ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 15 de maio de 2010

SEMANA ANOS 80- "ANOS 80"




(IMAGENS GOOGLE )
Raul chamou os anos 80 de charrete que perdeu o condutor. Ou seja, sai de baixo que não tem comando. O Brasil com grandes dívidas, interna, externa, social, comendo nas mãos do FMI, salário de miséria, escândalos financeiros, que acabaram citadas nas músicas de RPM (Alvorada voraz), LEGIÃO URBANA ( QUE PAÍS É ESSE?), ainda houve o caso da bomba no RIO-CENTRO, num show comemorativo ao Dia do Trabalhador, num resquício de ditadura... e por aí vai. Agora podia falar. E assim, a imprensa amordaçada por duas décadas, tornava-se o quarto poder dominante no país: Executivo, Legislativo, Judiciário... e imprensa. Pelo menos esse foi sim um bom avanço. O último presidente militar saiu deixando duas pérolas. Perguntado sobre o salário mínimo, respondeu. “Se eu ganhasse salário mínimo, eu daria um tiro no ouvido”. Que bela coisa para um líder de uma nação dizer. Ainda bem que não houve um suicídio coletivo. E a outra foi essa. “Peço ao povo brasileiro que me esqueça”. Já esquecemos, senhor presidente. Já esquecemos. Uma pseudo (adoro essa palavra), pseudo abertura. Alguns coronéis ainda estavam apegados à farda e à cadeira e apesar das DIRETAS JÁ, uma ditadura meio disfarçada acontecia. Tanto que duas músicas desse mesmo disco do Raul, foram censuradas: “ALUGA-SE”, onde ele propõe alugar o Brasil de vez aos estrangeiros e eles pagam nosso mingau. Com a Amazônia funcionando como um belo jardim de quintal. E a divertida “ROCK DAS ARANHA”. Num show ao vivo já em 83, ele disse que recebeu uma cartilha contendo tipo um dicionário com as palavras proibidas em show ao vivo e uma delas era... ‘universidade’. Cadê a abertura? Abertura sem conhecimento, sem cultura, sem acessos iguais, é como criança que ganha uma bicicleta, fica deslumbrado, mas se pergunta: ‘E agora, o que faço?’. Invocaram também ( mas não censuraram) com ABRE-TE SÉSAMO. Letra que pede... se é para abrir, abra logo, sem restrições, abra por completo. Raul chegou a dizer que fez esse disco bem político para testar a abertura. As duas músicas só foram liberadas uns cinco anos depois quando Raul estava em fim de carreira e próximo de morrer . Raul, ainda gravou num outro disco, CARIMBADOR MALUCO, uma música supostamente infantil para o especial da GLOBO, só que é uma letra bem paralela ao livro de PROUDHON, um francês considerado o pai do anarquismo. Os fãs não entenderam muito e disseram que Raul havia se vendido ao sistema, participando de programas da GLOBO. Quase quebraram um ginásio em BH. Em ‘ANOS 80’, reparem que apesar da charrete não ter condutor, Raul mesmo reclamando da melancolia, da censura, da miséria programada, escondida sob o tapete, fala que há esperança e promessas de amor. Sonhos de um sonhador. Raul Seixas e Rita Lee ( a OVELHA NEGRA), ‘apanharam’ muito nos anos 70, não só da ditadura, mas do próprio meio artístico, vistos de lado, porque o chique era cantar tropicália ou bossa nova, e eles não pertenciam a nenhum desses segmentos. Foram roqueiros, na contramão da MPPB ( Música Pseudo Popular Brasileira). Como disse Rita Lee. “Roqueiro brasileiro sempre teve cara de bandido”. Foram vanguarda de uma geração brilhante que surgiria nos anos 80.
Com vocês...

