ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

UMA SEMANA NO CINEMA- "À ESPERA DE UM MILAGRE"


( imagem google )
A sinopse já nos traz uma frase interessante. "Ele não acreditava em milagres. Até o dia em que conheceu um". O milagre acima da religião, acima dos pregadores, o milagre que tem que nascer dentro da gente. Milagres existem, mas o princípio para que aconteçam, é que acreditemos neles. Esse filme mexe muito com o imaginário e eu gosto de acreditar no imaginário. Não a ficção científica, mas crendo que os milagres acontecem nos lugares e momentos mais improváveis. Evidentemente levando uma vida prática também, só que com uma chama lá no fundo que alguma coisa boa acontecerá. A partir do momento que pararmos de acreditar nessas coisas, no improvável, no "impossível", podemos passar a régua e fechar esse boteco do mundo. No filme, de cara, um pouco de preconceito. Um negro segurando duas meninas estupradas e mortas, já é condenado. O julgamento é só praxe. O diretor de um presídio de corredor da morte onde presos são executados na cadeira elétrica, vivido por TOM KANKS ( olha ele de novo, Majoli) tem um problema urinário crônico que inclusive o atrapalha na vida sexual. Um dia esse preso, de dentro da cela, o agarra, apertando suas partes íntimas e num momento de grande concentração, com rosto transfigurado, começa a lhe tirar o mal que o afligia há anos. Terminado, o diretor sente o alívio da dor e o pergunta como ele faz isso. Ele conta que tem um dom de tirar as dores e doenças das pessoas, mas esse dom, apesar de maravilhoso também o maltrata, pois sua sensibilidade aguçada, lhe permite ver como as pessoas são más, percebe toda a energia negativa à sua volta e suas entranhas recebem essa carga negativa. Até mesmo quando cura alguém, as dores da pessoa, antes de serem totalmente absorvidas, passam por seu corpo e mente, lhe rasgando por dentro. Como ele se fosse um para-raios de todas as dores que aquela pessoa estava vivendo. Isso até seria tolerado por ele, o pior era ser para-raios dos sentimentos ruins, nas energias negativas que certas pessoas têm. O dom da sensibilidade, que era lindo, também o macbucava. Ao longo do filme, ele fez outros milagres, como salvar um ratinho, único amigo de um preso da cela ao lado, que foi pisoteado por um dos guardas. Tomou o rato na mão e extraiu dele toda a dor. E o ratinho viveu. O dono do ratinho, que seria o próximo da cadeira elétrica tinha uma ilusão. De que havia um lugar encantado e seu ratinho seria a atração de um grande circo. O ponto máximo de seus milagres ainda viria. Responsabilizando-se, mesmo desaprovado pelos companheiros condutores do presídio, afinal, aquele era um preso de alta periculosidade, o diretor resolve levá-lo de madrugada à casa de seu superior, onde sua esposa já quase morria de câncer. Depois do susto lógico que este levou, mesmo empunhando uma arma, aceitou ver a ação do preso tocando em sua esposa acamada . Subtraiu dela sua doença terrível, sentiu todas as dores lhe passar pelas entranhas e curou-a. Isso levou o diretor a pensar. “Uma pessoa com um dom desses, não pode ser uma pessoa ruim, um criminoso”. De fato não era. Foi pego com as meninas nos braços tentando salvá-las, mas não teve tempo para isso, foi preso por uma pequena multidão. Ora, era um negro quem estava ali . Ele apontou para o diretor até o verdadeiro assassino. O diretor resolveu olhar mais a fundo seu caso, tentou a reabertura, sem êxito. Mas teve uma ideia. Propôs a ele, simular uma fuga, uma falha de segurança, para livrá-lo da cadeira elétrica. Ele não quis, preferiu morrer. Estava cansado de tomar as dores do mundo. No final do filme, o diretor, muito velhinho, acompanhado daquele ratinho, contando à uma senhora também idosa, mas de idade normal, que lhe pergunta. “Quantos anos você tem?”. E ele responde. “Tenho duzentos anos. Todas as pessoas que amei, trabalhei, amigos, esposa, enfim, todos morreram. Já tentei morrer, mas não consigo. Esse deve ser meu castigo por ter deixado morrer um milagre de Deus.

Esse filme me traz um reflexão geral: VAMOS FICAR ATENTOS ÀS COISAS DE DEUS E ESQUECER UM POUCO AS COISAS TERRENAS. OS DEUSES DA TERRA SÃO DE MENTIRA.

24 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Mais do que contar filmes, até porque muita gente já assistiu, estou relatando os efeitos e impressões que causaram em mim. Um abraço a todos

Everson Russo disse...

O cinema hoje em dia cada vez mais nos surpreende com seus efeitos e encenações,,,alias,,,to aguardando na sua semana as animaçoes em 3d,,,vao aparecer? adoro,,tipo,,,Shrek, Era do Gelo,,Madagascar...acho super super,,,,abraços de bom dia...

Louise Oliveira disse...

Eu já vi esse filme, é lindo mesmo.
Muito comovente e ainda mais com o Tom Hanks atuando.
E é verdade, cada um enxerga o milagre de uma forma, cada um tem o seu tipo de milagre (não incluindo religião nisso), a sua maneira de vencer os obstáculos que lhe parecem impossíveis.
Muito legal, vc falar as suas impressões. Bjs! Amigo.
Li

Elaine Barnes disse...

