ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

EM MINAS É ASSIM...


Um dia eu estava dirigindo e parei numa cidadezinha para tomar um café para espantar o sono. Quando já ia saindo de novo, um senhorzinho de uns setenta e cinco anos, me abordou  perguntando se podia lhe dar uma carona até a próxima cidade, prontamente falei que sim, abri a porta, ajudei-o a colocar o cinto e saímos. Foi até bom, eu estava mesmo com sono,  ter uma companhia me ajudaria muito a despertar, e eu gosto de conversar com pessoas mais velhas, têm casos engraçados, pitorescos, têm lições de vida também, para mim é um prato cheio, depois eu junto tudo e faço meus textos. No máximo em trinta minutos chegamos à cidade, e ele pediu: “O senhor pode parar pra mim perto daquela padaria”. Os antigos são assim, mesmo sendo mais velhos gostam de chamar a gente de “senhor”. Eu parei, tirei o cinto para ele, ele perguntou: “Quanto devo?”. Respondi: “Deve nada”. E ele: “Nada mesmo?”. Confirmei: “Nada mesmo. Por que eu cobraria?”. Ele explicou: “É que todos os carros que passam aqui cobram pelo menos o valor da passagem. O senhor é o primeiro que não me cobra”. Eu falei: “Cobrar para quê? É tão perto, não houve desvio, ia ter que passar dentro da cidade de todo jeito”. Levantou a mão e falou: "Se o senhor não estiver com muita pressa, espere só uns cinco minutinhos. Vou pegar uma coisa para o senhor”. Pensei: Vai me dar alguma coisa, ganhar coisas é sempre bom. O que será?”. Rapidinho ele voltou com um embrulho redondo: “ Olha aqui, moço. O senhor foi muito legal comigo. Eu fabrico queijo... o senhor me deu a carona e eu lhe dou um queijo. É justo, não é? O senhor gosta de queijo?”. Peguei respondendo: “Perguntar se mineiro gosta de queijo é o mesmo que perguntar se gambá gosta de ovo”. Rimos juntos, ele agradeceu mais uma vez a carona e disse: “Quando quiser parar pra tomar um café, está à disposição”... e completou: “VÁ COM DEUS!”. Essa para mim é a melhor parte, ouvir um VÁ COM DEUS!
==
Em Minas é assim: gentileza pra todo lado.
Desculpe o pessoal de outros estados que estiverem lendo, gente boa tem em todo lugar, mas com a cortesia e a receptividade do mineiro, acho que  não há igual. Sem contar a variada e gostosa comida mineira, essa é imbatível.

==
( imagem eusoumineirouaiso.com.br )

6 comentários:

lua singular disse...

Oi Carlos
Adorei a sua crônica, também por ser mineira, Mas a maldade entrou em Minas também e carona neca.Queijo e batata se compra no mercado.
Hoje também fiz uma crônica, mas bem diferente da sua.
Estou adoentada e agora que recomecei a postar, mas vou ter que parar outra vez. A dor é forte.
Beijos no coração
Lua Singular

Andre Mansim disse...

Eita que um quejim é não dimais sô!
Bela postagem meu amigo.
Esses velhinhos são mesmo demais né!
Um abração!

ॐ Shirley ॐ disse...

Delícia de crônica, Carlos, e delícia de queijo, Hein? Fresquinho...
Belo sábado!
Beijos!

PAULO TAMBURRO. disse...

CARLOS,

se você não fosse cruzeirense eu diria é perfeito.(kkkkk)

Mas está desculpado aliás quem é?

Veja só, eu sou Vascão, segunda divisão, mais uma vez.(kk)

Excelente a postagem e fique com DEUS!

Abração carioca.

Marisa Giglio disse...

Carlos , gostei muito de seu texto . Mostrar e demonstrar gentileza é o caminho para se viver melhor . Parabéns ! Beijos e ótimo
final de semana .

Arione Torres disse...

Oi amigo, vim lhe desejar um excelente final de semana,abraços e fique com Deus!!!