ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

UM SONHO QUASE INFANTIL


Minha mãe me acordou cedo. “Levanta, menino. É hora da escola. Fica jogando bola até tarde, no outro dia é essa luta para acordar”. Levantei-me, lavei=me, tomei café, minha mãe penteou meu cabelo e disse. Vai com Deus, filho. Nada de bagunça na aula, não quero saber de professora me chamando à escola”. Alguns amiguinhos me esperavam na frente de casa, dizendo. “Vamos logo, estamos atrasados, hoje tem prova”. Na porta da escola, uma revisada rápida na matéria, era sempre assim. Durante a prova a sensação de “por que não estudei mais?”, era sempre assim também. Terminei a prova na impressão de ter tirado pelo menos uns 6... 6,5, sempre a continha do chá. No decorrer da aula a professora me chamou atenção duas vezes. “Assim vou deixar você de castigo”. Mas eu a desmontei da braveza. “Fessora, a senhora não contou estorinha hoje, a senhora sabe que eu gosto”. Faz raiva na tia, a tia não conta”. Ah,fessora, conta sim. Gosto tanto da senhora, eu paro de fazer bagunça”. Apertando a minha grande bochecha, ela falou. “É levado, mas gosto dele”. E tome estorinha. No recreio, queimada meninas contra meninos. Elas sempre ganhavam. Depois futebol, birosca e a merenda. “Hummmm... salada de frutas. Adoro. Vou comer duas vezes. Não, três”. Na volta para casa o caminho parece mais longo, brinca aqui, para ali, fala com um, fala com outro, a camisa de uniforme no ombro e nenhuma pressa. Por isso é bom ser menino. O menino é dono do tempo.
Acordei. Era um sonho. Muito legal. Seria um sonho normal de recordações da infância, não fosse pelo fato de eu o tempo todo no sonho, estar no meu tamanho físico atual entre meus coleguinhas tão pequeninos.

23 comentários:

Amapola disse...

Bom dia.

Viajei na sua história. No seu sonho, que é a recordação de muitas pessoas.
Sobre você estar lá, mas tendo o tamanho físico de hoje, tornou mais bonito o episódio.
Pareceu-me você estar assistindo sua própria infância, e tendo a oportunidade de interagir nela.
Adorei!!

Um grande abraço.

Estou lhe seguindo (Maria) Amapola.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Bons tempos, que agora são podem ser vividos nas lembranças, ou nos sonhos.
grande abraço

Edna Lima disse...

Você foi este garoto do seu sonho.
Infância feliz..
Um grande bj amigo conterrâneo. Bjs Edna.

Fatima disse...

Vc deve estar com muita saudades!!!
Bjs querido.

Evanir disse...

Amigo querido ..
Fiz uma viagem no tempo ao ler sua postagem.
È coisa que jamais esqueço meu tempo de escola talvez uma história diferente das demais .
Eu morava no interior era sitio mesmo .
Era uma briga entre eu e os animais até chegar na escola morria de medo dos animais pois passava no meio de um pasto rsrs.
E pensar hoje que foi os anos mais feliz da minha vida.
Um lindo dia para vc amigo querido
beijos ,Evanir.
http://www.aviagem1.blogspot.com/

Pérola disse...

Oi meu querido,cheguei rs
Estava viajando.
Adorei seu sonho,me faz recordar meu tempo de infância rs.
Muito legal.
Gostei rs.
Beijokas millll.

Insana disse...

Ser criança é um tempo magico, que passa tão rapido..

bjs
Insana

IT disse...

Vejo no poeta saudades de um tempo que se foi.A pureza,o sonho e delicadeza de uma criança que mora dentro de si.
Quem sabe,deixou pra trás um sonho infantil?!...Pense nisso.
Realize,dê um tempo pra si,jogue bola,brinque com crianças,cante e conte a elas quais são os sonhos do poeta,e as deixem falarem também.Tenho certeza que ficará encantado com o que elas dirão.

Beijinhos meus, ao menino poeta♥

Maria Marluce disse...

Teu escrito nos faz viajar. Parabéns pelo blog.

Jorge disse...

O nosso lado criança, que em vigília teima em se esconder.
Que tal, meu amigo, colocá-la em ação?

Um forte abraço!!!

Everson Russo disse...

Que loucura essas viagens no tempo,,,voltar ao passado,,,aquelas nossas fases loucas e sem preocupação nenhuma,,,como seria bom poder voltar,,nem que fosse por um segundo apenas...abraços de bom dia pra ti.

sandra Freitas disse...

Esse menino dentro da gente que Deus não deixa crescer, ainda bem , né amiguinho...
Amei o sonho,...
Abraços

Dayse Sene disse...

Hoje deixei quatro selinhos para você em meu blog...assim encerro essa etapa de seleinhos por algum tempo...pois agora menos tempo para dedicar-me a eles.
Volto as aulas, e preciso deixar um pouco de sonhar, para estudar...cair na real(risos).
Mas lembre-se, você estará sempre em meu coração.
Se gostar dos quatro, pegue -os, se não pegue o que mais gostar e se não valeu a intenção em presentear quem sempre me prestigia e me oferece carinhos.
Vai ai o endereço...eles estão no final da folha.
Um lindo dia.
Paz em seu coração.
http://blog.daysesene.com/2011/01/selinhos-confeccionados-para-meus.html

Secreta disse...

Sonhos... que nos transportam para uma "historia" que por vezes nos faz feliz, ainda que não tenha uma possivel lógica.
Beijito.

Louise Oliveira disse...

Oi, Carlos. Obrigada. Voltei por saber que tinha amigos aqui iguais a vc, com seus blogs tao inspiradores. Bjs, amigo.

Majoli disse...

Oi Carlos, que sonho delicioso esse seu.
Eu, acho que por causa do medicamento que tomo pra pânico, não tenho tido recordações de sonhos.
Devo sonhar, mas não me lembro com exatidão de todos eles.
:(
Beijos no teu ♥

PRECIOSA disse...

Que delicia! parecia eu , estar lendo um livrinho de historias reais.....
Ah! tomara eu durma esta noite e tenho um sonho parecido...
AMEI!....

Beijos no coração, poeta amigo

Preciosa Maria

Maria Bonfá disse...

oi Carlos.. obrigada pela visita.. gostoso relembrar a infância.. isso me fez lembrar da minha.. que foi muito feliz.. obrigada pelo bom momento aqui passado..beijo..beijo[red]♥

Everson Russo disse...

Um belissimo dia pra ti meu amigo,,,abraços fraternos.

Vivian disse...

Olá Calos!!Bom dia!!

Você conta uma história muito bem, prende o leitor do começo ao fim e ainda surpreende!!Amei!!
E que bom que o menino que você foi continua bem vivo aí dentro...
Beijos!!
boa semana!

dja disse...

Oie Carlos
lindo esse seu sonho lembrança, sabe que me vi nele junto contigo.
Saudades de um tempo que passa muito rápido, pq na maioria das vezes estamos pensando só em sermos logo adultos.
bjos menino que doloooooo

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Amigo lamento não fazer um comentário à altura mas a minha condição física por enquanto não me deixa pois a minha cabeça está com muita dor e ainda não sei o que é. beijinhos de luz e paz.

JoeFather disse...

Belíssimas recordações em forma de sonho meu amigo, as melhores!

Tenho saudade dessa época, gostaria de poder voltar no tempo e ser bem menos bagunçeiro! hehe

Grande abraço!