ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 10 de outubro de 2009

UMA SEMANA DE CRIANCICE- VIRGEM MARIA

MAIS UMA DE FÉ

Este não é um conto comum. É uma história de arrepiar, mas positivamente. Em quase todas ou todas, ponho um tom poético, em outras, humor. Algumas são românticas, outras tristes. Essa é de fé. Tive uma infância muito gostosa apesar de dificuldades financeiras e ter sido muito doente. Já nasci com um tal sarampo preto que quase me matou ainda bebê. Depois uma pneumonia. E depois uma desinteria crônica implacável que me maltratou por dos anos.
Quando meninote, não me lembro a idade certa, mas sei que era muito novinho, eu tinha muitos pesadelos. Era sapo gigante com boca enorme correndo atrás de mim. Corujas e morcegos voando pra me pegar. Mãos cabeludas aparecendo sobre a cabeceira da cama. Eu corria pro quarto de minha mãe. “Mãe, mãe, tem sapo lá”. Às vezes, ela deixava eu dormir na cama dela e de meu pai. Às vezes, ele não deixava, até que estava certo. Tive uma fase tão aguda de pesadelos, que ela arrumou um colchãozinho perto da cama dela. Incrível como a presença da mãe afasta qualquer monstro. Meu pai falava: “Esse menino está é com lombriga”. E me tacava um remédio fedorento e amargo, chamado lombrigueiro. Quando tinha jeito, eu fingia que tomava e colocava dentro dos buracos do muro. De vez em quando via uma formiga carregando. Eu morria de medo dele ver a formiga. Ficava torcendo pra ela passar rápido, porque matar, eu não tinha coragem.
Houve uma noite em que minha mãe me convenceu a dormir em meu quarto. Noite quente. Não tinha ventilador. Janela fechada, claro, por causa do medo. Porta aberta pra eu poder correr de noite na hora dos monstros.
Tenho quase certeza de que ainda não estava dormindo. Eu custava a fechar os olhos porque o pavor não deixava. De repente senti um frio. Um frio gostoso, saudável. E notei um facho de luz chegando. Parecia os contornos do corpo de alguém. Só que não tive medo. Estava deitado de lado e assim fiquei, só olhando. A imagem foi se definindo. Era uma mulher branquinha, muito bonita, de vestido longo, branco, arrastando no chão. Em volta de seu corpo, uma aura, uma luz misturada de amarelo e branco. Tinha um semblante de paz, angelical. Ela se aproximou de minha cama e sentou-se. Passou a mão em meu rosto algumas vezes. Depois na minha cabeça... e disse com voz branda. “Reze, Carlos. Reze muito”. E foi se afastando... até sumir na porta. E dormi.
No outro dia, minha mãe estava no fogão, cheguei perto dela e disse. “Mãe, eu tive um sonho”. Ela ocupadíssima de serviço e problemas, queimando os dedos disse. “Ai, ai, meu Deus. Lá vem você com seus sonhos”. Eu falei. “Não, mãe. Não foi sonho ruim. Foi sonho bom”. Ela parou um pouco pensando e respondeu. “Deixa eu desligar isso aqui senão queima tudo”. Desligou o que precisava, sentou numa cadeira do lado do fogão. Fiquei em pé, com as mãos nos joelhos dela e comecei a contar. “Mãe, ontem à noite, antes de eu dormir, uma mulher branca, bonita, cheia de luz em volta, apareceu perto de minha cama, colocou a mão na minha cabeça e me mandou rezar sempre”.
Minha mãe emocionada, chorou e me abraçou. “Oh, meu filho. Você é um menino abençoado. Foi a Virgem Maria que apareceu pra você. Eu pedi a ela pra tirar esses sonhos ruins de você porque não temos condições de tratamento. Por que não pensei nisso antes? Venha cá. Ponha as mãozinhas assim, juntas e reze comigo. E me ensinou o Pai Nosso e Ave Maria. Minha mãe ainda disse. “A gente precisa ser digno dela”. Nunca mais tive aqueles pesadelos.
Uns dias depois fui até a porta do quarto dela e disse. “Boa noite, mãe. Boa noite, pai. Durmam com Deus e a Virgem Maria”. Eles responderam. “Deus te abençoe”. Antes de sair, falei. Viu pai, como meu problema não era lombriga?”. Meu pai não entendeu muito, também já estava quase dormindo. Minha mãe sorriu e eu fui dormir um sono de paz... com direito à porta aberta.

13 comentários:

(Carlos Soares) disse...

BOM FIM DE SEMANA A TODOS. ISSO MESMO. MAÍUSCULO. ABRAÇÃOOOOOOOO

Carlos Albuquerque disse...

Meu amigo Carlos.
Não sou homem de fé. Acredito no homem e não no divino. Respeito, contudo, quem não pensa como eu.
Mas não posso deixar de dizer: a sua história, que acabei de ler, emocionou-me muito. Vou-lhe confessar - veio uma lágrima!
Só uma alma grande narra assim o que sente e sentiu.
vc é isso.
Desejo-lhe tudo de bom na vida
Abração amigo

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO CARLOS, OS TEUS ESCRITOS SÃO MARAVILHOSOS, AMIGO!!!
BOM FIM DE SEMANA... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Elaine Barnes disse...

