ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

OS BEIJOS QUE NÃO FORAM DADOS, ESTÃO PERDIDOS OU GUARDADOS???


Terminada a briga de vários dias e depois de fazerem amor, aconchegada no peito dele, ela disse: “Vou te cobrar todos os beijos que está me devendo. Vou cobrar todos os beijos perdidos”. Ele respondeu afagando-lhe os cabelos: “Não estão perdidos, estão guardados. Pode vir pegar”. Ela não hesitou e tratou logo de pegar os beijos atrasados... e lá fora a chuva não parava. Ora, o que importa estar chovendo? Serviu até de fundo musical para o amor que lá dentro se repetia.
===
( imagem carmita - google )

8 comentários:

Ivone disse...

Ah, que lindo, brigar e fazer as pazes, nossa, quantas vezes acontece isso com todos os que se amam!
Amei ler, amigo poeta sensível!
Abraços apertados!

✿ chica disse...

Carlos, vim agradecer o carinho e ´3 mesmo muito bom poder voltar feliz! abração,chica

Dorli Ramos disse...

Oi Carlos
Ser poeta é fugir da vida sofrida, sonhar um amor inatingível e ver estrelas em pleno dia. São os poucos momentos de quem pega o voo para dormir nas nuvens e sonhar com a felicidade.
Você é o cara!!
Adorei seu livro, menino passarinho.
Beijos
Minicontista2

Janita disse...

O melhor de uma briga é sempre o prazer da reconciliação!
Redescobrir o outro, reinventando todos os beijos guardados.
Isto, quando são briguinhas, arrufos que não deixam sequelas...senão, não!

Um abraço e bons escritos, meu Amigo!
Janita

Cidália Ferreira disse...

Lindo!

Beijos de boa noite
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Arione Torres disse...

Oi querida amigo, vim lhe desejar uma excelente semana, abraços e fique com Deus!!

Ritinha disse...

Oi... aos poucos matando a saudade deste seu cantinho!
Fiquei muito tempo longe, mas voltando vejo que está firme e forte e com a mesma disposição de outrora.
Fico imensamente feliz!!!
Feliz de montão!!!
Matando a saudade aos poucos e lendo tudo com a maior calma!
bjs
Ritinha

MARILENE disse...

Nem sempre se pode recuperar beijos (rss), mas seu mini conto ficou bem romântico. Bjs.