ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

UMA SEMANA DE CRIANCICE


( imagem retirada de fotoideia.blogpsot.com, mas o autor original da mesma,consta na própria imagem)
Bem, amigos(as) queridos(as). Como estamos entrando na semana das crianças,e mais, respeitando as crenças de cada um, também é semana de Nossa Senhora, com a qual fui muito ligado na infância. Assim,resolvi dedicar este blog, que na verdade não é só meu, é de todos nós, à essa semana tão gostosa. Espero que tenham paciência, pois contarei algumas peraltices e por fim, no último dia, dedicado à Nossa Senhora,vou repetir uma história de fé que se passou comigo. Hoje começo com:

O VELHO, O MENINO E O TEMPO.

Roda, menino
roda o pião.
Brinca com ele na palma da mão
Às vezes o próprio menino é o pião
gira como quer nessa brincadeira.
E lá vai o menino subindo a ladeira
dono da própria emoção.
- Menino, vá deitar
guarde esse brinquedo.
-Não, mamãe...
veja o relógio na parede
ainda é muito cedo pro meu coração.
Roda, homem
o mundo roda rápido como um pião
já não cabe na palma da mão.
- Levanta,homem!
Vá ser brinquedo no meio desse tufão
veja a foto na parede
já não é tão cedo no seu coração.
O tempo não é brincadeira
e lá vai o homem descendo a ladeira
sem ser dono da própria emoção.

38 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Sabe meu amigo, nunca consegui fazer o pião girar, é uma das minhas frustrações. Agora fica pra próxima encarnação rsrsrs
Abração

(Carlos Soares) disse...

Caro Wabderley.Eu era ruim todo. Na birosca não era grande coisa também não. Bola era mediano,apenas corria muito.Mas no finquinho era quase imbatível. na pipa também era bom. Um abraço

Elaine Barnes disse...

Brincadeiras de meninos sempre atrairam as meninas. Juro que tentei,mas, não consegui.
Escrevi muitos poeminhas paras as crianças, pois trabalhei em escola e em outubro eram distribuidos.Tenho bastante coisa guardada e adorava escrever pra eles. Comecei a escrever um a estória sobre os brinquedos antigos com sua criatividade e os novos que brincam sozinhos,mas, acabou virando uma saga de família rs...Paciência para ler suas peraltices? É com todo prazer amigo. A gente viaja nas suas histórias . Estou no aguardo rs... bjs amigo!

Gilson disse...

Brincadeiras que as crianças de hoje já não conhecem. Como é bom voltar as vezes ao passado.
Obrigado pelas belas palavras que você colocou no comentário.

Fica com Maria, que é a nossa grande mãe.
Ainda vou fazer um post com ela, vou sim.

Princesa disse...

Obrigado pela sua sempre amável visita aos meus blogues.

A vida é algo especial,
pois nela conhecemos amigos,
amigos estes que nos julgam amores.
Pois amor é algo tão incompreensível quanto a amizade.

Bom fim de semana
Beijinhos

Fatima disse...

Eu era menina feeena e não brincava com os brinquedos de menino, só com os meninos. Ops! Tô falando demais.kkkkkkkkkkk
Bjs.

Sonia Schmorantz disse...

Eu ganhei certa vez um pião grande, todo prateado com listras coloridas, amava vê-lo girar. Claro que foi num tempo remoto, rssssss.....mas nunca esqueci!
Um abraço, lindo final de semana

paula barros disse...

E a vida vai passando, e nós vamos rodando feito pião, na palma do tempo.

Adorei seu poema, lúdico, e reflexivo.

E vendo o pião, me lembrei que em Minas vi muita peteca. Quase compro uma.

vou gostar dessa semana.

abraços

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO CARLOS... ADOREI A TUA LEITURA... SUBLIMES PALAVRAS, BATERAM FUNDO NO MEU CORAÇÃO... ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Kotta1947 disse...

Sou menina mas sempre gostei de jogar ao pião no meu tempo e que sensação. Bjo.

TERE disse...

E na minha terra só os rapazes jogavam o pião mas eu tentava também ás escondidas.

Confesso que raramente fiz rodar.

Gostei de recordar.
Bjs

http://tere7aosabordeventosemars.blogspot.com/

Everson Russo disse...

Ao certo meu querido amigo, vai ser uma semana muito gostosa, temos sim que soltar e jamais aprisionar a criança que existe dentro de nós, hoje, eu, aos 41, faço coleção de carrinhos miniatura..rs..rs..rs..fazer o que, depois de velho me entreguei aos carrinhos, são lindos, e cá entre nós, é aunica chance de eu ter uma Ferrari, um Porsche, Hammer e outros...rs..rs..rs...e pegando carona no comentario do amigo Wanderley, nem eu fiz pião girar, minhas pipas não voavam, não era bom em futebol na escola,,,será que desde esse tempo, ainda sem saber é claro, eu já era fadado a poesia.?..rs.rs...forte abraço e um belo sabado pra ti...

BANDEIRA disse...

Eta tempo bão !!!
Ser criança é muito bom !
Ser um adulto que não perdeu o coração de criança é muito melhor...

História que provoca em todos nós uma melancolia, pq quem não tem histórias para contar de sua infancia ?

Qdo menina, fui boa na bola, jogava todos os dias um joquinho aqui conhecido como " queimado ".
Tipo volei sem rede e ganhava o time que eliminava mais rivais.

Grandes saudades...boas recordações...

Virei aqui durante a semana para ler teus relatos.

Um bom final de semana prá ti,
Bjs em Anita.

Barbara disse...

Roda Mundo
Roda Gigante
Roda Moinho
Roda Pião...e o tempo rodou num instante nas voltas do meu coração (C.Buarque)
Mas sua postagem mostra que sua criança interior ainda se manifesta!
E um VIVA a SENHORA MÃE DIVINA!

