ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

UMA SEMANA NO CINEMA- "UM SONHO DE LIBERDADE"


( imagem google )
Dedicando uma semana ao cinema. Vão ficar de fora ótimos filmes como BEN HUR, (o que mais assisti até hoje) que ficou uns trinta anos ou mais como detentor do maior número de Oscars, até finalmente ser superado pelo também magnífico SENHOR DOS ANÉIS. Ficarão ainda de fora filmes antigos como A UM PASSO DA ETERNIDADE, um dos melhores da época. AO MESTRE COM CARINHO. NUNCA TE VI SEMPRE TE AMEI e o clássico romântico, O MORRO DOS VENTOS UIVANTES. Todos sensacionais. Procurei selecionar alguns que me falaram ao coração, considerando que a semana é pequena.
UM SONHO DE LIBERDADE, com Tim Robbins e Morgan Freeman ( um de meus preferidos), é um filme lindo e é o segundo que mais assisti. Cada vez que vejo, descubro algo novo e belo nele. Não vou falar do filme todo, só de um detalhe importante sobre liberdade. Enquanto os personagens de Morgan Freeman e Tim Robbins conseguiam aos poucos, sucesso em seus sonhos de serem livres, uma outra história paralela acontecia no filme. Um detento, desde jovem tenta a liberdade condicional, mas recebe sempre a folha de seu pedido com um carimbo de NEGADO. A imagem do carimbo no filme chega a ser forte, tamanha a força com que o diretor do presídio impõe sobre a mesa. Em todas as tentativas frustradas, ele fica triste, mas dá as costas, até a próxima oportunidade. Quando já completa uns 65 anos ou mais de idade, com pena cumprida, recebe absolvição. Mas, após quarenta anos enjaulado, sem ver o mundo lá fora, ele não sabe mais viver no mundo. Sente-se um estranho, ou o mundo lhe é estranho. Em quarenta anos, o mundo muda muito. E comete suicídio, enforca-se. A prisão não saiu dele, estava impregnada nele. Não suportou a liberdade que tanto buscou.
Isso me remete à infância mais uma vez. Quando eu era criança, era hábito dos adultos, terem passarinhos presos na gaiola, não havia fiscalização, nem conscientização, então era fácil passarem alguns nas ruas com gaiolas lotadas. Colocavam até briga de passarinhos. Vê se pode isso, coisa mesmo de humanos. Tinha um rapaz que tinha vários e com muito cuidado fechava as gaiolas para não perder os bichinhos. Só com uma gaiola, ele não se importava, deixava-a aberta e se orgulhava disso, porque o canarinho não fugia. Não saía nem na porta de sua prisão. Gabava-se, pensando que era porque o passarinho gostava dele. As pessoas riam, achavam bonito, mas eu não. Juro que ficava torcendo pra um dia o canarinho decidir sua vida e ir embora, resolver assim de repente... "hoje vou embora". Mas o danadinho não fugia, mesmo com a porta escancarada e o horizonte lhe chamando. Até seus amiguinhos o chamavam, passando lá no alto, cantando... "vem, vamos voar". Agora eu entendo porque o canarinho não fugia. Assim como o velho do filme, ele também não saberia viver lá fora, pois estava acostumado à prisão. Nós também somos assim às vezes. Falamos, buscamos, sonhamos com a liberdade, mas quando a temos, temos medo. A liberdade causa medo. A felicidade assusta.

Um dia a professora perguntou aos alunos, “Que bicho você gostaria de ser?”. Respondi no ato. “Gostaria de ser um passarinho”, “Por quê?”, perguntou. “Por causa da liberdade”. Parece que ela gostou e fez mais uma. “Algum outro bicho mais?”. Respondi. “Queria ser cachorro. Por causa da amizade”. Bonito foi o que ela completou em tom de conselho. “Mas você não precisa ser passarinho para ser livre, nem ser um cachorrinho para ter amigos”. Isso serviu para mim, principalmente no tocante às amizades. Liberdades, não pratiquei todas ainda, mas já fiz alguns voos legais.

15 comentários:

Everaldo Farias disse...

Cara,

eu gostei muito desse filme quando vi e também de sua postagem sempre repleta de muita poesia!

