ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

SOBRE HERÓIS E TRAIDORES


( IMAGEM google)
Já repararam que todos os heróis que sucumbiram foram traídos? Vou lembrar alguns: Che Guevara, Lampião, Tiradentes e o maior de todos, Jesus Cristo. E reparem ainda que o traidor é sempre alguém que deve impostos ao governo. O poder é inteligente e se utiliza disso, oferece troca de favores como perdão de dívida, por exemplo. O poder tem tudo nas mãos. No caso específico de Judas, até há alguma controvérsia. Alguns historiadores, pesquisadores e até mesmo algumas variações dissidentes da igreja, afirmam que Judas não queria ganhar o nome de traidor, que ele na verdade, contra sua vontade teria sido escolhido para ser o tal, para dar seguimento ao projeto de Deus. Até podemos considerar, se lermos a última ceia com atenção. “Um de vocês vai me trair”. Estaria o Messias antevendo ou determinando? Judas pergunta. “Por acaso sou eu, Mestre?”. E Jesus responde. “Você já o disse”. Numa outra cena, Jesus olha para Judas e fala. “Vá e faça sua parte”. Bem, isso é especulação, interessante, mas ainda é especulação e pelo jeito vai morrer assim. Mas as trinta moedas (era isso que valia a amizade de Judas), não lhe valeram nada, pois arrependido e louco, pendurou- se numa forca. Pior que escolheu o beijo, expressão máxima do amor, para ser o símbolo do traidor.
Da mesma forma, Silvério dos Reis, traidor de Tiradentes (maior e mais verdadeiro herói da história brasileira), morreu na mesma, endividado. O dinheiro não lhe valeu nada. Tinha um professor de história, chamado Luís, que tinha um jeito próprio de contar a história do Brasil e dizia: “Infelizmente eu sou um mentiroso, mas um mentiroso oficial. Tenho que contar aqui a história dos livros, enquanto minha vontade era de falar a verdadeira história desse país. Falar das mortes misteriosas de presidentes, renúncia, golpe militar. Falar da verdadeira história da independência do Brasil”. Mas acabava falando, destilava seu veneno. Dizia ainda. “Todo traidor e puxa-saco são safados. Tomem cuidado com puxa-saco”. Tínhamos boa afinidade e às vezes me dava liberdade de interromper a aula e dar minha opinião. Eu falava uns quinze minutos. Tentou até me levar para a política. Eu brinquei com ele. “Sai fora, professor. Você me diz que para cada herói tem um traidor e quer me meter nessa?”.
Mas eu falei tudo isso só para fazer uma indagação. Tiradentes disse uma linda e marcante frase, própria dos grandes homens: “ SE DEZ VIDAS EU TIVESSE, DEZ VIDAS EU DARIA”. Minha indagação é: Tiradentes repetiria essa frase nos dias de hoje, vendo o que estão fazendo no Congresso e no Senado? Vendo que seu povo não evoluiu muito em quinhentos e poucos anos? Essa é pior traição, traição contra um povo.
E além da pergunta, uma triste constatação: no mundo não há mais espaço para Tiradente’s ou Guevaras... mas para Judas sim. Porque o poder sempre deixa alguém lhe devendo para ter sempre um traidor à sua disposição. Na linguagem atual isso se chama rabo preso.
Um brinde ao 7 de setembro. Independência do Brasil.

34 comentários:

Everson Russo disse...

Meu amigo, você me remeteu ao antigo colegio Wencelau Braz aqui em BH, e ao mais antigo ainda, esse Escola Estadual Olegario Maciel, onde eu sofria em aulas de historia e geografia, eu tinha uma dificuldade danada em decorar, ou sei lá, aprender aquilo, e até que estudava, mas passava daquele jeito, raspando feito cabelo de soldado...rs..rs..mas enfim, viajei agora na historia de Tiradentes e dos heróis traidos, é sempre assim, penso que pra se formar um herói tem que ter um "bandido" traidor, e já nos meus dias atuais, mais pra calmaria do que pra bang bang eu to usando o lema, "mais vale um covarde vivo do que um herói morto"...rs..rs..rs...como diria Raulzito, eu não sou besta pra tirar onda de herói eu sou é cowboy fora da lei...rs..rs...abraços fraternos e um otimo final de semana pra ti...paz e poesia na alma.

(Carlos Soares) disse...

Amigo. Desejo mesmo para você. Tive essa ideia do texto já há algum tempo,justamente a partir da música do Raul.Ah, aquele texto sobre ídolos brasileiros vai sair em breve.Um abraço

Jacque disse...