ANOS 80 ( RAUL SEIXAS/ DEDÉ CAIANO)

Hey! Anos 80!
Charrete que perdeu o condutor
Hey! Anos 80!
Melancolia e promessas de amor
Melancolia e promessas de amor...
É o juíz das 12 varas
De caniço e samburá
Dando atestado
Que o compositor errou...
Gente afirmando
Não querendo afirmar nada
Que o cantor cantou errado
E que a censura concordou
Gente afirmando
Não querendo afirmar nada
Que o cantor cantou errado
E que a censura concordou...
Hey! Anos 80!
Charrete que perdeu o condutor
Eu disse: Hey! Hey! Anos 80
Melancolia e promessas de amor
Melancolia e promessas de amor...
Hey! Abram Alas!
Ai Viem Los Anios Oitienta
Vai Mamacita, Ui!...
Hey! Anos 80!
Charrete que perdeu o condutor
Hey anos 80!
Melancolia e promessas de amor
Melancolia e promessas de amor...
Pobre país carregador
Dessa miséria dividida
Entre Ipanema
E a empregada do patrão
Varrendo lixo
Prá debaixo do tapete
Que é supostamente persa
Prá alegria do ladrão
Varrendo lixo
Prá debaixo do tapete
Que é supostamente persa
Prá alegria do ladrão...
Hey! Anos 80!
Charrete que perdeu o condutor
Eu disse: Hey! Anos 80!
Que esperança
Sonho de um sonhador!...

18 comentários:

Nathália (Ná) disse...

Carlos meu amigo, sinta-se a vontade para participar do modo que desejar. Na segunda-feira, passo por aqui para ler, e descobrir o que é mágico para você.

Bjs!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, meu querido amigo.
É só este fim de semana, que não vou publicar, pois vou relaxar. Depois, é depois. Relax.
Beijos
Bom Fim de Semana, Carlos!
Obrigada pela passada!

Anne Lieri disse...

Carlos,que delícia relembrar Raul Seixas!Seu texto está impecável e muito bom de se ler!Adorei!Abraços,

Pelos caminhos da vida. disse...

Gde postagem, gde Raul Seixas, sou fã das músicas dele até hoje, Semana Anos 80, obrigada por partilhar uma semana saudosa amigo, amei.

Bom fim de semana.

beijooo.

Chica disse...

Muito bom trazer Raul ! Ficou legal e te desejo um lindo fim de semana,chica

Maysha disse...

Ola gostei do seu blog, vou voltar para o ler.

Um bom fim de semana, um beijo

Pena disse...

Fabuloso e Precioso Amigo:
Um texto admirável sobre o acontecido nos anos 80 da geração de vivências do lindo Brasil de sonho.
Os meus sinceros parabéns. Fiquei fascinado por tanta magia escrita e sentida.
"...Foram roqueiros, na contramão da MPPB ( Música Pseudo Popular Brasileira). Como disse Rita Lee. “Roqueiro brasileiro sempre teve cara de bandido”.

Mais que óbvio, certo e profundo de significação imensa.
Abraço amigo de gigantesca estima e respeito pela amplidão enorme do seu fantástico carácter deslumbrante e puro.
Com admiração constante.

pena

MUITO OBRIGADO pelas palavras tão lindas que expressou no meu blogue.
Bem-Haja, amigo extraordinário e perfeito.
Adorei.

Wanderley Elian Lima disse...

Esse é totalmente demais, eterno, inesquecível. Fez parte d minha ida e faz parte de minhas lembranças. Amei o histórico.
Grande abraço

Elaine Barnes disse...

Realmente uma bela semana como diz sua musa. Muito aprendi,curti e sorri. Lembranças boas de cantores e suas músicas maravilhosas que marcaram época e torenaram-se inesquecíveis e também atuais. Raul era genial e como todo bom gênio não poderia ser perfeito,por não sentir o corpo,esqueceu dele.Sua obra imortal tenho certeza será sempre atual. Montão de abraços e bjs pra você amigo

Franzzinhah disse...

oi querido ... ti vi na Anne ... seu blog é um amor .... adoreiii seu Post .... adorooo Raul Seixas !!!! qndo puder da uma passadinhah no meu blog tbm ....vou adorar sua visitinha..... bjinhos Franzzinhah .... ja estou ti seguindo !!!!

franzzinhah.blogspot.com

Solange Maia disse...

estou fazendo uma viagem no tempo com seus textos Carlos...

que ótimo !!!

quanta coisa boa, viu...

beijo

Zélia Guardiano disse...

