ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

É UMA DORZINHA TÃO GOSTOSA


É uma dorzinha tão gostosa
que a gente nem percebe que é dor.
É assim a dorzinha do amor.
Cada vez que as bocas dizem ais
estão é pedindo mais.
Então deixe doer
deixe o vulcão ferver.

O coração dispara,
mas a gente diz “não para”
Se parar a gente reclama,
deixe arder essa chama
que incendeia esse amor.
É uma delícia a dor
de lhe... ter
de me... ter.
De se meter entre pernas e braços
buscando um sem fim de sensações
e no laço do abraço
infindas tentações.
É a dor que a gente quer.
Que tira o melhor do homem
e arranca risos da mulher.
E a gente jorra, vai à forra.
O último gemido parece que dói mais,
mas não é dor,
é apenas a expressão máxima do amor.

22 comentários:

Sandra Botelho disse...

É deliciosa essa dorzinha, é a unica dor que desejamos sentir e não tomamos nenhum remedio para curá-la, mas a desejamos pela vida toda em nós.
LIndo e doce.
Quanto amor e quanta paixão, neste coraçãozinho...
Bjos de mel

Everson Russo disse...

Vou te confessar,,,senti isso uma vez na vida,,,,ainda me lembro daquela manhã, ela chegou pra mim com o olhar diferente, inexplicavelmente diferente, e eu que já tinha uma vontade danada de dizer a grande frase,,,,conversamos um pouquinho, e do nada ela disse, "eu te amo" eu retribui, "eu te amo tambem", nossa, como é bom,,,como é gostosa essa dor,,,essa sensação, é como disse Renato Russo...sempre ele..."...Se fosse só sentir saudade, mas tem sempre algo mais..." e é esse algo mais que faz a diferença, a dorzinha, o estomago roncando, as pernas tremerem, mãos suando,,,aquela espera gostosa por saber que a pessoa vai chegar...é bom enquanto dura,,,,abraços amigo e um dia de paz pra ti....

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Essa dorzinha quero-a para sempr em meu peito.
É a que dói sem ao menos a percebermos.

Ficou lindo teu poema.

Beijo e obrigada pelo carinho constante

=)

Pelos caminhos da vida. disse...

Uma flor. Uma fonte.
Um sorriso. Uma vida.
Tudo começa.
É importante começar bem.
Mais importante, continuar bem.
Seja sempre novo cada momento
do seu dia. Para fazer da sua vida
uma dádiva sempre nova.

beijooo.

cristal de uma mulher disse...

Perfeito indo poeta !Realmente vc disse bem em minha poesia que não é só uma poesia e sim um chamado..Lindo vindo de ti,realmnte vc sabe unificar o útil ao agradável.
Parabens amado Carlos

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Curar pra quê,Sandra? beijos
///
estou apenas sendo recíproco a voc~e Ana.Sempre também tão presente em simpatia.Beijos
///
Oi,Cristal.O meu também acabou sendo um chamado.beijos. Obrigado
///
Meu caro Everson, aos ppoucos vai revelando e nos contando seus casos.Estou gostando disso. Tímido?Nem tanto,hein amigo? Um abração
///

Maria Bonfá disse...

menino !!!! uau !! que delicia de ler.. que dorzinha gostosa de sentir.. poema lindo de viver.. amei.. beijão

Impulsiva disse...

É a dor mais estranha, porque dói e é doce, dói e pedimos pra doer mais...
Lindo, amei!!!
Todas as suas manhãs são inspiradas assim? Nossa...

Beijos,
Kenia.

Impulsiva disse...

Adorei o poema "O melhor de mim", o amor nos faz mesmo querer doar o que temos de mais precioso.
Parabéns, feliz em estar por aqui trocando idéias com você, contemplando a arte de quem tem dois terços do tempo regado a poesia...

Grande abraço,
Kenia Araújo.

Poeta de um mundo caduco... disse...

É o amor...
É ser um só...
É o ápice...

Lindo blog.

Bjinhos.

Joéliton dos Santos disse...

Olá... Tudo bem??
Gostei da postagem!

Tenha um dia abençoado, cheio de paz, alegria e muito amor!!!
Grande abraço!

Lou a esquizoffrenica disse...

O poema ficou lindo. Também já senti isso uma vez. Dizer amo e parece que se rasga um pouco de nós que fica para sempre com quem ouviu. É uma dor boa se for trazida de volta por um amo também, se não é uma dor de vazio, de buraco negro que em demasia escurece o coração. Beijão

Anne Lieri disse...

Carlos,que poesia linda e sensual!O amor pode doer que sempre vale a pena!Abraços,

Felina Mulher disse...

Lindas metáforas para descrever esse momento à dois....é a dor mais gostosa de se sentir...a dor do amor, pois se não dói, já não é amor... linda poesia...Me emocionou este teu talento pujante e em meio a muitos beijos de carinho tb lhe dedico meus aplausos de admiradora.

E o sonho?

sandra Freitas disse...

Aiiiiiiiiiiiii..que delícia...eu costumo sentir essa dorzinha assim: parece que começa no útero e vai até as pontinhas dos dedos das mãos...ai mas é bom..hummmm
Lindíssimo poema, amo seu jeito de brincar com as palavras...eu leio rindo sozinha..de tão gostoso que é.
Obrigada pela participação lá no meu blog. Você conseguiu ver exatamente o que eu estava sentindo... O nome é lindo, e agora meu "filho" tá completo..rsrrs tem até nome.
Bjokas meu amigo..

Wanderley Elian Lima disse...

Ei aí Carlos
É, mas tem hora que essa dor de amor, dói tanto que a gente reza para ela parar de doer.
Abração

IT. disse...

Dói...e de tanto doer,
constrói as larvas
desse ''vulcão'' que
teima em ferver.

O amor é como fogo
queima, arde, inflama.
é preciso alimentá-lo,
o coração dispara,
a dor dói, dói...
não é a dor que dói
É um adorzinha mais que gostosa..
''é a expressão máxima do amor''

Grande Abraço...Feliz com sua visita no meu Blog.Volte qdo quiser.

CARLA FABIANE... disse...

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
William Shakespeare

Majoli disse...

Que êxtase de poesia...amei por demais.

Realmente é uma dorzinha tão gostosa.


Meu amigo, estou me afastando um pouquinho da net, do Rabiscos, mesmo que eu não venha aqui, quero que saibas que de coração estarei sempre presente, pois você é especial pra mim.

Fique com Deus.
Se cuide.
Beijos com carinho.

"Cantinho Poético" disse...

Ai .essa doro de amor as vezes dó demais...lindo....amei!

beijos M@ria

paula barros disse...

E estava curiosa para saber que dorzinha era essa. Essa é mesmo gostosa, e sempre queremos mais. rsrs

boa noite! bjs

Jacque disse...

Oi Carlos. Lindo Poema. Ando sumida ? rs... Só um pouquinho.
Beijo na Anita.

Beijo