ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

domingo, 24 de maio de 2015

CABRAL ESTAVA CERTO

imagem absolut.brasil.com
" O que é que a baiana tem?"... rs rs


imagem blogbrassilturista.com.br

imagem cheiroverde.com   







“MEU NOME É BRASIL. EU NASCI AQUI”.  Essa é a placa numa das entradas na cidade de Porto Seguro. Achei bem criativo. Há muitos anos vi uma reportagem sobre Porto seguro, que dizia que muitas pessoas vinham passear aqui, gostavam e ficavam de vez. Na época, pensei: “Isso é mentira, é exagero. Como alguém pode ir passear num lugar e resolver ficar?”. Pois hoje eu conheço um tanto de gente que foi exatamente assim, veio passear e fincou bandeira, não arredou mais o pé. Um amigo daqui me disse que “esse lugar tem um feitiço, prende a gente”. Sei que no Brasil e no mundo também há vários lugares bonitos, outros pontos turísticos bem famosos, mas Porto Seguro é um lugar diferente, tem uma magia no ar que não sei explicar. É fato histórico que Cabral se maravilhou com as belezas do lugar, Pero Vaz declarou amores na famosa carta à Corte, e hoje sei que eles tinham razão. A beleza natural de toda a região é impressionante, tem falésias lindas, muita mata nativa, a gente vê com facilidade macaquinhos, bicho-preguiça, raposa, tamanduá, cachorro do mato, fora as aves lindas. A chegada aérea também é deslumbrante. O clima é único. Tempo bom o ano todo, sempre um vento gostoso no rosto, e os períodos de chuva são assim, dá uma pancada de chuva e abre o  sol, daí umas duas horas de novo, chuva e sol, não há períodos longos de chuva sem parar. As águas do mar sempre quentinhas, não tem grandes  ondas, portanto quase zero perigo, principalmente para crianças. Quando a maré está baixa, e quase sempre está, a gente vê os recifes ao longe, dá para ir  “lá no meio” do mar. Tem os distritos pitorescos frequentados por gente muito famosa, Trancoso e Arraial D’Ajuda, lugares ótimos, aprazíveis. As noites são sempre muito divertidas, seja em Porto, Arrraial  ou Trancoso, mas ainda há Coroa Vermelha, Santa cruz de Cabrália, Santo André, que ficam no entorno. Em Porto destaco especialmente o Museu do Descobrimento, tem o Centro Histórico onde tem réplicas ou restos de canhões daquela época, tem a Passarela do Álcool, onde se vende de tudo nas barracas e lojas, isso só para citar alguns pontos. Em Trancoso, além das praias com toda a sua exuberância, tem o Quadrado, também muito bonito e muito frequentado. Em Arraial destaco a Rua do Mucugê, conhecida como a “rua mais charmosa do Brasil”, e é mesmo muito charmosinha. Tem ainda a Broadway, onde o comércio só funciona à noite. Mas eu prefiro mesmo ficar é na praça onde acontecem os pagodes, as rodas de samba, as capoeiras. Tem ainda o ECOPARK, um dos maiores clubes de lazer da América Latina. O que acho bem bacana é que em Porto Seguro, Arraial e Trancoso as ruas estão sempre enfeitadas, não é somente no natal, ou carnaval, ou nas festas juninas. Acho legal também é que aqui se conserva o estilo rústico dos tempos de colônia, quase tudo é à base de madeira, madeira de lei mesmo, a lei orgânica municipal proíbe construções com mais de dois andares, então nunca terá edifícios margeando as praias, tudo isso faz o lugar  parecer meio Caribe, Jamaica, Hawaí. O povo baiano também é bem receptivo, não igual ao mineiro, mineiro é insuperável no quesito acolhida, mas o baiano é bem gente boa também. A gente vê piadas sobre baianos por aí, mas um pouco é exagero, o baiano só é tranquilo, ele nunca se estressa, não anda apavorado como nós do sudeste, e são muito criativos, muito bons em artesanatos, com certeza, uma arte que vem de suas origens africanas e indígenas.
Puxa... desse jeito vou virar secretário de turismo daqui. Turismo e história são bem comigo mesmo.
 ===
Essa é a Carta de Pero Vaz de "Calzinho"  ( Calzinho sou eu he he )

12 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Fantástica postagem, Carlos

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

rssssss..Eu posso ser tua ajudante nesse posto pois adoro a Bahia, tudo de lá! abração,chica

Janita disse...

