ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A VIDA COMEÇA AOS 40?


( imagem google )
Desde bem menino, ou mesmo na adolescência e juventude, ouvia dizer que a vida começa aos 40. Não entendia o porquê de dizerem isso e também não concordava muito. Afinal, eu estava em pleno vigor físico, na flor da idade, intenso, não parava um minuto. Tentava vislumbrar como eu chegaria aos 40, mas estava tão distante para ficar pensando nisso. Quando conseguia, me imaginava velho, cabelo grisalho, mal humorado. Mal sabia que os 40 não estavam assim tão longe, o tempo passou como um tufão. E também hoje que já passei dos 40, sei que calculei mal, ninguém está tão cansado porque chegou aos 40 anos. Eu mesmo que não conseguia vislumbrar direito. Ou tinha medo? Não sei. Hoje posso confirmar ao vivo que a vida começa sim aos 40. Claro, brincando um pouco, a gente entra na fase do condor. Com dor aqui, com dor ali. Mas nada que uma boa caminhada não resolva. Estando mais maduro, a gente assimila melhor as perdas. Toma melhor as decisões, pondera mais, tolera mais. Suporta melhor o chefe. O jovem é inconsequente, meio louquinho ( e não tem culpa disso), quer resolver tudo na explosão, enquanto o quarentão espera, dá um passo atrás, analisa, pensa e age. O jovem age, depois pensa. Até amar, o quarentão ama melhor. O jovem tem a todas e não ama nenhuma. Deve ser porque o quarentão sabe que não é hora mais de errar. Os vôos, os tiros, os mergulhos precisam ser mais exatos, porque o mesmo tempo que correu como um tufão, vai continuar correndo como um tufão e agora a estrada está um pouco mais curta. O tema é vasto e não quero deixar esse post muito grande. É que outro dia revirando umas gavetas, em meio a lp’s antigos e livros velhos, por incrível coincidência, numa estória em quadrinhos, o personagem descobre a fonte da juventude. Ele se rejuvenesce fisicamente, mas não encontra de fato a felicidade, pois a soberba, a arrogância, tomam conta de si, levando ao afastamento dos amigos e parentes. Arrependido de buscar a beleza plena, toma um elixir para voltar ao normal e envelhece feliz ao lado de seus sobrinhos e netos. Entre essas lembranças empoeiradas que me renderam uma gripe alérgica, mas também uma gostosa nostalgia, encontrei ainda poemas manuscritos, rascunhados ainda, entre os tais, um poema que vocês poderão conhecer abaixo. Era minha fase mitológica, entre tantas que vivi. Lia tudo sobre mitologia. Me encantei pelas estórias de Narciso, de Ícaro, tenho um pouco de cada um. Os mistérios de Medusa. Zeus. Hércules.Ainda sou fascinado pelas pirâmides do Egito. Até hoje não consegui assistir “Eram os deuses astronautas?”, filme que fala da possível correlação entre as civilizações antigas e os extraterrestres. Se bem que em extraterrestes já acreditei mais, hoje nem tanto, apesar de torcer que existam, porque a idéia de monopólio humano no espaço sideral, talvez tenha feito a gente não cuidar direito do planeta que ganhamos de graça. Voltando ao poema que encontrei, traço um parâmetro entre ele e a estorinha que reli. Parâmetro que se estende a todo este texto, já que falamos de idade, fonte da juventude, elixir e mitologia. Resumindo tudo isso, me sinto muito bem depois dos 40. Graças a Deus estou num processo de rejuvenescimento espiritual. Daqui a pouco estarei um bebê. Porém não menos intenso.

UM TOQUE DE MIDAS

Quando a prata tingir meus cabelos,
meu coração vai ser ouro.
Num amarelo tão cintilante
que será impossível não atrair alguém,
mais forte que a magia de Midas
e quem tocar, vai virar ouro também.
Não estarei envelhecido, estarei melhor
como homem, como gente
e que todos os fios de cabelos brancos
que a vida me der aos trancos
sejam exemplos e sementes
para quem souber me olhar.
Não serão pesadelos. Nada de mal . Ora, são apenas meus cabelos,
meu coração é jovial .
Mais idade, mais planos
mais amigos, mais amores.
Talvez menos tempo, eu sei,
mas quando tinha vinte anos
tinha todo o tempo do mundo e não me importei.
Defeito? Não. Coisas da idade.
No final somos todos meninos
e gostamos de com o tempo brincar .
Só não podemos perder, seja em qualquer fase da vida...
a vontade de sonhar .

34 comentários:

Faces de Mulher disse...

