ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 20 de fevereiro de 2010

MEUS MEDOS


Vou revelar mais um de meus incontáveis segredos;
Já tive tantos medos.
Medo do escuro, de falar, de pular o muro.
Medo de elevador, de chuva e de trovão.
De pesadelos. Filme de terror, arrancava os cabelos
Medo do passado... um fantasma assustador.
Medo de monstros... principalmente o da solidão.
Medo do homem. Do lobisomem. Da cuca.
E até mesmo da minha cuca
que às vezes destoava da razão.
Tinha medo da ventania, de nadar no rio.
Medo de deitar sem ter porquê acordar.
Sorrir era um desafio,
mas um dia desatei o nó
e meus medos viraram pó, no lodo eu esqueci.
Talvez não tenha superado todos
isso é meta que ainda vou buscar
mas o principal de todos, consegui
perdi o medo de amar.

23 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Ah, moço, conseguiu,né?
Ficou tão lindo, tão delicado.

ifícil expor os medos.
Eu sempre falo de maneira generica e aleatória, mas voce foi ao cerne.

Meu medo de amar inda persiste, mas acho que to no fim dessa fase 9com muita ajuda do meu terap...ops, namorado, muito trabalho mental e muita força de vontade.

Gostei por demais.
Beijo

Reflexo d Alma disse...

Pois é...
esse foi um medo que nunca tive:medo de amar...
Mas os outros!
Tive todos e um que ainda estou me acostumando a ideia de deixar que me me persiga
é o medo da rejeição.
Trauma de infãncia que me seguiu severamente ate 1 ano atras...
mas sabe que somente ontem a noite
refletindo foi que percebi que estou no caminho da cura, se é que ha cura pra medo de rejeição.
Pois bem estou caminhando
entre
a bela a feliz constatação
que onde houver laços e afetos
não há rejeição.
Rumo a minha cura é que
me delício com seus versos
nesse sabado cheio de esperanças..
Bjins entre sonhos e delírios

Carlos Albuquerque disse...

Olá, xará, bom dia!
Aqui nasce uma flor. Selo muito a propósito com o seu texto.
Quando se perde o medo de amar, é isso...
Um abraço
--
PS - O seu desafio e selo não estão esquecidos. Só mais um tempo.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Um dia esse medo passa,Ana.Solte-se.Beijos
///
Oi,Reflexos.Que bom.Obrigado pelas palavras.Você também é perfeita.Beijos
///
Fique tranquilo, xará.Ou como diz no nordeste, fique peixe. Um abraço
///

IT. disse...

Que deixemos de lado nossos medos e comecemos a amar....''amar sem medo, amar sem medo de querer. Simplesmente amar o mais PURO AMOR
O MEDO tb tem lá seus benefícios;
de certa forma nos protege,obvio, que em excesso gera fobia...aí é ruim não é amigo?! então vamos continuar sonhando,logo, somos o que sonhamos. Grande Abraço.
A propósito deixo aqui meu convite,rs...visite o meu blog,aliás ele é PURO AMOR...garanto que lá não terá 'medos'..rs bjossss.

Pelos caminhos da vida. disse...

Esse foi um dos medos que nunca tive.

Bom fim de semana.

beijooo.

Felina Mulher disse...

Lindo o teu poema!
Apesar dos tombos que a vida me deu, eu nunca tive medo de nada, muito menos de amar...prefiro sofrer a não sentir emoção.O unico problema é que os homens que me chamam atenção a maioria tem medo de amar, medo da entrega e por isso talvés eu viva com meus pés no chão, mas a cabeça continua lá...na lua!

Um beijo meu amigo querido...Bom final de semana.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
É bom perder os medos, principalmente o medo de ser feliz.
Abração

Everson Russo disse...

Sabe meu amigo,,,os medos na vida da gente são os calos do aprendizado, eu ja tive cá os meus tambem, desde os tempos de colegio, tinha um medo danado de conversar com professores, sei lá, me era esquisito,,,depois que venci esse, até não tive muitos medos, tinha mais ansiedades pela vida, mas infelizmente ainda não venci esse medo de amar,,,foi bom quando aconteceu, foi terrivel quando acabou, até hoje ainda existem cicatrizes abertas, mas vou seguindo,,,,um dia venço esse tambem,,,,ja passei por piores....abraços e otimo sabado....

p.s. vamos combinar depois então, sobre a parceria, eu não fiz muitas aqui na net, comigo acontecia assim, as vezes eu lia um post de alguem, e achava tão gostoso, que ia fazendo um paraleo as linhas da pessoa, claro que tem que ser alguem que não se importe...rs..rs..rs...outra vez, fiz um dueto com uma amiga do Recanto das Letras, e assim vai,,,, a gente combina,,,,tema, formas....será um prazer pra mim,,,,

Majoli disse...