Com o passar do tempo o teu blog toma contornos mais diversificados, o que muito me agrada!
Adorei ouvir "A VOZ" o grande e eterno cantor romântico na sua mais bela canção.
Escreves prosas interessantíssimas, para além da sempre e para sempre, bela poesia que trazes na alma e no sangue!

Um abraço amigo e boa continuação.

Janita

Edjane Cunha disse...

Puxa vida Carlos, que texto gostoso de se ler. Tive a impressão que estava vendo todas essas lindezas que você tão bem descreveu. Pelo jeito é um lugar muito charmoso e bom pra se viver, sem contar que é muito chique dar as boas vindas aos visitantes dessa forma: "MEU NOME É BRASIL, EU NASCI AQUI." Adorei ler seu treino pra secretário de cultura e turismo. Beijosss
http://mundoholistico500.blogspot.com.br/

J. disse...

Carlos sempre nos instruindo com cultura. Muito obrigado e Parabéns por ser exímio profissional das palavras.

lua singular disse...

Oi Carlos,
Lá tudo é muito lindo, mas não é para qualquer um.
Turista paga caro para usufruir dessas belezas, mas se tiver dinheiro e nem medo de avião, vá lá.
Adorei
Beijos

Nádia Santos disse...

Poxa, vendeu o peixe direitinho, fiquei morrendo de vontade de conhecer... ah se eu tivesse dinheiro... :(
Bjusss

Só pra você disse...

Que lindo! Voa menino poeta... Obrigada pela visita, adoro quando vc aparece, não some querido. Bjs

Vera Lúcia disse...


Olá Carlos,

Adorei o Pero Vaz de de "Calzinho"-rs Que chamamento para Porto Seguro, hein? Adoro esse lugar. Vou todo ano e já conheço todos os lugares que você mencionou, à exceção do ECOPARK. Você fez jus às belezas locais, que realmente encantam. Breve, se Deus permitir, estarei voando novamente para esse destino maravilhoso.

Feliz semana.

Abraço.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Carlos, assim como a Vera, também amei o Pero Vaz de " Calzinho".
Você sempre muito criativo.
Pelo que você fala, descreve, certamente deve set um paraíso tanto as belezas naturais como as pessoas.
Por essa razão, volta mais, não, rs.
A criatividade do povo, de fato, é riquíssima.
Quanto à hospitalidade, sei que o mineiro é bem acolhedor mesmo, já fui pra lá e senti isso nas pessoas, fazem tudo para agradar você.
Nunca estive na Bahia, se gem que, desfe criança quis conhecer.
As praias devem ser lindas.
Você é pura diversão aí, imagino.
Adorei.
Tenha uma semana de paz.
Linda postagem.
Beijos na alma.

Arte & Emoções disse...

Oi Carlos! Em 70, estive em Feira de Santana e em Salvador, nao só para trabalhar, mas também para saber o que é que a baiana tem, e fui surpreendido pela beleza dos lugares e a maravilhosa acolhida do povo baiano.

Quanto ao fato de conhecer e ficar no lugar, sou nascido e criado em Recife/PE, e em 73 fui transferido pela empresa em que trabalhava para Natal/RN. Após 3 anos, saí da empresa e continuo em Natal até hoje.

Com relação a bela Porto Seguro, infelizmente ainda não tive o prazer de conhecê-la, mas, quem sabe, quando fores Secretário de Turismo e me fizeres o convite...Rsrs. Lindo post amigo. Parabéns!

Abraços,

Furtado.

Eliete disse...

Carlos, já tinha vontade de conhecer Porto Seguro, agora, mais do que nunca.bjs