ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

ESSA FADINHA!!! ( hein?... ) -


Dizem que durante os sonhos a alma se desprende do corpo e passeia por lugares diversos. A Fadinha andava dormindo demais, parecia uma pedra, o Bruxinho até tocava no ombro dela durante as madrugadas, e nada de ela acordar. No princípio ele até entendeu, afinal, podia estar cansada, mas com o tempo ficou intrigado: “Fadinha, você está se sentindo bem?”. E ela: “Sim, Bruxinho. Estou me sentindo ótima. Por quê?”. Ele respondeu: “É que você tem dormido tanto... como uma pedra”. Ela explicou: “Em alguns dias, estou cansada”. “Foi o que pensei, disse ele”. Numa bela noite, enquanto lia seus livros, observou a Fadinha dormindo com um sorriso no cantinho dos lábios, teve vontade de saber com o que ela estaria sonhando. Fechou os olhos para tentar entrar na mente dela ( como se fosse possível entrar na mente de uma mulher rs rs), no intuito de visualizar seu sonho, mas sem sucesso, e ela passou a noite toda com aquele sorriso. No outro dia, perguntou sobre o sonho, mas ela desconversou: “Sonhei com nada, impressão sua”. E assim, por vários dias, a mesma cena, o sorriso enigmático de uma Fadinha dormindo. Ora, mas ele era um Bruxinho, precisava buscar poderes para decifrar aqueles sonhos da amada. Um Mestre o ensinou: “Você precisa fechar os olhos para dormir exatamente no mesmo instante que ela, para haver um sincronismo, uma sintonia, e assim, quando ela começar a sonhar, você também sonhará junto, mas como um mero espectador, afinal, o sonho é dela”. Ele pensou se tratar de uma invasão de privacidade, mas por outro lado, lembrou-se de que se prometeram não haver segredos entre os dois, até porque ela podia estar em perigo, embora não fosse isso que o sorriso mostrava. Dito e feito. Deitaram-se, e fechou os olhos junto com ela. Ela começou a sonhar, ele também foi voando atrás no mesmo sonho, ela estava indo longe, muito longe, ele deixou que ela tomasse distância, pois não podia ser visto por ela. Dali uns instantes, a visão que ele não gostaria, até se arrependeu de tê-la seguido. Ela viajou, aliás viajava todos os dias, ao mundo físico dos humanos, à vida terrena materialista para ver um popstar famoso, um ídolo do planeta Terra, assediado por milhares e milhares de mulheres. Ela deixava o mundo encantado para visitar o mundo terreno, atrás de um sentimento improvável. A cena seguinte foi a pior, ele a viu nos braços do ídolo, trocando loucos beijos. Depois de ficar triste por uns momentos, se indignou: “Fadinha levada... passe pra casa agora”. Ela levou um susto: “Bruxinho... ai, ai.. você aqui? Não é nada disso que você está pensando. Eu posso explicar”. Ele respondeu: “Como assim?...Não é nada disso que você está pensando? Essa frase aprendeu onde? Nas novelas desse planeta? Usam muito essa frase nesse lugar. Vamos embora agora”. Subitamente acordaram juntos, ele veio logo à carga: “Não esperava isso de você, estou decepcionado. Por acaso, não atendo você? Quando fazemos amor você se mostra muito feliz... ou está virando atriz como nas novelas daquele mundo confuso?”. Com jeitinho, ela respondeu: “Seu Bruxinho bobo. Aquilo foi só um sonho, a gente não controla os sonhos, mesmo sendo Fadinha. Eles acontecem e pronto, a gente não escolhe. O que a gente escolhe é com quem vamos viver, e eu escolhi você. O sonho é uma ficção... e eu te amo de verdade. Vem... faz amor comigo de verdade!”. Ele atendeu, lógico... mas quando foi dormir, ficou sentindo uma coceirinha na testa, como se estivesse nascendo algo. E ele não dormiu, passou a noite acordado, pensando se haveria um jeito de amarrar no pé da  cama, a alma de sua amada, já que durante os sonhos, a alma passeia por aí.

20 comentários:

Claudete disse...

amei, puxa você foi encantador Bruxinho, rs, mas cuida de dar um jeito nesta Fadinha.Bjs

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Adorei essa estória amigo Carlos!
Uma fadinha,se relacionado com um bruxinho!Muitas vezes os sonhos são verdadeiras realidades.

abraços.
Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

✿ chica disse...

rssssssss...essa fadinha danada e o que nasceu na testa?rsrs abração,chica

Lis Fernandes disse...

