ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

SONHOS DE UM MENINO PASSARINHO


( imagem google)
Já tive cada sonho. E todos sempre muito fortes. Já contei alguns aqui. Já sonhei com a Virgem Maria sentada na minha cama me dizendo para rezar muito. Nesse, tenho quase certeza de que não estava dormindo, só que era muito pequeno e não posso afirmar. Um dia sonhei que fui condenado à forca. Sonhei, esse também acho que estava acordado, que vi uma imagem de fogo dourado , em forma de pingo, cair no quintal. Corri para ver e não tinha nada. Minha mãe, sempre supersticiosa, disse que o que eu vi se chamava “menina de ouro” ou “pingo de ouro”, não lembro direito, e que só pessoas abençoadas conseguiam ver. Senti-me importante por isso. Outra vez sonhei que estava voando. Esse foi o mais gostoso até hoje. Não tinha asas. Só abria os braços e ia aonde queria. Passei em cima do oceano. Descansei na montanha. Estive nas duas pontas do arco-íris. Voei lado a lado com belos pássaros, e um disse aos outros. “Olhem só, um menino passarinho”. Nesse dia fiquei muito chateado de ter acordado, parecia tão real. Outro belo sonho, foi fazendo amor na relva. Esse foi meio frustrante, acordei com travesseiro na mão, he he. Foi um passarinho que me acordou na janela. Sempre um passarinho. Deve ser por isso que uso pseudônimos como, “passarinho aprendiz”, “menino beija-flor”. Porque amo a liberdade de voar, de pensar, de ser, de escrever. Eu acho que nem sonho, na verdade acho que projeto os sonhos pra dentro de mim, como se eu os fizesse acontecer. Sabem por quê digo isso? Por causa de outro sonho maluco. Andei dizendo em textos, que o poeta não faz poesia. Ela já está em algum lugar, numa outra dimensão esperando que alguém lhe sirva de ponte. Disse isso porque já tive várias impressões e acho que muitos poetas também, de ler algo meu e me perguntar. “Será que fui eu mesmo quem escrevi isso?”. Não que tenha ficado belo, nem sempre fica, mas às vezes transcende os limites da razão, da mente humana. É como se aquilo viesse de um outro patamar da existência, de uma outra esfera, que não humana, num momento de êxtase ou transe. Eis meu novo sonho.
Um grande pássaro, como aquele do Harry Potter, pousou perto de mim, abaixou as asas, num sinal para eu subir. Não tive medo, senti energia de paz ali. Sentei-me sobre seu dorso, segurando algo como rédeas e levantamos voo. Fomos para uma longa viagem pelo universo. Voamos o dia todo. Perguntei aonde me levava e ela respondeu cantando lindamente, que estávamos indo para a ilha da poesia. Passamos galáxias, cumprimentamos estrelas e cometas. Vimos asteróides perdidos, pequenos planetas, cometas errantes. Estrelas ascendentes e cadentes. Vi constelações e estrelas solitárias, num paralelo à raça humana. Pousamos numa ilha espacial, incrivelmente iluminada. Uma passarela florida indicava o caminho. Andei muito numa caminhada agradável, algum segredo ia ser revelado a mim e isso me fascinava. Depois de passar fontes e jardins, avistei um abrigo, em forma de casa de esquimó, porém bem maior. Entrei. Um senhor, parecendo um mestre, de túnica branca, sentado de pernas cruzadas, cujo rosto não pude ver devido à tamanha luminosidade do local, disse em voz grossa. “Seja bem-vindo a esse lugar. Seja digno dele”. Fiz reverência e perguntei. “Sei que estou num lugar sagrado. Mas onde exatamente estou?”. O mestre respondeu. “Essa é a ilha da poesia. A fonte de toda a poesia. Toda a poesia emana daqui. Vocês poetas, são apenas pontes dessa ilha mágica para o mundo terreno. Vocês são muito importantes, são flores para o mundo. Sem vocês, o mundo estaria mais feio”. Apontou para seu lado direito uma bola vermelha que parecia arder em chamas, colocada sobre um pedestal e disse. “O que arde nessa bola não é fogo. É a fonte, é a revelação de como a poesia nasce, de como ela sai dessa ilha encantada e vai através de vocês poetas, até a terra. Não tema. Os escolhidos não podem temer. Toque-a, mas seja digno dela”. Perguntei se alguém estivera ali antes, ele disse que não podia responder. Em sinal de respeito, fiquei descalço para pisar no tapete vermelho com bordas douradas que levava até a bola de fogo. Era como a espada de Excalibur, era preciso ter dom e poder para possuí-la e eu estava muito orgulhoso. Aproximei-me, fechei os olhos... e toquei. Silêncio total. Segundos depois, comecei a ouvir melodias várias e distintas até começar a ver, a ter a revelação. E vi meu coração cheio de poesia. Chorei. Chorei muito. Não sei porquê, mas chorei. O grande segredo estava dentro de mim. A poesia nasce no coração da gente. Acordei e estranhamente meus olhos estavam cheio d’água. Será que eu chorei dormindo? Não quis dormir mais. Fui para o terraço e fiquei contemplando a maravilha cósmica que só quem sabe voar pode conhecer, talvez os astronautas... ou meninos passarinhos. Bem, astronauta eu sei que não sou.
/////
Nota: Yuri Gagarin, primeiro astronauta a viajar pelo espaço disse diante da beleza cósmica que viu: "Agora posso compreender a pequenez do homem"