Como as descobertas agora me são mais seguras...
Estou quase chegando na casa dos 4.0...
Sinto-me mais mulher...
Mais bela interiormente...
Hoje sei que o não faz parte da vida...
Que o sim às vezes como resposta pode nos tirar a alegria...
Acredito na beleza da maturidade...
Realmente o tempo passa como relâmpago...
Mas o viver a cada dia torna-se infinito...
Lindo texto...
Linda poesia...
Lindo poeta...

Tenha um dia recheado de sentimentos bons...
BJKS...
Chrys
;)

Faces de Mulher disse...

Sempre amei tempestades...
Quando era pequena morava frente à praia...
Fugia deitava na areia e ficava olhando...
Minha mãe quase morria de preocupação...
Rsrsrsrs...
Acredito que o poder da natureza me faxina...
Como assim trabalha com isso?
BJKS...
Chrys
;)

graciete disse...

Sonhar sim amigo e porque não, já dizia António Judião o sonho comanda a vida, e sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança, como bola colorida, entre as mãos de uma criança.
Sonhar é ser sempre criança e porque a vida é feita também de sonhos.
beijo em seu coração e aquele abraço

Faces de Mulher disse...

Uau!!!
Muito bom...
Amaria estar nesta área...
Pois, as inconstâncias do tempo me fascinam...
Já analisou que é parecida como nossa vida?
Constantes turbulências...
Às vezes céu aberto...
E por ai vai...
Gostei muito de saber mais de você...
Bjks...
Chrys
;)

Faces de Mulher disse...

Corrigindo a palavra errada do segundo comentário...
rsrsrsrsrs...
Fascina*

Edna Lima disse...

É um acúmulo de conhecimento após aos quarenta.Para aproveitá-los temos mais 60 até sair da casa dos ...enta..Comece agora . Bjs Conterrânea Edna.

Stella Tavares disse...

Penso exatamente assim. Descubro-me melhor em vários pontos. Coincidentemente postei um poema que também fala sobre este tema. Quando puder passa lá pra ver.
Bjos.

Everson Russo disse...

Sempre ouvi falar dessa historia tambem, de que a vida começa aos 40, entao to com 1 aninho, não notei diferença ainda, pra mim ta tudo legal, do mesmo jeito dos trinta e pouco, nada mudou, apenas a gente fica mais sereno, mais tranquilo com algumas coisa que antes nao eramos, brigamos menos, procuramos mais flores nas maos que pedras, mas enfim, a idade tá mesmo é no espirito, e como disse Renato Russo, podema até maltratar meu coração que meu espirito ninguem vai conseguir quebrar,,,belissimo seu post, reflexivo...forte abraço e uma bela quarta feira pra ti...

*Adriana* disse...

Olá, amigo poeta. Cada visita que aqui faço, conheço-o um pouco mais. Obrigada por permitir essa prazerosa leitura e ainda apreciar seus poemas.
abçs e tudo de bom nessa vida.

Adriana

paula barros disse...

Carlos, também me sinto melhor ao 40 em termos espirituais, de serenidade, de ansiedade.

Porém com mais dores. rsrsr e mais abusos.

Foi bom ler sobre esse tema, lembrar dos Lps.

(Carlos Soares) disse...

Valeu, gente. Caro Everson, é isso aí. Poidem dominar até nosso físico, mas nossas mentes e corações,não.Renato sabia o que dizia... e nós estamos aí.Um abraço a todos

Bia Maia disse...

Querido Carlos...

Que lindo!
Sabe quando exatamente nasceu o meu blog? Na minha virada para os meus atuais 40 anos de idade...
Amei o que li aqui, e lhe copiei o que postei nesta data que foi para mim tão especial...o dia 09 de janeiro de 2009...

Um beijo em seu coração...