Parabéns por tudo!!!

Blog Música do Brasil
www.everaldofarias.blogspot.com

Um forte abraço a todos!

Sandra Botelho disse...

Assisti esse filme, acho que todo amante do bom filme assistiu neh?
É um filme lindissimo e que nos ensina várias lições...
Maravilhosa estréia. Aplaudo de pé.
Bjos achocolatados

Juliana Sphynx disse...

Eu até hoje nunca consegui pegar este filme inteiro na tv, mas sempre recomendam.
Espero um dia poder assistir inteiro! rs

Pelos caminhos da vida. disse...

Fiz uma homenagem pra vc amigo nesse espaço aqui:

http://amizaderealvirtual.blogspot.com/

beijooo.

Wanderley Elian Lima disse...

Bela escolha. Esse filme é lindo demais.
Abração

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Aos que já leram, onde estava "liberdade provisória", eu quis dizer, liberdade condicioal. Já consertei no texto. Um abraço a todos

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Obrigado, Everaldo. O homem da música. Um abraço
///
Obrigado,Sandra. Amanhã tem mais um belo filme. Muito importanrte sua presença Beijos
///
Oi,Ju, pega sim, é de chorar. Beijos
///
Oi,Ana.VOu lá já já. Beijão
///
Caro Wanderley.Acho que do de amanhã você gostará ainda mais. Um abraço

Marilu disse...

Querido amigo Carlos, sou apaixonada por filmes épicos, e Ben Hur,para fim é um dos melhores, Charleston Heston é simplesmente magnífico. Um Sonho de Liberdade, retrata todos os problemas de viver por tanto tempo em uma prisão, e buscar a cada dia a tão sonhada liberdade.Mas o que fazer com "ela" depois de tanto tempo? Tal qual o passarinho preso na gaiola, que depois de ter a porta aberta, não consegue mais voar, ele esqueceu que tem asas. Texto perfeito, como tudo o que você escreve...Tenha uma linda semana....Beijocas

Fatima disse...

Cmeço bem meu amigo!
Ótimo filme!
Engraçado, não costumo rever filmes, mesmo os que gosto mais.
Bjs.

Luciana P. disse...

Menino, bateu a saudade, tô parecendo vc aquela vez que parou, rsrsrs. Deu vontade de visitar os amigos, enfim... olha, adoro esse fime, é profundo demais, como a maioria dos filmes do Morgan. Escolheste muito bem!

Beijos pra ti!

Maria Bonfá disse...

oi querido saudade..linda sua postagem..amo esse filme.. emocionante.interessante sua comparação do passarinho com o filme. verdadeiro mesmo.. linda noite para ti..beijão

Amor feito Poesia disse...

"Um sonho de liberdade"
Simplesmente fantástico...o filme!!

Prá Voce...

Um ramalhete
Com rosas e alecrim
Nele, fitas de afeto
Em laços de bem querer,
Um sorriso em cada pétala
Um bilhete de paz
Pra tua vida...
E um pedido!
Jamais se esqueça de mim!

(Sirlei L. Passolongo)

Saudações Poéticas.....M@ria

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Ah,Fátima eu gosto de rever, até porque na primeira vez que vejo dou umas choradinhas e acabo não vendo direito rs rs. Beijos
///
Oi, Luciana. Eu sabia que você não aguenta ficar sem o blog, logo o seu blog tão instrutivo, educativo e bem cuidado. Tomara que volte mesmo . É verdade, lemrei agora quando "parei", até parece que aguento també,né? Beijos
///

~~º~~ Leonor~~º~~ disse...

Carlos meu bom amigo, logo pela manhã que maravilha, hoje não venho comentar tua postagem, mas sim a musica que cá meteu linda, linda, mais tarde venho ler e postar na escrita. Mas por agora é mesmo a musica que valeu minha atenção.
Beijinho de luz e paz

Majoli disse...

Meio atrasada, mas presente...rs

Amei esse filme, assisti mais de uma vez até.

Começando a gostar da semana no cinema.
Blog do Carlos além de poesia é cultura...certo meu amigo?

Beijos com carinho no teu ♥