21 comentários:

Everson Russo disse...

Meu amigo,,,vasto mundo de sonhos,,,vasto mundo de sonhos na alma do poeta....sabe? ultimamente eu tenho sonhado com uma coisa apenas...até mesmo acordado,,,,em ser feliz....espero um dia conseguir parar de sonhar e ser realmente feliz...abraços e um belo final de semana.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Ai, Carlos!
Que sonho mais maravilhoso!!!!!
És abençoado, com certeza.
Eu quase não sonho, sou uma pedra pra dormir.

E o "sonho" com Nossa Senhora, virge, me arrepiei todinha!

Vou te contar uma coisa: muitas, muitas vezes eu já me peguei pensando: "Será que fui eu mesmo quem escrevi isso?"
Não foram 10 nem 50 vezes, muito mais que isso.
Pensei que tava ficando lelé, mas ainda bem que não acontece só comigo.
E achei tua explicação tão fofa, tão poética...

Em suma: amei esse post, menino passarinho!

Felina Mulher disse...

Sonho lindooo...Sabe, qdo criança deseja ter nascido com asas, pois meu desejo era voar, meu irmão me gozava, dizia que bruxas não tem asas, tem vassouras...kkk...e de tanto desejar voar, dei asas a minha imaginação, crio em meus pensamentos historias e poemas encantados...neles criei um menino anjo para quem mando meus textos e de tanto escrever esta bruxinha atrapalhada hj é chamada por alguns de poetisa...kkkk...Exagerada msm né?

Continue a sonhar e voe, voe muito, mas com asas, pois vassouras são só para bruxos e bruxas e você é passarinho :)*******

sandra Freitas disse...

ooo menino sonhador...esse poeta é sem dúvida um passarinho.

Como diz Quintana:"Eles passarão eu passarinho"...
Psicodélico, onírico, transcendente....hummmmm..as vezes sou assim também..
Bjokas
Tenha um final de semana abençoado.

HSLO disse...

Lindo demais amigo Carlos. Esse texto tem uma sensibilidade maravilhosa;


abraços


Hugo

Sonhadora disse...

carlos
lindo texto e sonho maravilhoso.

Beijinhos
Sonhadora

CARLA FABIANE... disse...

amigo Carlos...

belo sonho!
Sentir-se bem durante o vôo representam a sua capacidade de olhar as coisas sob uma perspectiva superior, onde é possível ver detalhes que a outros, menos atentos, passariam despercebidas.

um beijo em seu coração alado!

Impulsiva disse...

Que sonho mais lindo Carlos...ah voar, acho que já nasci com asas!!!

Não sou poetisa, mas escrever pra mim sempre foi fácil, sempre foi uma maneira de extravasar, terapia gratuita, e, desde sempre eu escrevo.

Interessante quando disseste que ao reler o que escreves pensa: “Será que fui eu mesmo quem escrevi isso?”, porque isso sempre acontece comigo...não por ficar belo, como disseste, mas por ver coisas que parecem não ter saído de mim...

Adoro ler você!
Grande abraço,
Kenia.

Wanderley Elian Lima disse...

Ola poeta
Sonhar é fundamental para dar mais colorido a vida. Excelente texto como sempre.
Grande abraço

BANDEIRAS disse...

Nossa !
Passei em alguns blogs hoje e por coincidencia falam do mesmo tema : sonhos.
Tbm hoje tive um sonho, mas não vou falar dele, pois não foi bom, aliás, foi terrivel !