Biazinha

"40 ANOS...
Chegar a idade dos quarenta anos, em particular, é diferente de todos os aniversários anteriores, e é freqüente sentir uma forte resistência.
A idade dos quarenta anos é um "divisor de águas", onde ocorrem muitas mudanças. Me sinto madura para a vida, sei bem o que quero e também sei como conseguir o que eu quero.
Quarenta representa a realização de um modo ou maneira de ser COMPLETO: é a ENTRADA num nível completamente diferente...é a entrada NUM NOVO MUNDO...é a ascensão a um nível mais alto.
Porém para se obter este nível mais alto, foi necessário antes ter cumprido e alcançado vários níveis anteriores...foi necessário se “pagar um preço”...e finalmente então fazer um VAZIO no meio, para PERMITIR que surja algo completamente novo.
É uma idade de RUPTURA.
Começamos a fazer perguntas como: Quem sou eu realmente? Qual é o sentido da vida? Era isso que eu esperava? O que me dá satisfação? Que valores tenho? O que faço é coerente com os meus valores?
Nós confrontamos toda a nossa experiência de vida com reflexões que podem nos proporcionar novas direções. Um NOVO COMEÇO, por assim dizer.
Nasce um OLHAR mais atento – mais crítico -percebemos que ainda há muitos paradigmas a serem quebrados...Há a necessidade de nos tornarmos ainda mais maduros, consequentemente...MAIS HUMANOS.
Utopia? Idealismo? Não importa. Todas as grandes revoluções nasceram de um ideal, de uma utopia.
Ao largo de 40 anos, demonstramos nossa imensa capacidade de organização e de realização. Passamos a exercer um papel crucial na sociedade e a fazer a diferença na vida de incontáveis pessoas. Mas podemos ir mais além. Já que estamos apenas começando, que tal iniciarmos pela construção de um mundo melhor?
E...já que dizem que a vida começa aos 40 anos...
Olhamos para trás e percebemos que vivemos várias vidas até atingirmos essa idade. Muitas vezes vagando por caminhos tortuosos, caindo e levantando para começar de novo. Seguindo diretrizes que em determinados momentos, acreditamos serem as corretas, com erros e acertos.
Pode ser que você sinta a necessidade de uma avaliação antes ou depois mas aos 40 é chegada a hora de rever as perdas e os desapontamentos para seguir adiante na busca da satisfação pessoal. Paramos para pensar o que gostaríamos de fazer que ainda não fizemos...nos questionamos se estamos seguindo a vida com nossa verdadeira vocação...com nosso verdadeiro dom...ou se estamos fazendo apenas o que as pessoas esperam que façamos...
E esta é uma resposta que só quem faz 40 anos pode saber.
Existem pessoas que parecem ter nascido com um caminho totalmente delineado e pronto a seguir. Tudo parece cair aos seus pés, da melhor forma possível e no tempo certo.
Outras,não sabem exatamente como conseguiram chegar onde estão, vão tentando fazer o melhor, cambaleando em direção ao seu destino...
Tropeçar é inevitável na busca rumo à autenticidade.
Os tropeços, na verdade, são os ensinamentos que abrem nossos olhos para novos horizontes.
Por isso, é importante estarmos atentos a todos os avisos e sinais que a vida nos dá. Porque o universo, está sempre a nosso favor, através das nossas intuições, indicando o melhor caminho.
Quantas vezes uma decisão aparentemente sem importância muda o rumo de nossas vidas? É como se houvessem forças invisíveis nos encaminhando rumo ao nosso destino.
Algo em que nunca tínhamos pensando, mas que quando acontece, nos dá uma sensação de extrema plenitude e realização. Só então nos damos conta de quanto estávamos desviando do nosso eu verdadeiro... Isso é AUTENTICIDADE!!!
E é exatamente assim que me sinto HOJE : PLENA, VERDADEIRA, FELIZ , AUTÊNTICA e com muito AMOR no CORAÇÃO!
Sejam bem vindos à participar desta nova jornada comigo: MEUS QUARENTA ANOS!!!
Bia Maia "

HSLO disse...

Carlos, ótimo texto viu. Parabéns! Eu me descubro a cada dia e ano. É tudo muito natural.

abraços

Hugo

Ariadne disse...

Muito legal seu post. Sexta-feira faço 46 anos e vou guardar suas palavras como presente. Abraços!

Princesa disse...

Obrigado pela visita

Cada vida é sensível ao amor.
Mesmo as coisas inanimadas como as flores,
que não têm consciência,
compreendem se você as ama ou não.

um beijo

Mariana disse...

Tens razão Carlos.
Estou no ínicio da vida e tenho muito a aprender.
Visitar teu blog é uma aprendizagem.
bjs

Majoli disse...

Bem, já estou com 49 anos e sinceramente me sinto muito bem, claro meio "condor", mas nada que não possa ser resolvido, rsrs.
Gostei muito do teu texto e mais ainda de "Um toque de midas", maravilha.
Beijos no coração meu amigo.

Anita disse...

Eu acho que para os homens é mais fácil chegar aos 40, mas para nós mulheres não é muito bom não rs, a lei da gravidade não perdoa rs. Com relação ao amor, concordo plenamente com você, temos mais consciência e podemos enxergar melhor nossos sentimentos. Ficamos mais experientes, centradas. Pra mim, em especial, está sendo maravilhoso porque descobri você, meu grande amor.

Beijos carinhosos.

Everson Russo disse...

Passando pra deixar ao amigo poeta um forte abraço e desejar um belo dia....

Cristina disse...

