ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

SEMANA DA REFLEXÃO- PEDRAS E PALAVRAS


( imagem cavernadezion.files.wordpress.com)
O sujeito era o bambambam do bairro. Alto, musculoso, praticava esportes pesados. Lutava até alguma arte marcial. Andava com aquelas camisetas apertadas para mostrar o peito estufado. Contava umas piadas sem graça e ele mesmo ria antes de todos. Até aí tudo bem, não fosse seu estilo grosseiro, ameaçador, sempre bravo. Não tinha muitos amigos. Os poucos que tinha, eram por conveniência, tinham medo dele. Apesar de tantos predicados negativos, namorava uma menina linda. Loirinha, cabelos abaixo dos ombros, olhos azul piscina, além de muito simpática. Ninguém entendia o porquê de uma moça tão doce namorar aquele fanfarrão. Falastrão. Gosto e nariz cada um tem o seu. Mas um dia a menina começou a olhar para um outro rapaz. Magricela, cabeludo, sempre ensimesmado. Também não tinha muitos amigos. Não que fosse gente ruim, era por timidez mesmo. Gostava de música, cinema, artes em geral. Estava sempre com um livro na mão. Exatamente o contrário do outro. A moça foi se aproximando e se apaixonando. O problema seria contar ao troglodita. Qual seria sua reação? Violenta com certeza. Aconteceu que não foi preciso. O bairro todo percebia, pois ficavam horas se falando nas esquinas e mulher quando ama, não consegue mesmo esconder. E assim acabou chegando aos ouvidos do brigador e este começou a perseguir, hostilizar o rapaz, no bairro, no colégio, no futebol. Ele nunca respondia, apenas se afastava evitando o conflito. Só que um dia não teve jeito. A moça ainda segurando as pontas de seus dedos, ao se despedir, deu-lhe um beijo no rosto... e o tal namorado viu. Viu e chegou cuspindo fogo como um dragão, com punhos fechados para a briga. Rápidamente a rua se encheu. A menina pediu ao brutamontes para não brigar e ele respondeu. “Saia daqui, senão sobra até para você”. Entre nervosa e chocada com o que ouviu, afastou-se uns metros, chorando pedindo aos outros que separassem. Ninguém deu ouvidos. A rapaziada gostava de uma briga. O massacre ia começar. Era uma luta de Davi contra Golias. O pequeno Davi se afastou, avistou uma pedra enorme e pegou. Golias foi chegando perto. Mas Davi de propósito deixou a pedra cair no chão. E disse. “Se você quer me bater pode começar porque eu não sei brigar. Mas antes que me mate, tenho uma sugestão. Por que não pergunta primeiro à menina se ela te ama? Se ela disser que ama, prometo sair agora da vida dela. Mas se disser que não ama, você vai me matar e vai continuar sem ela. Porque além de não te amar, ela vai te odiar”. Trinta segundos de silêncio. Até mesmo na “platéia”. O grandalhão ficou perplexo, sem ação, olhando para ele de forma curiosa. O semblante de raiva foi dando lugar à vergonha. Foi abrindo os punhos. Baixou os olhos. Virou-se e foi embora. A menina foi correndo, abraçou o pescoço do novo namorado e disse. “É por isso que eu te amo”.
Nem sempre precisamos de pedras para derrotar alguns Golias. As palavras também têm um peso enorme.

BASEADA EM FATOS REAIS

21 comentários:

tibeu disse...

Gosto muito dos teus contos Carlos e a música deixa-me assim...... calma de verdade. bj e voltarei

Majoli disse...

Ah que delícia de conto Carlos...uma reflexão que nos mostra o poder que tem a palavra quando se quer.

Beijos meu amigo.

Joéliton dos Santos disse...

Oi...tudo bem???
òtima postagem....

Tenha um lindo dia..
Fica com Deus.....
Té +++

paula barros disse...

Uma bela história e com uma lição de vida.

As palavras podem ser usadas para o bem e para o mal. É muito bom quando elas acrescentam, modificam, levam a boas reflexões.

bjs

Everson Russo disse...

Meu amigo, eu literalmente me emocionai mais uma vez com um post seu, claro que não pela briga, e sim pela possibilidade e vitoria do amor, do que ele representa no ser, da transformação, na historia mais uma vez Davi derrotou Golias, muitas coisas nessa vida, alguns seres menos avisados acham que a brutalidade, que a força de um leão vence, mas o amor é terno, é meigo, o amor é, pasmem, cor de rosa, não por uma possibilidade sexual da coisa e sim pela meiguice, a frase, voce pode me matar, se ela não te ama, vai continuar não te amando e ainda te odiar, isso foi a pedra dos nossos dias na testa do Golias, chego a me arrepiar comentando, pois é isso mesmo, o amor a tudo vence, parabens meu amigo, belissimo post...abraços e um dia de paz....

(Carlos Soares) disse...

