ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

SUA TIMIDEZ


( imagem www.usp.br )

( imagem jardimephemere )
Eu já amava você,
mas quando beijei seu rosto pela primeira vez
me deu muito gosto ao ver sua timidez.
Você foi ficando vermelha, sem jeito.
No meu peito uma centelha dizia para mim:
Ainda existem meninas assim.
Confesso...
mais que apaixonado,
fiquei desarmado.. talvez até mais que você.
Balançou o meu ser como ninguém.
Acabei ficando tímido também.
Mutuamente foi um misto de sensações, de vibrações.
Adolescentes novamente por obra do destino
Você, menina-flor-mulher.
Eu, homem-poeta-menino.

12 comentários:

Majoli disse...

Que poesia mais linda, mais mágica e tão doce. Suspirei do lado de cá, envolvida por inteiro. Beijos.

Fatima disse...

Que lindinho Carlos!
Bjs.

SO PARA OS INTIMOS disse...

Boa noite, poeta! Como sempre talento e sentimentos não lhe faltam. Lindo.
Tem selo para você no meu blog, campanha saia um pouco da net e leia um livro.

Abçs
Adriana

Anna e Cesar disse...

Olá Carlos!
Estivemos aqui lendo um pouquinho de tudo de belo que tem aqui no seu espaço... Precisamos voltar mais vezes para ler mais, pois gostamos de tudo que vc escreve. Parabens, poeta e escritor!... Enveredamos por este caminho, quem sabe um dia consigamos escrever coisas belas como as que aqui encontramos?!
Tenha um final de semana de paz!

Úrsula Avner disse...

Muito fofo Carlos ! Obrigada por seus amáveis comentários em minhas páginas. Um abraço e um ótimo final de semana.

Anônimo disse...

Como você é surpreendente.Agora essa poesia tão meiga.Que feliz a sua musa. Mas essa JARDINS DE NEVERLAND,me levou às lágrimas.Que bom que você saber ser esse menino que você mesmo tanto fala que é.Você faz questão,não é caro poeta?As pessoas aina te chamam de menino.Como não chamar, alguém tão doce?Vou usar uma frase que usam pra vc. "Voce existe?". Eu gostaria muito de ser mais menina,ao invés e tão séria o tempo todo, mas isso além e lindo é raro. Pessoas assim é que nao deixam a gente desanimar desse mundo. Voce é encantador e muito amado
Luciane-SC

(Carlos Soares) disse...

O carinho de vocês me emociona.Assim viro menino mesmo

Sonia Schmorantz disse...

Um tímido,terno e lindo poema!
abraço e ótimo final de semana.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

“O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.”

(Fernando Pessoa)

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho.
Abraços


VISITE TAMBÉM O MEU NOVO BLOGGER UMA ILHA PARA AMAR

Fatima disse...

Carlos,
tem homenagem pra vc lá em casa.
Bjs.

Jéssica Lima disse...

Que lindo poema, menina-flor-mulher de sorte..tão amada.
Beijoos

Armando Maynard disse...

Amor, pureza e sensibilidade tem cor.