ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

domingo, 5 de maio de 2013

EFÊMERO



De toda a transitoriedade da vida
Talvez eu seja a mais inconstante de todas as coisas
porque eu tenho um pouco de todas as coisas.
Na minha diferente lucidez
faço tudo como se fosse a primeira vez...
ou a última...ultimato... último ato
que não se permite ensaiar.
A flor que era linda, murchou
ou se despetalou nas mãos de quem não soube cuidar.
O barco partiu, o trem já passou,
O avião riscou o céu e sumiu.
A estrela caiu.
Era divertido o tobogã,
mas acabou tão depressa.
aurora só tem de manhã,
é breve à beça.
O pôr do Sol também é frágil e lindo
anunciando a noite que vem vindo,
e ela traz tantos medos, fantasmas, segredos
acende breves estrelas e efêmeras paixões
assoviando um triste e repetido enredo de ilusões.
Outra flores vão se despetalar
outros barcos partir, outros trens vão passar.
e se ninguém me levar
tenho meu jeito próprio de seguir,
assim não corro perigo,
se sou inconstante com a vida
é porque assim ela é comigo.

7 comentários:

Só pra você disse...

Você sabe muito bem como compor um poema usando as palavras muito bem, sempre gosto de te visitar e aprender com o teu português correto. Parabéns poeta.

Auxiliadora RS

Sônia Amorim disse...

Nada ficará no seu lugar, as flores murcham, o barco se vai, o trem passa, a unica coisa que ficará é a esperançã de não deixar passar em vão as oportunidades que a vida nos dá.
Lindo poema, desejo um lindo domingo, beijos

Lis Fernandes disse...

Olá,querido poeta!
Lindo texto. Muito sentido... intenso. Assim deve ser o sentir.
Beijos,
Lis

Arione Torres disse...

Oi amigo, adorei o texto, ótimo post!
Tenha uma excelente semana e uma ótima noite de segunda, abraços!

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite amigo querido !
Que bonito viajar em teus poemas,aqui transitório nas palavras formando uma vida nas palavras...lindamente vc fez mais um belo poema ...bjssssssss

Roselia Bezerra disse...

Olá, Carlos
A fragilidade do amor o torna forte...
Abraços fraternos de paz e bem

Vera Lúcia disse...


Oi Carlos,

Como já estive na sua postagem anterior vim ler esta sua bela inspiração.

Quando se tem consciência do quanto tudo na vida é efêmero não se deixa passar qualquer oportunidade de fazer tudo com total intensidade.

Abraço.