Agora, se tem um sonho que gostaria que se tornasse realidade, era o de sonhar voando.


Grande abraço.

Lou a esquizoffrenica disse...

Carlos é bom saber que não sou a única sonhadora compulsiva. Adorei a sua teoria pois também eu muitas vezes me parece que não sou eu que escrevo certas coisas. Às vezes acordo de noite com algo na cabeça e se não for logo escrever perde-se para sempre. Beijão amigo poeta.

Luciana P. disse...

Carlos, os poetas, como eu sempre digo, são seres diferentes, estão mesmo em outra dimensão, tanto que sentem as coisas com mais sensibilidade e conseguem nos emocionar com singularidades que, muitas vezes, vemos só vemos através dos versos.
Adorei o post, a sensibilidade exposta e a emoção que transmitiu.

Beijos!
Bom final de semana!

claudete disse...

Carlos muito antes de chegar o final do seu texto já estava chorando pela beleza de sentir em você um ser de luz totalmente nascido com esta missão de usar as palavras em forma de poema e transmitir o que muitos sentem e não conseguem expressar,Sonho revelador,digo "visão reveladora" . Nunca pare poeta,continue nos encantando cada vez mais.

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Nunca chegamos a saber se são os sonhos que povoam nossa mente, se é a nossa mente tão fértil, que consegue ofuscar os sonhos.
Mas sonhar é um privilégio de uma mente sã, que a todo o momento, consegue criar sonhos tão reais a pontos de nos confundir.
Mas ó sonho ou realidade, o mais importante é fazer do nosso sonho o momento praseiroso de nossos dias.
E como sonhar ainda não paga imposto, vamos todos sonhar mesmo que acordados.
Beijos de luz em seu coração

@vitinhobinho disse...

Se pudéssemos ir ao espaço acho que diríamos. Porque tornamos os nossos problemas tão grandes sendo que eles são tão pequenos vistos daqui.

Realmente é um sonhador de canetas de ouro.
=D

Adorei aqui =)

Everson Russo disse...

Boa noite meu querido amigo,,,obrigado pela atenção, pelo carinho e pela a amizade,,,,sei lá, muitas vezes nem eu me entendo muito,,,mas a vontade de ser feliz é maior que tudo,,,e nesses caminhos, tem horas que parece que a gente tá dando murro em muro, ou tentando parar locomotiva com os braços, o amor é assim, as vezes ele acena pra gente,,,dai eu prometo a mim mesmo,,,finge que não é...sai,,,vai de lado,,,mas a gente é bobo...rs..rs...acredita num sonho, e muitas vezes esse sonho tá distante,,,explicando,,,as vezes voce gosta de uma pessoa que ta longe, e voce fica se perguntando,,,porque? não poderia ser algo mais palpavel? eu preciso é de colo,,,de carinho,,,não de emails....rs..rs...dai,,,a gente qeu tava quase curado daqueles versos trites,,,estava se recuperando,,,em processo de cura....rs..rs..rs...de desintoxicação...rs..rs..de repente olha lá,,,ta ele escrevendo coisas triste de novo,,,,é um vicio, desculpa o desabafo,,,rs,,rs,,mas notei sua preocupação com meu comentario e pensei,,,nossa, nem percebi que fui mal,,,entao a explicação,,,mas passa,,,tudo passa,,,nada melhor do que o vento em nuvens escuras....abraços amigo,,,obrigado pela atenção....otimo final de semana pra ti.

Ná! disse...

Ai Carlos.
Texto maravilhoso.

Copiei um pedacinho do meu sonho, está lá no meu perfil.

"Que quando criança queria voar, e que ao crescer virou borboleta, ou quase, tatuou uma"

rosa-branca disse...

Olá, em pequena sonhei durante anos que voava. Levaram- me ao médico e houve, um amigo psicólogo(desse médico) que explicou, que o voar significa, a pessoa em questão, querer libertar-se de algo, que não consegue. Beijo

Gilbamar disse...

Os sonhos nos fazem continuar desejando viver para torná-los realidade. Sonhar é ter esperanças sempre.

Gilbamar.

Sueli disse...

Que lindo, menino! Pensei que só eu tivesse esses sonhos loucos (loucos no sentido de maravilhosos). Também já sonhei muito que estava voando... Delicia de post! Beijo!

Sonia Schmorantz disse...

Um sonho deveras especial, marcante!
Um abraço, lindo fim de semana