ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

SEMANA DA IDIOTICE- PEQUENA HOMENAGEM À TV BRASILEIRA


Às vezes tenho vontade de ter sido um John Lennon. Não por idolatria, mas porque viveu como quis e foi feliz por não abrir mão de sua felicidade só porque o mundo rege leis ou estigmas. Calma, o Carlos não está com crise de identidade, ele ama ser quem é. Gostaria de estar alheio ao mundo convencional. As pessoas, nós todos, governos, cidadãos comuns, polícias, padres, pastores, criamos modelos de sociedade como, isso pode , isso não pode, ipod, aí não pode, como casamento, igrejas, emprego, sexo, padrões de beleza, etc... e essas coisas nos prendem. Criamos gaiolas para nos prenderem e no final todo mundo infeliz. Eu duvido que as pessoas façam o que querem 100%. Eu já ouvi algo sobre mim a respeito disso. "Você é feliz porque você é alheio às coisas à sua volta". "Você escolhe o que quer viver, ver e ouvir". "Parece que você é blindado. "Você não liga para o que a maioria desmaia de emoção e você é a mais pura emoção". E outras mais, como se eu fosse um superhomem. É verdade, não dou mesmo bola para a banalidade, mas estou longe de ser a pessoa que citei acima, ainda não evoluí a isso. Outro dia vi uma reportagem na tv ( de vez em quando a tv tem algo bom) sobre uma música de John Lennon que eu e um amigo lá pelos quinze anos de idade analisávamos. Nessa música, Lennon mostrava todo seu desânimo e revolta com as coisas e pessoas que ele supostamente acreditava e gostava. I DON'T BELIEVE (EU NÃO ACREDITO), reflete bem o estado psicológico, emocional e até social do artista. Bem, só ele saberia dizer o que pensou quando fez a letra. Feliz é que não estava. A reportagem é incrivelmente exata com o que penso. John Lennon chamou de banalidades um monte de coisas de sua época. E olha que a mídia nem tanto atuava como hoje na intenção de bitolar as pessoas. Mas a mídia é a única culpada? Não. Bitola porque as pessoas deixam, gostam de serem tolas. É igual hipnose, só é hipnotizado quem está propenso a isso. Nesse momento estou de olhos e ouvidos fechados. Como John Lennon, eu também ando muito desanimado com o grande menu de besteiras e mentiras que nos oferecem. E minha alma está faminta de coisas boas. “Mas é só pegar o controle remoto e desligar a tv, Carlos”. Eu faço isso, mas o problema é que vai todo mundo para o mesmo lugar e eu fico sozinho. Se houver uma chance de nascer de novo, eu quero nascer burro. Burro sofre menos. Inteligente? Talvez eu seja, mas com tendência à solidão. Aliás sou sim, não vou usar a palhaçada da falsa modéstia, odeio isso também, mas meu reality show é todo dia e as cenas do próximo capítulo da novela da vida real não são manipuladas. Detesto tudo que me engana. Devo estar ficando velho. Não, não é problema de idade, chato eu sempre fui. As pessoas vivem me dizendo isso, mas não tenho culpa de querer ser o centro das atenções. Como John Lennon eu também tenho minhas carências. Eu também NÃO ACREDITO em nada disso tudo que está aí, mas acredito no que vejo no espelho e digo para mim mesmo as coisas que preciso ouvir.

13 comentários:

Mylla Galvão disse...

Carlos,

PASSEI AQUI SÓ PARA TE AVISAR DE QUE RONALDINHO GAÚCHO É DO MENGÃO!!!

SEGURA NÓIS!!!

SRN

TENHA UMA TERÇA DE LUZ!

Everson Russo disse...

A tv brasileira tá é morrendo aos poucos,,mas é melhor não ser Jonh,,viu né? um maluco foi lá e pimba...rs..rs...

E voltando a tv,,,pode preparar a big sessão imbecilidade,,,vai começar o bbb...eita nóis...rs..rs...

abraços de boa terça;;;

Secreta disse...

Oh raios de tv!
heheh
beijito.

Valquíria Oliveira Calado disse...

Eu estou revoltada com nossa televisão, deixar uma criança assistir é dificil, as propagandas não tem sensuras, não que seja radical, mas tem coisas que ,por favor, não esta na hora de crianças verem.... tipo, a necessidade de uma criança de cinco anos aprender a usar uma camisinha?, em plena manhã... poderia citar inúmeras coisas... o pica pau, nada mais ridículo e fora de moral que esse desenho, outro dia numa cena , vi ele dizer que era o demônio, mas era necessário, é de uma violência e falsidade, sempre traindo e emboscando..... para senão escreverei todo dia,,,,, bjinhos.

dja disse...

ola Carlos, Boa tarde!!!
Sabe aqui em casa geralmente falo que a tv ta cheia de teia de aranha, porque ligo ela muito pouco, Jonh sabia do que tava falando, vc tbm sabe, pq só nós sabemos onde aperta o nosso sapato e a dor que isso causa.
Andando por aí vejo, ouço e leio tanta carência de tudo, valores dados a coisas pequenas consideradas por mim, talvez grandes, pra quem as tá passando,não sei de mais nada

HSLO disse...

Excelente postagem.

abraços
de luz e paz

MariAne disse...

E vivam os poetas!

Sueli disse...

Acho que você está completamente certo. Nâo depender de nada e nem de ninguém. Afinal, o mundo é como acreditamos e podemos escolher no que acreditar. Um beijão!!!

Fatima disse...

Oi Carlos!
Passei para deixar meu bj.

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

De volta e passando para agradecer todo o carinho, nas palavras que me deixaste.

Beijinho
Sonhadora

Sandra Botelho disse...

Não acho que a tv seja completamente ruim, acho sim que devemos ser seletivos e não nos deixar robotizar.
Bjos achocolatados querido poeta.

Majoli disse...

ADOREI ESSA POSTAGEM!
Você fala com convicção, eu gosto.
Realmente a tv brasileira está cada dia mais sem opções, são raros os programas que vem pra adicionar algo bom em nosso dia a dia.

Beijos meu amigo.

JoeFather disse...

Amigo, creio que todos passamos por isso, cada qual de uma forma diferente, em alguma parte do caminho! Essa sensação de que nadamos contra a corrente, de que somos peixe fora do aquário, de fato é um tanto quanto sufocante!

Quanto ao objeto da questão, tenho um pensamento definido sobre ele também, que creio ir de encontro ao do amigo: existem coisas melhores para se fazer!

Continuar seguindo em frente é o jeito, e como bem explicado pelo amigo, filtrando de tudo aquilo que nos faz crescer como ser humano!

Abraços renovados!