Tenho um presentinho para amigos e seguidores, no Blog: PRA VOCÊ COM CARINHO.

Beijo.

Jacque

Kotta disse...

Tem razão o seu post é muito engraçado, mas hoje em dia quem deve ao fisco (ou quem rouba o Estado)passado tempos é perdoado e ainda pede indemnização ahah. Bjo.

*Adriana* disse...

Beleza, Carlos, um pouco de história faz bem. Sabe no meu tempo de escola, só ouvi a mentira oficial que seu professor falou mas meu filho teve mais sorte e eu também, pois aproveitei para saber melhor sobre a nossa independência. Não lembro dos detalhes apenas descobri que a história do grito de independência à beira do rio Ypiranga? é fantasia. Foi um emaranhado de interesses que envolveu principalmente uma seita chamada maçonaria...rs.

Abraços e bom fim de semana

Fatima disse...

Não acredito em heróis Carlos.
Bjs.

(Carlos Soares) disse...

Eu também não, Fátima. Acredito em cada um fazendo sua parte

Wanderley Elian Lima disse...

Carlos, que independência? A unica liberdade que se tem neste país é no Congresso, onde todos podem tudo: roubar, mentir, trair, humilhar o povo, zombar do povo, espoliar o povo, massacrar o povo. É lamentável ver a nossa inérci diante dos acontecimentos. ATé quando vamos ver tudo isto passivamente?
Tenha um ótimo fim de semana.
Abração

Princesa disse...

Obrigado pela visita

Existem pessoas que convivem anos
Conosco, e pouco representam.
Outras ao contrário, surgem em nosso caminho
de repente
E sem que se espere gravam seu nome
em nossa existencia. São os Amigos,

Passe nos meus outros blogs
Um bom fim de semana
Beijinhos

Maria Emília disse...

Brindo pela independência do Brasil mas não concordo que só os Judas é que têm lugar neste Mundo. Acredito num Novo Mundo que está aí a chegar.
Um abraço,
Maria Emília

Majoli disse...

Pois é meu amigo, e assim "descaminha" a humanidade.

Ótimo texto.

Beijos.

BANDEIRA disse...

Amigo,
Eu acredito em "alguns" heróis,

Bjs

EDUARDO POISL disse...

Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá.
(Charles Chaplin)

Hoje passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços do amigo Eduardo Poisl.

Sonia Schmorantz disse...

Uma boa reflexão, não se fazem mais heróis como antigamente, hoje o verdadeiro heroísmo está em sobreviver ao desemprego, à violência, à corrupção...etc..etc...
abraço, um bom final de semana

Bia Maia disse...

Nossa, meu lindo...

O mesmo é desejado à vc!

E heóis, HERÓIS mesmo, somos cada um de nós!

Lindo feriado à vc!

Beijos com meu amor,

Biazinha...

Everson Russo disse...

Bom dia meu querido amigo, bom saber que o post idolos brasileiros vai sair em breve, quero ve lo, espero que tenha , do Aborto Eletrico, passando pelo Trovador Solitario ao Legião Urbana...rs..rs..a fase super hiper mega importante do rock Brasil...forte abraço e um otimo final de semana prolongado...

Elaine Barnes disse...

Lembrei que quando era pequena fiquei impressionadíssima com a foto no livro de história que mostrava os pedaços de Tiradentes esquartejado.Nesse instante me veio a cabeça a infinidade de estupros que o médico da genética cometeu contra as mulheres que o viam como herói e também aquele que esquartejava aqui da zona norte. É, os mártires se foram e ainda vivemos um martírio. Muita fé! O importante é não deixar que matem nossos pensamentos e poemas pra um mundo melhor!Viva o amor!

*Adriana* disse...

Carlos, por motivos pessoais, bloqueei visita de todos ao meu blog, estou convidaando os amigos, manda para mim seu e-mail para convite?
adriana-es09@hotmail.com
e a todos que lerem este comentário por favor entrem em contato comigo, vou visitar todos da minha lista, mas se puderem se antecipar, agradeço

beijos

♥ ♥ Eu disse...

Um brinde a 7 de setembro e um brinde ao amor, parabéns pela linda declaração no blog da Anita, sinto o perfume do amor no ar, no espelho de sua alma. Desejo toda a felicidade do mundo à vcs e continua assim, sendo muito carinhoso e pode ter certeza q seu sorriso cada dia vai se tornar mais e mais brilhante e colorido.

