo que erre
até que o pau se quebre ao meio,
mesmo que seja madeira de lei,
pois mais forte é a sua lei...
A lei do querer
que agita
na qual acredita.
Deixe cair
as gotas de suas lágrimas, de seu suor, de seu sangue
que um dia a pedra fura,
há uma luz no fim da rua escura.
A vida é um bumerangue
tudo o que joga, retorna.
um dia, volta o sonho que sonhou.
Martele, martele essa bigorna!
Ainda que o cabo se parta
ninguém pode dizer que não tentou
Sonhe, sonhe, sonhador.
Quantos sonhos já sonhou?
Quantos sonhos já martelou?
Nada foi em vão ou perdido.
A pedra furou.
A madeira se partiu.
E a bigorna levará para sempre a sua marca
porque o menino não desistiu,
na outra ponta da estrada, o homem sorriu.
=
Aprendi desde cedo a não ficar reclamando de tudo, mas um menino é um menino e também tem o direito de fraquejar. No quintal de casa tinha uma bigorna. Eu não estava com raiva, talvez desanimado, pois vislumbrava coisas que pensava que não ia alcançar devido às condições da época. Peguei uma pequena, mas pesada marreta para meus braços magros e sentado de frente, comecei a bater na bigorna. Comecei devagar. Fui aumentando. A marreta tilintava, saíam faíscas. Alguém lá no quarto embalava um bebê (um de meus sobrinhos, cantando “serra serra, serrador quantas tábuas já serrou”, e gritou lá de dentro: “Larga essa marreta, menino. Vai machucar, quebrar o braço, vai bater isso no pé””. Bati mais forte ainda. Gritaram de novo brincando: “O que quer fazer com a bigorna? Quebrar?”. Pensei: “Pode até não quebrar, mas vou deixar minha marca nela. O tempo passa, a gente cresce. Nunca esqueci aquilo e cada dificuldade, cada decepção ou derrota, a cena da bigorna vinha à minha mente. Acho que foi um aprendizado de mim pra mim mesmo. Outras vezes na vida, simbolicamente falando, levantei outras marretas e amassei outras bigornas, a diferença é que agora meu braço é um pouco mais forte. E a poesia é a minha marreta suave.
=
( imagem depositphotos.com )

quinta-feira, 2 de junho de 2016

A NOVA VERSÃO DE GÊNESIS - DEUS, O PRIMEIRO E MAIOR POETA.

=
A NOVA VERSÃO DE GÊNESIS
 No sétimo dia estava pronto o paraíso.
Parecia que nada mais era preciso.
Os rios, os mares
os bichos, as montanhas.
Todos em seus lugares.
A lua para a noite.
O sol para o dia.
E Deus contemplando a imensidão
benevolente que é, pensou:
Está faltando alguma coisa. Está faltando a poesia.
E disse: Faça-se!
E a poesia se fez.
E Deus viu que a poesia era boa.
Abençoou... e descansou.
E assim passam séculos e mais séculos, e ela não acaba...
ecoa.
=

Essa imagem me fez recordar esse poema, atestando o que sempre digo: Deus é o maior poeta, Ele nos deixou poesias lindas em forma de paisagem. E é por isso também que eu repito: O poeta não faz poesia. Ele apenas a transpõe para o mundo terreno. Ela está em alguma dimensão esperando que alguém lhe sirva de ponte. O poeta tem essa antena. Coisas que a parabólica não pode captar.

domingo, 29 de maio de 2016

sábado, 28 de maio de 2016

O ESTUPRO NEM SEMPRE É FÍSICO!




