ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 23 de janeiro de 2016

ASTRONAUTA DE MÁRMORE - BANDA NENHUM DE NÓS


Os anos 80 tiveram muitas músicas boas, eu gosto mais de três delas especialmente, “Astronauta de Mármore” da banda “Nenhum de Nós”, é uma delas. Quando ele fala... “ eu voltei mais puro do céu”, lembro-me do astronauta russo Yuri Gagarin, primeiro homem a ir ao espaço, a quem invejo, pois se me preparassem eu teria coragem, não tenho medo dessas coisas, eu tenho medo é da maldade humana. Gagarin ao ver aquela imensidão sem fim, disse uma frase bonita e interessante que exalta a Deus e põe o homem no seu devido lugar: “Agora eu posso compreender a pequenez do homem”. O solo de violino dá um toque triste à essa música.
Discos voadores? Já acreditei mais, hoje não muito. Mas tenho um desejo no fundinho do coração que eles existam, que haja uma raça mais evoluída que a nossa, e leve daqui só as pessoas de bem. Não sou perfeito, mas acho que teria uma vaguinha na nave. Ando desanimado da raça humana, às vezes penso que não sou daqui, que uma nave pousou aqui e me deixou. Queria que uma nave dessa pousasse ( como disse, não tenho medo) e me levasse para um mundo melhor, embora esse mundo já exista dentro de mim. Sigo sonhando. “Vou lembrar um tempo de onde eu via o mundo azul”.

8 comentários:

✿ chica disse...

Essa música é linda!Não lembrava o nome! Gostei de tuas colocações também!abração,lindo fds! chica

Cidália Ferreira disse...

Muito bom. Adorei!

Beijinhos e bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ivone disse...

Essa música é linda e a letra é mesmo para se pensar, pisciano tem disso, acha que não é desse mundo, rsrs, estou rindo porque meu irmão é dois anos mais novo que eu e fazemos aniversário no mesmo dia,meu filho é pisciano, portanto somos todos meio que vivendo no mundo da Lua, aí você diz mais ou menos isso, então é mesmo, somos de outro mundo, um mundo lindo que criamos, piscianos "artistas", meu irmão toca guitarra e ainda estuda música, sempre acha que nunca sabe.
Nem preciso dizer que amo ler por aqui, temos afinidades!
Abraços apertados meu amigo poeta querido!

Andre Mansim disse...

Rapaz... E se eu falar que já ví um disco voador??? Acredita?
Hahahahahahaha, o problema é que na época eu gostava de tomar uns gorós, e não seu se ví ou se não ví. Hahahahahahahaha.

Mas esse dias um cara foi no meu serviço e falou assim:
- Você se lembra de mim?
- Não!
- Uma vez, você estava na rua olhando pra cima, e eu estava passando. Aí você me perguntou se eu estava vendo o mesmo que você!
- Ah é? - eu falei. - E o que era?
- Um negócio brilhante, parecia ter umas luzes e que se mexia pra lá e pra cá.
- Ah, - eu falei- então é você o cara que viu o disco voador comigo!!!!!
- Sou!
- E aí?
- Não sei, - respondeu ele - eu tava meio bêbado aquela hora!!!
Hahahahahhahahahaha. Não adiantou nada!

Mas essa história é verdade!

MARILENE disse...

Existe um belo mundo dentro de você, onde habita a sensibilidade. Por vezes, também fico inconformada com o que vejo e leio. Não consigo entender o que acontece no mundo.
Creio que a terra não é o único planeta habitado. Nessa imensidão do universo, porque apenas aqui haveria vida? Mas o ideal seria que vivêssemos em paz, sem necessidade de procurar um outro espaço.
Linda música! Bjs.

Dorli Ramos disse...

Oi Carlos,
Linda música
A beleza das músicas que consegui gravar na mente são lindas e a cada ano que passa ela fica mais fria, nada contra as músicas de hoje, cada um a seu tempo; mas o romantismo e o amor escancarado ficou pra trás. Ninguém precisava virar a bundinha e agachar para dançar.kkk. Ou você tinha aquele algo mais ou não dançava. Eu já era bem arrojada para a minha época.
Bom domingo
Beijos no coração
minicontista2

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Carlos. Cantei muiiiiiiitooooo essa música, adoro!
Não teria coragem de ir para o espaço, achei certa demais a frase.
A raça humana está cada vez mais desumana, mas podemis fazer o nosso mundo melhor e passar para as pessoas nossa essência.
Lastimável que muitas delas não compreendam o que é viver bem consigo amando o próximo.
Tenho também inúmeros defeitos, mas creio que teria um lugar nessa nave.
Vamos pedir a Deus para a humanidade repensar seus valores e ser do bem,ao menos, para poder viver com dignidade.
Deus em nós somos muito mais!
Parabéns.
Lembrando que você é pessoa do bem e sensível, por essa razão se inconforma com os "humanos".
Beijos na alma e linda semana.

Evanir disse...

Esse mês estou comemorando 11 anos de blog.
È tempo demais dedicado a essas pessoas lindas de Deus
que fui conhecendo ao longo dessa caminhada.
Deixei um mimo na postagem se for do seu agrado
leve ficarei feliz.
E ficarei feliz da mesma forma se ñ levar eu entendo.
Um carinhoso beijo.
Deus abençoe por tudo.
E uma semana de paz .
Evanir.