Assisti duas vezes e me emocionei muito. Os paranormais sofrem demais.Poucas pessoas tem a sensibilidade de entender e acreditar. Aquele que tem o dom não serve ao ego,mas,lida com milhares de egos. A alma sofre e luta pra cumprir sua missão,incompreendida.No entando ensinou o amor a quem precisava,bastava um. Sua vida não foi em vão. Sua pureza deu pequenos frutos e seu descanso merecido. Adorei! Montão de bjs e abraços

Fatima disse...

Gostei muito deste tb Carlos!
bjs.

Sandra disse...

gosto demais desse filme...

tenha um bom dia

bjs

IT disse...

Esse eu assisti 2 vezes.Muito bom mesmo! fala do poder que tem dentro de si em acreditar, crer que através da "fé" pode acontecer, nascer e, renascer. Na realidade, conheço alguma pessoas que através da fé receberam milagres,inclusive eu. Creio em milagres.
O filme, a Espera de um Milagre, foi um dos melhores que já assisti.

IT

Carlos Albuquerque disse...

A sua Semana no Cinema está em cheio!
Outro filme extraordinário, que tenho em DVD e que, de quando em vez, revejo.
Também entendo que o prodígio, o acontecimento, muitas vezes sobrepondo-se às leis da Natureza, tem que nascer dentro da gente.
Quantos "milagres" deixamos morrer por nos faltar dimensão para os entender...
Vou continuar acompanhando a sua Semana no Cinema.
Abração

Endim Mawess disse...

um dos filmes mais marcantes que eu já vi e reacenderam com seu teto.

♥*♥( Franciete)♥*♥ disse...

Oi meu querido, que maravilha de narração, que capacidade você tem, até parece que de um lado está vendo o filma para o transcrever para a tela do seu PC.
Adorei essa história e acredite que encaixei uma grande dose dela viu, algo de muito familiar me tocou.
Beijinhos de luz em seu coração

legalmente loira... disse...

oi carlos,
seu espaço é de muito bom gosto!
eu ja estive aqui dando uma olhada por varias vezes. timida rsrsrs para convidar a ser meu amigo.
eu o via em diversas paginas e dizia a mim mesma:
adoro os comentarios deste menino e não foi que derepende um milagre aconteceu por causa de uma linda e merecida homenagem você esta comigo e eu vim para ficar.
eu assisti este filme varias vezes.
tenho por ele um carinho especial.

e seu relato muito lindo.
vejo no meu dia a dia muitos milagres e quem sabe no milagre do ser humano.
volto mais tarde.
um abraço com carinho da amiga rita.
bjos.

Edna Lima disse...

Já vi este filme.Creio que muitos dos seres humanos vivem a espera de um milagre!Grande bj conterrâneo. Edna

Marilu disse...

Querido Amigo Carlos, você é cinéfilo, e dos bons, esse filme é emoção pura. As pessoas que tem o dom de fazer o bem, sofrem muito. E hoje em dia diante de tanta tragédia, o mundo vive "A espera de um milagre". Linda sinopse...Beijocas

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Esse filme eu não vi, mas acredito ser um grande filme , dado ao seu bom gosto. Vou procurar vê-lo.
Abração

Sandra Botelho disse...

Os deuses da terra, são feitos pelas mãos de homens...
Mas as coisas de Deus são maravilhosamente feitas para nosso bem maior.
Não vi o filme ainda, mas se a impressão que vc tirou foi a que descreveu( e com certeza foi) vou ver assim que puder.
Bjos achocolatados

♥*♥( Franciete)♥*♥ disse...

Amiguinho, estou a comemorar 20.000 visitas no lamentos, e fiz um mimo para dizer, que é graças aos meus amigos que estas visitas existem. Gostava de poder partilhar com todos os meus amigos beijinhos de luz e paz

Bia Maia disse...

Que lindo demais o que você escreveu:
"VAMOS FICAR ATENTOS ÀS COISAS DE DEUS E ESQUECER UM POUCO AS COISAS TERRENAS. OS DEUSES DA TERRA SÃO DE MENTIRA."

É...uma lição passar por aqui hoje e ser presenteada com tão belo texto...

Já vi este fileme e amei!

E nunca, Carlos querido, NUNCA vou deixar de amar...é que às vezes, quando amamos, nos sentimos vulneráveis...e isto me assusta...

beijos em seu coração,

Bia

Juliana Sphynx disse...

Adorei este filme quando o assisti!
Realmente é uma boa recomendação!

Felina Mulher disse...

Boa noite Carlos, belo o teu relato sobre o filme, infelizmente este eu não assistir, espero me sobrar um tempinho para acatar tua dica.

Um beijo de boa noite.

Pelos caminhos da vida. disse...

Acredite amigo assisti esse filme duas vezes.
Acredito muito em milagres, na minha família já fomos abençõados por um.

beijooo.

Majoli disse...

Olhei ele de novo Carlos...rsrs.

Tom Hanks nesse filme teve uma interpretação belíssima, assisti inúmeras vezes e a cada nova vez, a emoção me invadia.


Adorei essa reflexão geral, Deus tem que vir em primeiro lugar em nossas vidas, com Ele a gente tudo é capaz.

Beijos meu amigo.

legalmente loira... disse...

bom dia!!

Incrivel como somos abatidos por palavras que nos tocam.....maravilhoso
beijos da amiga rita.

Amor feito Poesia disse...

Tem selinho aqui prá todos os meus amigos.
Venha buscar os seus.....Carinho meus! M@ria

Sueli disse...

Sensacional esse filme, mas me encheu de ódio (ou de inconformação, não sei bem) no final. Eu assistiria novamente, mil vezes, mas cortaria o final todas as mil. Abração!