Um lindo texto, com o qual me identifico.
Tirando as "mazelas" que pelo corpo começam a aparecer, as do espírito começam a desaparecer e começamos a viver em paz connosco.
Aos 40 já não perdemos tempo com insignificâncias ou coisas que só desgastam a mente.
Aos 40 é como se nos encontrássemos connosco mesmos.
Apesar de ter 40 anos, apenas há 2 meses, é o que sinto. Ou então são as opções de vida que se tomam, que nos permitem viver, ou ver a vida de outra maneira.
Felicidades!
Cristina

Anne Lieri disse...

Carlos,gostei demais do seu blog!Lindos e bem elaborados textos!Já estou seguindo!Abraços,

anamineira disse...

Ôi Carlos,
Um abração na entrada,

Tenho lido muito voce, como fez bem sentir que nos indentificamos em poesia.
Tenho uma crônica "Cantigas de Ninar", coisas de Vó bobona.
Outra parecida "Cuida de mim", tenho "E aí, Sagrado eu".
Também "Cuidem do meu coração, voces moram nele".
Faz uma visitinha pra mim, eles estão lá te aguardando.
Outro abraço,

Fatima disse...

A vida começa todos os dias amigo!
Bjs.

(Carlos Soares) disse...

Anita,meu bem. Você sabe que está diretamente inserida neste texto. Com certeza, foi um dos motivos geradores dele.Beijos, gatíssima

(Carlos Soares) disse...

Obrigado novas amigas Anne Lieri e Anamineira. A você também,Fátima, amiga de sempre.
Everson conheço há poucas semanas, mas parece que tem um tempão.Deve ser pela identificação.

(Carlos Soares) disse...

Obrigado,Mariana ,Ariadne.Beijos

Luciana P. disse...

Concordo contigo na questão de ser mais tolerável, suportar melhor as coisas, assimilar melhor as perdas e pensar melhor diante dos fatos da vida. Com 41 anos posso dizer que me sinto bem, mas não tenho a mesma predisposição e certezas quanto ao futuro. Não tenho ainda a leveza frente à velhice, por exemplo.
Isso é uma coisa que me preocupa, pois já tive "neuras" por conta da idade que está a avançar. Já fiquei deprimida e pensativa. Hoje, tenho encarado isso com a frase: "prefiro não pensar sobre isso"... Foi a forma que encontrei de camuflar essa minha "imaturidade".

Seu texto ficou maravilhoso!

Beijos e boa sexta!

EDUARDO POISL disse...

Pior que pensava como você nos meu 20 anos e so agora que estou no meus 40 e poucos vejo isso. E amar agora me parece melhor mais maduro mais seguro.
Abraços

BANDEIRA disse...

Tbm concordo, agora com 44, percebo as coisas com mais clareza e maturidade. Aceito a idade e tbm meus limites diante dela.
Gosto de estar com 44 e ter a cabeça que tenho.
De nada me arrependo, a não ser daquilo que por medo e por imaturidade não fiz.

Bjs e uma boa semana .

Linda Simões disse...

Lindo! É verdade,não podemos perder a vontade de sonhar!

A vida começa aos 40,com mais força,maturidade,alegria!


Amei!


Boa semana.

Anônimo disse...

Tbem concordo que comece aos 40, apesar dela começar ouj recomeçar todos os dias, é aos 40 que você tem toda a experiência, que vc passou por tudo, todas as fases da vida, amor, trabalho, desilusão, amigos, inimigos, verdades e mentiras, é mais ou menos a partir desta idade que se pode ter um julgamento melhor das coisas e poder decidir o que poderá ser melhor daqui pra frente com relação a vida, oportunidades, amor, amizades, verdade as pessoas. Acho que o ideal seria o vigor dos 20, o conhecimento dos 40 e a paciencia dos 60.

MariAne disse...

Que lindo poema Carlos!
Vou resgatar este endereço e divulgar!!
Vamos desmistificar a chegada dos 40!

Abraços, e obrigada por partilhar teus pensamentos e poesias

janusa disse...

Parabéns pelo texto.
Você conseguiu descrever com muita precisão o que significa chegar aos 40 anos, me permita complementar seu texto dizendo que:- aos 4o anos já estamos diante do volante da vida,só que agora com a velocidade reduzida, não se tem mais pressa de chegar, somos mais cautelosos, mais prudentes até diante das curvas do caminho temos medo de nos aventurar, preferimos ir na reta com medo de arriscar e o tempo ah!! o tempo queremos agora eternizar... abraços janusa

Raul Carlos disse...

Olá chará, como faço para colocar o símbolo do Cruzeiro na setinha?