Caro,Everson.Presenciei a cena e achei de uma psicologia grande do rapaz. "Pode começar a me bater,porque não sei brigar.Mas antes pergunte a ela se te ama...se ama, eu saio da vida dela".O outro ficou sem ação.Uma palavra dessa derruba qualquer Golias. Eu também acredito no amor vencendo a brutalidade. Nós acreditamos. Um grande abraço e obrigado porque acabei me emocionando lendo se comentário. Fico feliz quando consigo passar o que penso e sinto.Estou numa fase meio rosa.rs rs

(Carlos Soares) disse...

Sim,Majoli. Palavras quando são bem usadas

(Carlos Soares) disse...

Obrigado,Tibeu.beijão

Ná! disse...

Carlos adorei o post, a minha mãe sempre diz que as palavras tem poder; Ela diz que uma palavra tem o dom de ferir mais que um tapa, ou pode acalmar melhor que um afago e concordo com ela.

P.S.: Obrigada pela visita, fiquei curiosa sobre o post que você fará amanhã.

Beijo!

ஜ♥_Karolina_♥ஜ disse...

Com um conteúdo que te prende pela simplicidade, fazia tempo que nao lia um conto tão legal. Estou gostando cada vez mais daqui =D

Maria Bonfá disse...

te conheci por acaso e adorei seu blog.. amei seus contos me encantaram., estarei sempre aqui..beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Muito bom meu amigo, realmente a palavra tem poder, por isso mesmo temos que tomar muito cuidado com o que falamos.
Abração

Anita "Menina Flor" disse...

É verdade, as palavras têm um poder enorme, desarmam corações endurecidos.

Bjs amor

Sandra Botelho disse...

A propria biblia já nos diz que uma palavra quando branda, faz cessar o furor...
No caso do teu conto, ele usou a inteligencia para conter os musculos...
E como não poderia deixar de acontecer, a inteligencia e principalmente o amor venceram.
Muitos malham os musculos do corpo mas deixam de lado o cerebro e a mente.E acabam se tornando como eles, duros e rijos, sem sentimentos, nem inteligencia, não são maleaveis, não estão dispostos a acordos...Usam a força até para manter alguem ao seu lado, porque afeto, não se obriga, ou se tem gratuitamente ou não se tem.
Amei teu conto...
Bjos no coração!

Mariana disse...

Que história linda, eu estava tão envolvida, que não queria que terminasse.
Valeu o grande final.
As palavras tem uma grande força,com certeza.
Beijo e um grande abraço.

sandra Freitas disse...

"A palavra branda desvia o furor mas a palavra dura suscita a ira" (Provérbios 05:01)

Muito legal o texto, as vezes as palavras se tornam pedras que podem edificar algo ou destruir algo. E vc tem razão, se comparada a pedra de verdade ela pode ser mais eficaz, tando para o bem quanto para o mal.

Amando a semana de reflexão..

bjos poeta.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

''Parabéns!!! Seu blog está concorrendo ao The Best GB 2009. São 10 blogs participantes. Destes, os 3 blogs com maior quantidade de votos, serão premiados com o Troféu The Best GB 2009. A votação encontra-se na página principal da Gazeta dos Blogueiros e se encerra em 1 semana. Faça a sua campanha! Boa sorte!

Gazeta dos Blogueiros ''



Queridos amigos,



Já que estamos concorrendo a esse prêmio, gostaríamos muito da sua participação votando na gente. Sempre é um prazer fazer parte de qualquer tipo de interação onde o prêmio é o reconhecimento daquilo que fazemos com amor.



Pra votar:



Clica aqui!




-

Sofia Duarte disse...

Eu tinha os meus 7 anos ainda por fazer quanto o meu pai morreu.

Esses 6 anos e alguns meses que vivi com ele valeram pela minha vida toda.

Acabei de chegar de um enterro do meu tio, meus primos estão desolados, minha mãe também.

A vida sempre continua.

Elaine Barnes disse...

As palavras bem colocadas são como mel. Adoçam os corações amargos. Belo texto. Uma lição de inteligência a serviço da alma que se preserva. Um gde abraço amigo e bjs

Elaine Barnes disse...

Carlos esqueci de te pedir um favor. Uma gde amiga minha acaba de fazer um blog, está ainda perdida na blogosfera ( eu tb ainda estou) rs..Porém, tem um conteúdo brilhante e se puder fazer uma visita ficarei feliz. " A Força e a Beleza de ser mulher"
http://geisamachado.blogspot.com/ bjão amigo e desde já obrigada pelo carinho

EDUARDO POISL disse...

Bem escrito, parabéns!!!

"... E de novo acredito que nada do que é
importante se perde verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas,
dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei,
todos os amigos que se afastaram,
todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada,
apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Miguel Sousa Tavares

Abraços com todo meu carinho.
Um lindo final de semana com muito amor e carinho