Grande beijo!

Sandra disse...

amigo!
Vim agradecer a sua visita no blog Uma interação de amigos.
Lhe convido agora para passar na Curiosa e ver o que está acontecendo de novo.
Esteja convidado a participar desta festa.
Com Muito Carinho.
Sandra

HSLO disse...

Ótima reflexão amigo...depois do super-homem, eu não creio mais em heróis.

abraços


Hugo

Joéliton dos Santos disse...

Eu tbm nãoa credito em heróis...

Muito interessante sua postagem..gostei.

Tenha um bom domingo
abraçoss

Chris... ჱܓ disse...

Traição existe e sempre vai existir...
O ideal seria que cada um fizesse a sua parte, assim se chagaria a uma totalidade...
Heróis, são mitos que nós próprios criamos e ao redor deles os traidores.

Um lindo feriado de muita paz!

Luciano Braz disse...

Boa tarde Carlos,
Sempre bom ler-te meu nobre, teu espaço cativa os leitores.

Mas hoje quero parabeniza-lo pelo belo poema que vi no blog de sua enamorada, "Seu sorriso" se não me falhe a memória foi o Titulo, de verdade, percebi muita sinceridade e um sentimento bonito que chegou a me inspirar, lembrando-me de coisas que tento guardar todos os dias escondidos nas minhas sombras.

Parabéns , gostei muito.

Um super feriado pra ti amigo!

Luciano Braz

Everson Russo disse...

Meu amigo poeta, passando pra desejar uma bela tarde de domingo e um otimo feriado pra ti...abraços fraternos...

Elaine disse...

Olá!
Lenso seu texto, por sinal tão bem escrito, eu lembrei de um professor de geografia que tive que dizia exatamente a mesma coisa que o seu...
Se Tiradentes repetiria a frase? Duvido muito. Naquela época havia um sonho coletivo de liberdade, enquanto que hoje há um pesadelo generalizado...
Boa semana da Independência para nós.
Beijos.

Guilherme Canedo disse...

Que belo texto... cheio de verdades e indagações! Heróis são aqueles que lutam por seus ideais, fazendo sempre para o bom do próximo, nunca pra si mesmo!

muito bom!

abraços

Mariana disse...

Olá, vim te dar um beijo e desejar uma ótima semana.
Beijos meus, Mariana

Everson Russo disse...

Um bom feriado pra ti amigo e uma otima semana...abraços fraternos...

Mariana disse...

Acho que voltei ao tempo da escola.
Existem heróis e nem todos são traidores. Eu acho.
Carlos, tenhas um linda semana,produtiva e iluminada.
bjs

b disse...

Precisamos todos ler os livros de História do Brasil, do Eduardo Bueno.
Quanto a traidores, isso sempre existiu e sempre vai existir, por conta de dinheiro, inveja, e muitos etc...
"Dizem" que na vinda de Minas para o Rio, Tiradentes foi trocado por um miserável qualquer e que a Maçonaria havia feito essa troca. Não sei não...
No caso de "Che", foi também traído mas tem o lance da CIA, que faz e desfaz de heróis como e quando quer. Vide fato recente (Iraque).
Agora quanto a Judas, abstenho-me, há muito mistério nisso, muito simbolismo oculto sendo que há também um simbolismo muito claro prá mim:
Não confio em ninguém.
Mas a pior traição que este país sofreu foi a dos militares contra D.Pedro II - homem arrojado, com um programa bom para o Brasil.
Lendo "Aos trancos e barrancos" de Darcy Ribeiro, a gente percebe que a desgraça do Brasil, mais do que o Império, mais que a Colonização - foi a república.
Malditos traidores Floriano Peixoto, Deodoro da Fonseca e um outro que esquecí o nome.
Obrigada.

Linda Simões disse...

Oi Carlos!


Heróis mesmos somos nós,que trabalhamos para que essa Pátria seja livre...De enganadores,de corruptos,de falácias...

Brava gente brasileira!


Boa semana

Secreta disse...

Um brinde a todo o tipo de independencia...

(Carlos Soares) disse...

Queridos amigos(as). Juro que quando coloquei esse post pensei: Acho que não fui muito feliz, assuntinho chato esse.Mas para minha grata surpresa,quantos e belos comentários.Vejo gente preocupada com liberdade,com história, com momento atual. Aprendi até mais um pouco,sinceramente. Um abraço a todos e obrigado