ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

CHAMPANHE


( imagem google )

hoje vou de champanhe

Quero champanhe pra beber,
pra reviver... em tragos suaves,
saborear você.
Luzes apagadas, corações acesos.
E antes que eu me refaça
você me pede outra taça.
Acho que vou me embriagar
no seu gosto de champanhe
e que você me acompanhe,
nesse trago, nesse afago.
Nesse sonho com você,
nesse afã de se ter.
E antes que você se refaça ,
eu quero outra taça.
Luzes apagadas, almas acesas,
mutuamente presas...
do mesmo abraço,
mesmo sentido, mesma direção,
numa só razão.
E antes que a gente se refaça
servimo-nos outra taça.
E que nunca se acabe o champanhe
e você me acompanhe,
nesse afago, nesse afã
trago por trago,
até amanhã de manhã.

11 comentários:

Gilson disse...

Carlos, assim você vai ficar de porre, vinho, champanhe e daqui a pouco próseco.

Abs

Elaine Barnes disse...

Do vinho a champanhe você é um romantico poeta que oferece a sua musa borbulhas de amor. Lindo! bjão amigo e parabéns hoje e sempre

Everson Russo disse...

Como sempre retratando o romantismo, o amor e a poesia que moram dentro de voce, que essa champanhe celebre sempre o amor e estoure as alegrias da vida...forte abraço meu amigo e um belo final de semana.

EDUARDO POISL disse...

Carlos passa no uma ilha para amar que tem um poema que acho que vai gostar de ler.
Abraços

Fatima disse...

Então o senhor já chegou no paraiso heim!
Aproveite!
Bjs.

Wanderley Elian Lima disse...

Concordo com o Gilson, e a marvada da pinga mineira, você acha que ela não combina com o amor? rsrsrs
Abração

Quintal das Rosas Decorações disse...

Ai que romantico, lindas palavras poéticas... parabens...

bom fim de semana... (freia um pouco o alcool, viu kkkkk)

bj
monica

(Carlos Soares) disse...

Ola´,Gilson e Wanderley.Até que a marvada da pinga mineira combina sim,mas não tenho mais esse pique não. E não é que o Wanderley avidnhou. Eu pensei. Só falta eu escrever um poema pra amanhã de nome : CACHAÇA. Melhor não, pelo bafo eu perco a namorada. Valeu ,gente

Glória Müller disse...

Não, não, não... se é um amor romântico, nada de pinga, só vinho ou champanhe, ou melhor, água da fonte.Ah, não vá embebedar a sua deusa, somente 2 tacinhas, que ela fica no ponto.rss
Abs
Glória

Carlos Albuquerque disse...

Carlos.
Varanda,(pode ser sofá) ela e champanhe. Não deixe acabar ela.
Vc "ameaça"!
Fico aguardando o poema sobre a CACHAÇA!
Um abraço, xará, bom fim-de-semana

(Carlos Soares) disse...

Obrigado pela dica, Glória.beijoa