Achei a história linda e acredito que vocÊ tenha recebido a visita dela. Você é iluminado e muito especial. Bom final de semana pra você tb e que Nossa Senhora continue te abençoando bjs

Áurea disse...

Adorei esta história
Ficando a pensar em tal
Como as histórias no Brasil
São iguais em Portugal!...

É uma história de fé
E que gostei de saber
Acontece com muita gente
Que não sabe agradecer

Esses sonhos eram "medos"
Que trazia dentro de si
Que conseguiu superá-los
Segundo aquilo que li!..

Acredito, com ajuda!
E a fé é importante
Quem não tem fé em nada
Torna-se mais inconstante.

Continu-o a gostar
E sempre que tenha tempo
Farei uma visitinha
Para ficar bem por "dentro"

Bjo
Áurea

Áurea disse...

Adorei esta história
Ficando a pensar em tal
Como as histórias no Brasil
São iguais em Portugal!...

É uma história de fé
E que gostei de saber
Acontece com muita gente
Que não sabe agradecer

Esses sonhos eram "medos"
Que trazia dentro de si
Que conseguiu superá-los
Segundo aquilo que li!..

Acredito, com ajuda!
E a fé é importante
Quem não tem fé em nada
Torna-se mais inconstante.

Continu-o a gostar
E sempre que tenha tempo
Farei uma visitinha
Para ficar bem por "dentro"

Bjo
Áurea

Princesa disse...

´´´´´´´´´´´¢7´´´´´´´´´´´¶¶¶¶´´´´´´7$´´´´´´´´
´´´´´´´´´´1¶¶ø¶¶¶¶¶´´´´´¶¶1´¶´´´´´¶¶¶´´´´´´´´
´´´´´´´´´¶¶¢´7´´7¶¶¶´´´¶¶¶´¶1´´´¶¶o´´´´´´´´´´
´´´´´´´´¶¶¶´´´´´´¶¶¶´´1¶¶´´¶´´´´´´´´´´´´´´´´´
´´´´´´´¶¶¶´´´´´´´¶¶¶´´¶¶ø´¶´´ø¶¶¶¶¶¶¶´´´´´´´´
´´´´´´o¶¶¶´´´´´´´¶¶¶´´¶¶o¶´´o¶¶´´´¶¶¢´´´´´´´´
´´´´´´¶¶¶7´´´´´´´¶¶7´ø¶¶ø´´7¶¶7´´ø¶¶´´´´´´´´´
´´´´´´ø¶¶$´´´´´´7¶¶´´¶¶$´´´¶¶¶´´´¶¶¶´´´´´´´´´
´´´´´´7¶¶¶´´´´´1¶¶´´´¶¶¶´´´¶¶¶´´¶¶¶ø´´¶1´´´´´
´´´´´´´¶¶¶¶71o¶¶ø´´´´7¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´¶¶¶¶¶1´
´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´
Um passarinho me contou que não existe um dia especial
para sentir uma emoção gostosa.
Mas tem dias que ela é sentida muito mais intensamente.
E hoje é o meu dia de lhe dar "aquele" olá especial.
Um olá luminoso e cheio de esperança para viver...

Obrigado pela visita sempre com grande carinho
Bom domingo
Beijos

Ariadne disse...

Carlos, tô adorando suas criancices.
Quando era criança também tinha pesadelos. Só quem passa por eles sabe o que é. Eu ia dormir no pé da cama de meus pais.
Abençoado você por ter tido a aparição de "Nossa Senhora".
Te deixo uma mensagem que tenho na geladeira e sempre que estou angustiada meus olhos se voltam pra ela:
"TEM ÂNIMO. NÃO TEMAS. NÃO VACILE SEU CORAÇÃO.
DEIXA-TE LEVAR COMO O MEU MENINO JESUS, SOBRE MEU CORAÇÃO DE MÃE".
Beijos pra você e pra sua mãe que confiou no coração da nossa Mãe Maria.

HSLO disse...

Lindo texto amigo. Você escreve muito bem.


Te desejo um ótimo final de semana. De luz e paz.


abraços

Hugo

Everson Russo disse...

Meu querido amigo, que historia, eu acho super interessante toda historia em que tenha fé envolvida, é o que a gente mais precisa nesse mundo, ter fé, e fé em Deus que nos guia e nos guarda sempre...forte abraço, uma bela tarde de domingo, otimo feriado, sei que somos da mesma geração, a coca cola...rs..rs...então hoje me atrevi a falar um pouco de Renato Russo, completam 13 anos hoje, gostaria de contar contigo por lá...forte abraço e paz...

Kotta1947 disse...

CARLOS SOARES que história linda e que sonho maravilhoso .Fiquei grudada como dizem os brasileiros a ler este texto que me encantou, que pela vida fora lhe deu a serenidade e paz para poder dormir sem medos. Bjo.

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

Carlos,
assim como ela foi te acalmar de seus pesadelos de criança, que ela continue te cuidando sempre, pois quando grande muitas vezes nossos pesadelos são duros conosco não é mesmo? Que ela esteja sempre com você.
Bjs
Marcia

Majoli disse...

Que emocionante Carlos, fiquei com os olhos marejados de lágrimas e arrepiada ao te ler.

Nossa Senhora sempre intercede por nós junto ao Pai e fico feliz em saber dessa aparição dela em seu quarto.

Nossa Senhora o abençoe muito meu amigo e a todos nós também.

Beijos.