Olá poeta!
Essa saga da Fadinha e do Bruxinho, não tem como não acompanhar. Li todos e sempre viajo com todos eles. rsrs.
Como estava blogando hoje já havia retribuído sua visita mais cedinho, mas como vi que tinha texto novo da Fadinha eu não resisti e vim novamente.
Essa Fadinha tá mesmo aprontando, mas tadinha dela é "sem querer querendo"! rsrs.
O Bruxinho precisa saber entender.
Muito bom, amigo poeta!
Adorei!
Beijos,
Lis

Dorli disse...

Oi Carlos
Que fadinha safada! isso também acontecem com os humanos, só que eles ou elas ficam aqui mesmo na Terra.kkk
Adorei
Beijos
Lua Singular

Anne Lieri disse...

KKK...Achei engraçada a coceira na testa!Essa fadinha!bjs e bom fim de semana!

Wanderley Elian Lima disse...

Muito bom. Que fadinha danada, consegui convencer o bruxinho que nada estava acontecendo rsrsrs.
Abraço

Fernanda Oliveira disse...

Boa noite amigo Carlos...
Estou amando essa estória, muito gostosa de ler, a forma com que a tem conduzido é sensacional...
Essa fadinha é danadinha hein, e o bruxinho tão ciumento, fica tudo muito legal!

Amei ler!

Beijos de sua amiga Fernanda Oliveira

Luconi Marcia Maria disse...

Carlos que delicia ler algo assim descontraído, alegre, eu adoro contos assim, contos de faz de conta, só tenho a agradecer por proporcionar momentos deliciosos a esta sua leitora, beijos Luconi

Jessiiiih =) disse...

rsrs essa fadinhaa
http://umagarotacitouu.blogspot.com.br/

Dorli disse...

Oi Carlos
Passando para lhe desejar um ótimo final de semana.
Tenho algo que você, com certeza, vai gostar.kkk
Beijos
Lua Singular

Vera Lúcia disse...


Olá Carlos,

Não pude deixar de rir. Que situação a do Bruxinho! E que Fadinha mais sapeca, hein? Traindo em desdobramento-rsrsrs.

Gostei demais!

Abraço e ótimo final de semana.

Evanir disse...

Carinhosamente passando para
desejar um feliz e abençoado Domingo.
Sem falar das saudades , que tenho no coração.
A vida tem dessas coisas de vez em quando
testa nossa fé e força para lutar.
Beijos no coração carinhos e afagos na sua alma.
Evanir.

Rita disse...

Carlos td bem faz tempo que não venho aqui, vejo vc sempre no face, mas vim para elogiar todo esse trabalho maravilhoso,parabéns por tudo que de bonito tem aqui bjuss com carinho
_______Rita!!!!

Rita disse...

Bom domingo com muita alegria!
Uma frase para seu final de semana

“Esquece esse lance de mudar por alguém. As pessoas que gostarem do seu jeito se aproximarão, e as que não gostarem se afastarão, é simples.”

____Renato Russo_____


✿*´*✿
((♥‿♥)))_(¯`:´¯)
.../█╲¸✿¯`•.•´
.._I.I_♥ ¯`:´¯ ✿✿✿____Rita!!

Arione Torres disse...

Oi amigo, adorei a fadinha! kkkk
Tenha um bom domingo e ótimo começo de semana, abraços!!

Dorli disse...

Oi Carlos,
Quero ler seus escritos e ouvir suas declamações.
Uma linda noite
Beijos
Lua Singular

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Carlos. Muito bom o texto!
A fadinha é levada sim!
Quantas desculpas ela arrumou!
Acredito que a nossa alma passeia por aí, sai do nosso corpo enquanto dormimos.
Vivenciamos muito do que sonhamos, é tão real porque estamos lá.
Se eu fosse o Bruxinho, ficava mais esperto...
Depois que a Fadinha tomou o gosto pela coisa, sei não...
Tenha um excelente setembro de paz!
Beijos na alma e tudo de bom!
Fique com Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nyce Pinto. disse...

Olá Carlos, tudo bem! Adorei a estória!!!
Ah!!! O mundo dos sonhos, tão real, tão mágico e infinitamente encantado! Fadas e bruxinhos! Sonhos e realidade... Tenha uma linda semana... Nunca deixe de sonhar! Abraços...

Marilu disse...

Querido amigo, essa fadinha é uma gracinha. Beijokas