Não consigo imaginar a tal cena, mas posso dizer que deve ser bem parecida com a visão do inferno, uma moça ser estuprada por 33 sei lá o quê, homens é que não são. Tentei ao máximo não falar disso, esses assuntos negativos absorvem energia da gente, desgastam, até porque devo ter uns dez textos falando sobre o tema há anos, mas não tem como não falar de novo. Temos sim, uma cultura de estupro no Brasil, mas não é só nas ruas não, na sociedade como um todo, nos meios de comunicação, nos programas de televisão, nos comerciais de cerveja e carros, nas músicas. Por exemplo, há uns cinco anos vi uma cena na novela em que a mulher é esbofeteada várias vezes pelo namorado e logo depois já estava aos beijos com ele. Isso para mim é  cultura de estupro. Humoristas contando piadas de estupro... erotização infantil enquanto se fala em combate à pedofilia... músicas dizendo que basta passar com um Camaro amarelo que a mulher pula dentro... as principais músicas  das paradas cantam assim: “se eu te pegar você vai ver”... “só as cachorras, as preparadas”... “se eu te pego tcham tcham tcham”... “um tapinha não dói”... “vai rolar um tchechererechê”. Nas   novelas os filhos se sobrepõem aos pais. Piadas de mulher gorda... piadas de loiras. Tudo isso para mim é cultura de estupro. Desculpem pelo texto meio misturado, é que estou meio desnorteado no meio disso tudo e cuidando de escrever algo sem ser mal interpretado. Levei poucos foras de mulheres na minha vida. Por que sou o “bonitão”...? Não! Porque só me aproximava de mulheres que percebia que elas podiam estar afim, de pelo menos falar comigo, essas coisas se percebe no olhar, nunca fui inconveniente, enxerido, pois se a mulher nem está dando bola, qualquer aproximação forçada já é uma violação, o estupro não precisa ser físico, importunar já é estuprar, já está quebrando a privacidade dela. Às mulheres, minha solidariedade, mas gostaria de deixar algumas dicas. Esse caso horrendo não foi um caso típico de tarado sexual, mas de bandidagem mesmo, o estupro foi conduzido pelo namorado da moça. Esse cara a amava? Nunca! Portanto, cuidado com quem você se relaciona, escolha um namorado legal, um cara que estuda e trabalha, selecione, se auto proteja, cuidado com os artistas que você  vê como ídolos, a vida do artista não é igual à sua, reflita sobre as músicas que você canta e dança, cuidado com as novelas que vêm travestidas de “abordar temas atuais”, são grandes fachadas de formadores de opiniões às avessas. E o principal: RESPEITE SEUS PAIS, eles sabem tudo sim. Nunca deixo de citar isso, eu tive grande chance de usar drogas e não usei, por causa de minha mãe, pois a imagem dela vinha na minha mente a cada vez que me ofereceram, num momento em que eu estava fragilizado psicologicamente. Isso significa respeito!
=
A esses criminosos, cadeia sem dó, que cumpram pena integral. O Código Penal é outra coisa que precisa ser revista urgente no Brasil.
E à sociedade, que vigiemos essa cultura de estupro disfarçada nos lares, na mídia, nas ruas, nas leis.
E um pouco mais de Deus né, gente?


quinta-feira, 26 de maio de 2016

UM DIA ESPECIAL...

A poesia é mesmo mágica, não me canso de dizer que ela me proporciona os melhores momentos. Por que ela é mágica? Porque quando a gente recebe um prêmio sempre parece que é a primeira vez, sempre há a sensação de emoção inédita por mais que essa emoção se repita. Não sou mais tão garoto, mas mais uma vez no palco me senti menino, rindo, pulando por dentro, como um aprendiz. É isso, a poesia me faz um eterno aprendiz. Não é a primeira vez que sou premiado, tenho anos de estrada, uma caminhada meio solitária, mas isso não a faz triste ou difícil, pois é ela mesma que me faz seguir em frente, e eu não vou desistir da minha estrada, pois olho momentaneamente para trás e vejo quanta coisa boa fui semeando passo a passo. Os frutos talvez eu mesmo não colha tantos, a vida passa rápido e os sonhos demoram um pouco, mas saber que alguém um dia vai usufruir desses frutos, já me deixa realizado. Fiz alguma coisa no mundo! Tenho tanta certeza disso, esse é o meu norte!
=
Centro Cultural Usiminas – Shopping Vale do Aço – Ipatinga mg
Premiação 29º Festival Estadual de Poesia - 21 de maio de 2016.
=
2º lugar com poema AMOR DE MANHÃ
Menções honrosas com poemas DESENHANDO COM DEUS e ARTE SANTA

 
















POESIA... ESSA ARTE SANTA! É POR ISSO QUE EU VIVO DESENHANDO COM DEUS!