ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 8 de maio de 2013

E O PAUL FALOU " UAI "



Nunca imaginei que um dia veria um show do Paul McCartney, afinal ele não é só um cantor, ele é um BEATLE, isso já o torna diferenciado, e é impressionante como a força dos Beatles atravessa os tempos. Digo isso, porque diferente do Elton John, cujo público era formado na maioria por de quarentões para cima, no show do Paul havia um número enorme de jovens, gente de vinte e poucos anos de idade. Que bom, ainda há uma juventude pensante por aí. Paul começou dizendo mais ou menos assim, num português bem ensaiado: “ Oi, BH. Essa noite vou tentar falar um pouco de português... finalmente aprendi a falar ‘uai’...”. Todo mundo riu muito disso, pronto, o público estava conquistado. Impossível a gente não se emocionar durante o refrão simples de HEY JUDE.... “lá, lá, lá, lá... Hey Jude”, olhando e ouvindo mais de cinquenta mil pessoas, cantando e piscando os celulares e máquinas fotográficas, parecendo cinquenta mil vagalumes no estádio todo apagado. No palco, um homem carismático, engraçadíssimo, um verdadeiro lorde inglês, muito elegante, afinadíssimo, num corpinho aparentando no máximo cinquenta anos.... e ele já tem setenta e um. Brincalhão como um garoto, fazia poses charmosas para as câmeras, adora aparecer, nisso acho que ele me copiou, acho que vou processar o Paul rs rs. No intervalo de uma música para outra, ele disse: “ Que trem bão sô”. Aí sim, o estádio foi abaixo com emoções e risos. Paul cantou tudo, músicas da era Beatles e músicas solo, citou os amigos que morreram, John Lennon e George Harrison , anunciava cada música falando em português.... e mineirês. Não dá pra descrever a grandeza do show, me emocionei demais. Os anos 50 e 60 foram anos difíceis, marcados por muitas guerras, inclusive a guerra fria, revoluções, repressões, corrida espacial, e uma juventude puxada por James Dean no cinema e Elvis na música, todo mundo queria ser Elvis, e nesse embalo, apareceram os Beatles com suas músicas alegres, letras simples e suaves, alegrando a geração pós guerra ávida por cantar. E todo mundo cantou Beatles. Estou muito feliz, posso dizer que um dia assisti um ex-Beatle de perto. Ouvir de pertinho YESTERDAY, SOMETHING, GET BACK, PENNY LANE, AND I LOVE HER, LET IT BE, HEY JUDE, ALL MY LOVING, SHE LOVES YOU, LIVE AND LET DIE, é algo que nunca vai sair da minha mente. É isso aí, Paul! Trem bão demais, sô! Bão pra lá de metro...

10 comentários:

Vera Lúcia disse...


Oi Carlos,

Deve ter sido mesmo emocionante. Não sabia que ele já está com setenta e um anos. Pelo visto, a idade não o tornou um velho senhor. Os Beatles marcaram época e ainda continuam atuais, tanto assim que o show foi prestigiado também por um público jovem, conforme você mencionou. Gosto demais das músicas dos Beatles e sou admiradora de Paul McCartney.
Com certeza, foi um momento inesquecível.

Abraço.

MARILENE disse...

Você foi!!! Creio que todos que estiveram lá passaram pela mesma satisfação que demonstrou no texto. Esse amor aos Beatles acompanha as gerações. Bjs.

Élys disse...

Um artista que marcou uma época com Beatles e até hoje aparece devido ao sua magnífica humildade.
Um abraço.

Anne Lieri disse...

KKK...Deve ter sido bão demais esse show!...rss...Sua cronica ficou maravilhosa!Nunca vi um show dele,deve mesmo emocionar!Dos Beatles ele sempre foi o mais constante de todos.Parabéns pelo seu texto e, de vez em quando posto coisas suas lá no meu Recanto dos autores.Bjs,

Zilani Célia disse...

OI CARLOS!
POSSO IMAGINAR TUA EMOÇÃO, É O MÁXIMO, ESTAR FRENTE Á FRENTE COM PAUL MCCARTNEY E PODER CANTAR JUNTO ENTÃO...
PARABÉNS POR TERES TIDO ESTE PRAZER, DEVE TER VALIDO MUITO. ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

* Edméia * disse...


*Carlos, Menino Beija-Flor, taí

um show que eu queria assistir

ao vivo e a cores !!! Imagino que

realmente todos saíram satisfeitos,

verdadeiramente FELIZES do mesmo

!!!

*Gostei quando tu afirmastes

que ainda temos uma parte de uma

JUVENTUDE PENSANTE !!! *Isso me

deixa FELIZ !!! (*Como professora

de uma escola pública do Estado

de SP, vejo, diariamente, jovens

inteligentes, bonitos, alegre e

... que NÃO QUEREM pensar e por

isso, estão se IDIOTIZANDO cada

vez mais, cada dia mais !!! Triste

realidade !!! :((

*Carlos, menino _ bonito,

tenhas uma ótima sexta-feira na

companhia dos teus e um prazeroso

final de semana !!! :))

*Fiques com Deus.

*Um abraço e *um beijo. *_*

Fernanda Oliveira disse...

Rs, que legal hein amigo Carlos!
Ficou bem dinâmica sua narração sobre o show,rs
Amigo Carlos quero agradecer por suas carinhosas visitas. Obrigada!
Sabes que admiro seus trabalhos, e estou a espera do meu livro hein!
Beijos!!!
Fernanda Oliveira

Franciete Filipe disse...

Oi meu lindo tenha um bom fim de semana com tudo de bom.
Súde paz e muito amor no coração, beijinhos de luz.

Evanir disse...

Quem na presença constante me ensinou
na pureza do seu coração a vislumbrar
caminhos…
Dos primeiros passos, das primeiras
palavras…
Do amor sem dimensão, de cada momento,
dos atos de cada capítulo de minha vida
não ensaiados, mas vividos em cada
emoção.
Da conversa no quintal, do acalanto do
meu sono aquecido de amor, aninhada
em seu coração…
MÃE …
do abraço, do beijo que levo na
lembrança…
é você que me inspira a caminhar…
A presença de cada passo que o
tempo não apaga: por mais longo
e escuro que seja o caminho, haverá
sempre um horizonte…
Mãe mulher a quem devemos a vida,
que merece o nosso respeito,
nossa gratidão e nosso afeto.
Nessa mensagem com todo sentimento
de uma filha , que chora saudades eternas
de você mãe.
È merecido um Dia para homenagear
todas as mães do mundo.
Com carinho e saudades deixo aqui meu abraço
de amiga ,filha ,mãe e meu primeiro ano
do dia das mães (Bisavó).
Na postagem tem mimos caso gostar fique
a vontade para levar foi feito com muito carinho.
Um feliz final de semana.
Um Feliz Dia Das Mães.
Carinhosamente,Evanir.

Marilu disse...

Querido amigo, tenha um lindo final de semana. Beijokas