Jacque disse...

Vim convidar você para conhecer meu Blog Novo: http://meninadalua-jacque.blogspot.com/ .

Beijo.

Jacque

Luciano Braz disse...

Sim sim sim sim sim ... é nossa semana amigoooooooooo

e viva nosso espirito de cças ... viva a alegria inocênte ... viva os olhares proeminentes e viva sua poesia que esta linda!

Abraço meu caro poeta
O tempo não é brincadeira
e lá vai o homem descendo a ladeira
sem ser dono da própria emoção...


Isso é showwwww

O mar me encanta completamente... disse...

Ahhhhh eu rodava peão que era uma maravilha..hahhaa
Voce me levou aos tempos de menina, viajei num tempo bom que não volta mais.
Mas deixemos a criança que existe em nós, vir a tona de vez em quando.
Acho que vou comprar um pé-de-moleque..rs

Beijinho de saudade.

Ariana disse...

Oi, querido, e que semana primorosa será, ser criança é tudo de bom, ninguém em são consciência quererá crescer se souber a diferença que é ser adulto.
E viva o seu poema lindo, as nossas crianças e a criança que temos dentro de nós.

Beijos e uma linda semana pra ti.

Quem é tua Dona? disse...

A infância foi um tempo muito bom, com certeza. A minha, muito bem vivida, me dá suporte até hoje. Agora é entregar nas mãos de Nossa Senhora a infância das crinaças de hoje, para que tenham suporte no futuro também!

Beijos,
Anita.

(Carlos Soares) disse...

Bem amigos.Só estou respondendo hoje porque,digamos,estive meio desconectado nesse final de semana.fazendo uma traquinagens de adulto. rê rê. Que menino mau! Mas não sem lembrar dos amigos que visitam meu blog todos os das sem precisar que eu peça.Isso que é bacana.Gosto de coisas espontâneas. O que mne deixa mais feliz é ver que as pessoas guardam ainda dentro de si, um pouco de criança.É... definitaivmente, o mundo tem jeito. Boa semana a todos.

(Carlos Soares) disse...

Ariana, garota especial de um blog especial.Obrigado.beijos

(Carlos Soares) disse...

Glória, pensa que não comi umas paçoquinhas ontem? Beijos,querida

(Carlos Soares) disse...

grande Luciano.Já vi postagens suas preocupado justamente com isso, da gente manter uma luzinha de criança dentro da gente. Um abração,amigo.Vocé é fera

(Carlos Soares) disse...

Com certeza,Jacque.Vou lá sim,gosto de novidades e tenho certezaa que terá uma boa para mim.Beijos, menina

(Carlos Soares) disse...

Oi, Bárbara. O nome já diz tudo. Citou uma belíssima música de Chico Buarque. Roda viva.Beijos bárbaros pra você

(Carlos Soares) disse...

Bandeira, eu " exijo" que você venha.Você é muito querida de mim. Eu gostava também quando jogávamos queimada,meninas contra meninos. Era show.Beijos. Some não,tá?

(Carlos Soares) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
(Carlos Soares) disse...

Meu querido amigo Everson.Desculpe a demora. E eu que ainda leio revistas em quadrinhos ? Vez em quando brinco os meninos atuais aqui na rua, de birosca,coisa rara hoje né. Um abraço e ótima semana

(Carlos Soares) disse...

Falou demais não, Fátima. Falou na medida certa. rs rs. Eu gostava de brincar de "cair no poço" só pra dar uns beijinhos.Eram selinhos mas era bãoooo. beijos, querida

(Carlos Soares) disse...

Beijos,menina Kotta.

(Carlos Soares) disse...

legal Terê.Venha para a roda,quanto maior, melhor.beijos, querida

(Carlos Soares) disse...

Beijos,Fernandinha.Vê se volta,tá.

(Carlos Soares) disse...

Legal,Sônia. Por isso virou essa grande poeta.beijos

(Carlos Soares) disse...

Caro Gilson,amigo recente.Seu blog é interessante, com assutos pertinentes, inteligentes. Só fiz justiça em elogiar.Um abração

Anita "Menina-Flor-Mulher" disse...

Excelente iniciativa meu bem, aprovado!! Você sabe das coisas, meigo e lindo.

Beijim

graciete disse...

ÓLÁ AMIGO, GOSTEI BASTANTE DA SUA HISTÓRIA, MAS OLHE ESSE BICHINHO CÁ SE CHAMA DE OSGA, E ESSA DE MORRER PESSOAS EU CONHECI UM CASO DE UM MILITAR CHEGADO DA GUINÉ E A MÃE LHE DEU CAFÉ ONDE ESTAVA A OSGA. QUE TINHA CAIDO NA PANELA DO CAFÉ E ELE MORREU, O CASO FOI MAIS COMENTADO PORQUE ESCAPOU DA GUERRA E VEIO MORRER EM CASA PELAS MÃOS DA POBRE MÃE, O DESTINO TEM DESTAS COISAS.
BEIJINHOS AMIGO

Anne Lieri disse...

Carlos,linda demais sua poesia!Adorei esse menino!Abraços,

Majoli disse...

Carlos, vou devagarinho, tenho cinco postagens suas pra ler...rs.

Sobre o pião, em casa éramos em 8 filhos, 4 meninos e 4 meninas, e vivemos uma infância maravilhosa e o pião fez parte dela.
Eu mesma o rodopiei tantas e tantas vezes, era uma vitória pra mim ouvir o canto do pião, pois não é que ele cantava mesmo?...rs

Delícia pelojeito essa sua semana.
Beijos meu amigo.