Tantos medos nos acompanhou desde a infância, não meu amigo?
Aos poucos a gente vai se livrando deles, com o passar do tempo.
Algus ainda ficam, por exemplo morro de medo de escuro até hoje, tenho pavor.
Detesto sair a noite na rua caminhando sozinha, parece que sempre tem alguém vindo atrás de mim...rsrs.

Agora, eu nunca tive medo de amar, mas tive muito medo de não ser correspondida.

E pior que esse medo continua até hoje, acho que por essa razão não estou com o coração aberto pra que alguém quando aqui entrar, me leve junto pro coração dele.

Beijos meu amigo.

paula barros disse...

Carlos, acredito que quando perdemos esse medo, o de amar, outros medos vão ficando menores, perdendo o tamanho deles.

abraço

*Adriana disse...

Parabéns poeta!

Esse é um medo difícil de se livrar.

Maria Bonfá disse...

lindo seu poema.. ah esses medos que nos travam.. mas o melhor é perder o medo de amar.. amar é viver..beijos querido

HSLO disse...

Adoro suas escolhas de postagens...


abraços
de luz e paz.

Hugo

AFRICA EM POESIA disse...

CARLOS... SAUDADESSSSSSSSSSSSS


SORRISO LINDO


Sorriso lindo...
Sorriso belo...
É alegria dos grandes...
É o sorriso dos meninos...
Que são netos...
É o sorriso...
Dos que seguem...
O seu caminho...
E têm o sorriso...
Mais lindo...
Do mundo!...

LILI LARANJO

"Cantinho Poético" disse...

Talvez não tenha superado todos
isso é meta que ainda vou buscar
mas o principal de todos, consegui
perdi o medo de amar.


Ke lindo amigooooooo.....Parabéns!!

Boa Noite de Sábado.....M@ria

Elaine Barnes disse...

Ficou uma beleza! O maior medo você enfrentou, os outros são detalhes rs...Você falou da cuca e lembrei que tive que comprar um jacaré grande de pano e por peruca pra ficar igual a cuca do sítio. Minha filha não queria a Emília,queria a cuca! rs...O medo que mais me chamou atenção foi o de deitar sem ter o porquê acordar e também quando fala do lôdo.Eu tenho horror de lodo e aqui tem muito, toda vez que sinto a vida empacada vou negociar com o lodo, tiro com espátula, quieta, vou conversando comigo mesma e retirando isso da minha vida, depois pinto tudo.Agora, quando estou em baixa e me deito sem muita esperança sinto medo de não ter mais pelo que levantar, ainda bem que passa. Mas...dá medo de perder os objetivos,sonhos... Montão de bjs

Sonhadora disse...

Carlos
Lindissimo poema, muito leve...sempre lindos seus poemas.

beijinhos
Sonhadora

Sonia Schmorantz disse...

Ficou muito lindo este poema!
Um abraço e um iluminado domingo

Juliana Carla disse...

********************************************

CONVITE:

*** FESTA VIP! ***

Bom dia amigo

Gostaria de recebê-lo para fazer um brinde especial!
Onde: braille da alma.
Horário: durante o dia todo.
Data: 21/ 02/ 2010

Ficarei feliz com sua visita... Ah! Na saída não se esqueça de levar contigo um lindo selo de lembrança desta celebração.

Bjuxxx e xerooo amigo.

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com/


********************************************

Sandra Botelho disse...

Nosos medos é nos levam a agir com cautela, e inteligencia, mas vencê-los é maravilhosamente dificil e vc conseguiu...
E aos poucos vencerá muitos mais, mas um pouquinho de medo, faz bem, não faz guerrear com mais gana e atenção.
Bjuussss. Um lindo domingo!

Sandra Botelho disse...

Amigo tem selinho para vc lá no gotinhas...
Bjuussss
Espero que busque, mas sinta-se a vontade para recusar ok?

BANDEIRAS disse...

Ah Carlos, falando em medos...é complicado relatar todos...
Eu devo confessar pelo menos esse : o medo de amar. Tenho meu amor, mas tenho medo de descobrir que amo de verdade.
Tvz não seja o medo de amar, mas sim, o medo de sofrer.
De repente, td se acaba e fica cá alguém a sofrer de amor.
Tenho muito medo de perder...pessoas, coisas, etc...

Bjs