Carlos
Estou simplesmente adorando o seu blog. Já vim aqui outro dia, mas não consegui postar comentário( penso que meu pc estava ruim). Hoje, felizmente, tudo certo...
Bem, você fala do Raul Seixas num texto excelente: bem escrito e muito interessante. Conteúdo ótimo!
Parabéns!
Virei sempre aqui...

Um abraço

PS-Grata pelo comentário no Diálogos...

leonel disse...

Olá, amigo!

Conheci-te através do blog da Irlene Teixeira. E, sinceramente, gosto do que por cá encontro.

Retornarei mais vezes, isso é certo.

Abraço do Leonel.

Juliana Carla disse...

Olá Carlos

Uma amiga minha ainda me diz que vai votar nulo... Como se mais tarde isso não fosse o reflexo! O DNA da ilusão mora na subordinação e no ato de dizer “deixa a vida me levar”... Pessoas no FICHA SUJA, temos aos montes por aí! Porém, não custa usar filtros... Melhor do que ficar calado. Esse pessoal aí não ficou... Outros tantos foram exilados (como Geraldo Vandré).

Acho que estou na geração errada... Viva os anos 80 e seus antecedentes!

Bjuxx e xerooo amigo

Sandra disse...

QUANTAS LEMBRANÇAS BOAS TEMOS AQUI.
COMO É BOM AMIGO, RELEMBRAR. ANOS 80 FOI SEM DÚVIDA MUITO BOM.
agradeço a todos o seu carinho e presença. já estou passeando pelos blogs logo cheegará a sua vez.
COMO É BOM TER VOCÊ SEMPRE BEM PERTINHO DE MIM. FICO MUITO FELIZ.
A CURIOSA SE SENTE MUITO ORGULHOSA EM CONTAR CONTIGO SEMPRE EM MEUS BLOGS..
DE CORAÇÃO AGRADEÇO O SEU CARINHO E PRESENÇA.
A AMIZADE É O SIMBOLO QUE NOS UNE NESTE UNIVERSO VIRTUAL.
MUITO OBRIGADA PELA SUA AMIZADE.
SOU MUITO FELIZ EM TER VOCÊ PERTINHO DE MIM..
SEJA SEMPRE BEM VINDO.
ADORO QUANDO VEM.
UM GRANDE ABRAÇO E UM FELIZ FINAL DE SEMANA.
ATÉ MAIS,
SANDRA

CONTO COM O SEU VOTO NA CURIOSA E NA INTERAÇÃO DE AMIGOS. TOPBLOG ESTOU NOVAMENTE PARTICIPANDO. OBRIGADA PELO VOTO E CARINHO

Amor feito Poesia disse...

Como se fosses tu, assim entras no teatro e te chamam dentro do sonho e te chamam para fazer o papel do sonho de alguém que não veio, e dizes que nunca viste a peça e nunca leste o texto e nada sabes de marcações intenções interiorizações e te dizem que não importa porque é só um sonho e um sonho não precisa ensaio

Caio Fernando de Abreu

Amor e Paz no seu Domingo...Beijos!!

Everson Russo disse...

Raul foi sem duvida um grande nome do rock,,,vamos passar mil anos e teremos pela vida muitos malucos beleza....abraços e otima semana.

Lianara **Lia** disse...

Oi Carlos!

Postagem perfeita relembrando os anos 80 e sua ditadura disfarçada!

VIVA RAUL!!!

Bjos
Lia♥