ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

VAMOS BRINCAR?


Amor, deixe tudo pra lá, largue esses trecos.
Vamos brincar?
De boneca não... só se eu for o seu boneco.
De casinha, pode ser
porque meu sonho é morar com você.
Esconde, esconde? Não. Senão você some e eu não sei pra aonde.
Amarelinha talvez... eu fico no final esperando e lhe beijo mais uma vez.
Contar estrelas eu gosto,
mas não tem nenhuma linda igual a você, aposto.
Adivinhação?
A gente empata, porque sente
sabe o que o outro tem no coração e na mente.
Ah, gosto de pião... lembra meu mundo que gira por você.
Passar anel? Dou-lhe um com meu nome, no seu dedo quero ver.
Podemos brincar de roda
cantar cai cai balão, mas que você caia na minha mão.
Boca-de-forno, quem me tira? Você.
Me tire então, me leve.
Prefere romântica? Então vamos de “branca de neve”,
eu vou ser o príncipe encantado
que chega num cavalo enfeitado e desperta você.
Papai-mamãe também é boa, mas tem que ser escondido.
Desculpe, amor, é você quem me deixa assim... tão atrevido.
Vamos brincar de uma coisa qualquer;
para um homem e uma mulher,
qualquer uma é prazerosa
só não quero brincar de uma brincadeira chata...
que quase me mata: “ o cravo e a rosa”.

25 comentários:

Luciana P. disse...

O Cravo e a Rosa nem pensar, rsrsrs. Nem me fale, ainda mais que o cravo vai pro hospital, e de hospital estou querendo distância. Meu marido acabou de fazer uma cirurgia e está em casa se recuperando. Prefiro uma brincadeira mais leve, que faça sorrir muito ou até gargalhar, de preferência que energize todos os sentidos, hahahaha, especialmente os palatais, rsrsrs...
Adorei a delícia do post.


Ah, e concordo contigo discordando do colunista do Estadão. Sofre quem leva o fora e não quem deu. Esse, só se for de peso na consciência, mas passa logo. Pobre é de quem levou, esse sabe o quanto dói.

Beijos, Carlos

Wanderley Elian Lima disse...

Ótimo e criativo Carlos. Usar as brincadeira de criança para fazer uma bela declaração de amor.
Forte abraço

M. Nilza disse...

QUE LINDA BRINCADEIRA CARLOS!!

O joguinho de palavras foi perfeito!!
Beijos

claudete disse...

Que lindo! adorei a maneira inteligente como você nos brinda: perfeita integração entre nosso folclore e sua porção mágica amorosa! Como o amor é lindo!!!!

Sonhadora disse...

Carlos

lindo como sempre e com humor...adoro ler-te.

beijinhos
sonhadora

Bia Maia disse...

Carlos!

Adorei o texto....e realmente, NADA de cravo e rosa, hein??Rs!!

beijos!

Bia


"O cravo brigou com a rosa,
Debaixo de uma sacada,
O cravo saiu ferido,
E a rosa despedaçada.

O cravo ficou doente,
A rosa foi visitar,
O cravo teve um desmaio,
E a rosa pô-se a chorar."

Camille Simeone e Estella Lopez disse...

Carlos...adoramos...seu blog é bem autêntico...nós não lhe conhecemos, é verdade, mas é o que transparece...também voltaremos ao seu! bjs Camille Simeone e Estella Lopez
blog: so.vc.tem.zip.net
e-mail: aqui.so.vc.tem@hotmail.com

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Não falei, Anita, meu bem, que a poesia tinha sua carinha? Você gosta de brincar,eu sei. Isso também é sintonia. Se sou sua mais perfeita ousadia, você é minha melhor poesia,Beijos.Multiplica aí

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Obrigado,Luciana.O cravo e a rosa é uma triste cantiga de roda.
///
Wanderley,o amor tem que ser assim:eterna brincadeira. Um abraço
///
Brincar com as palavras exatalando o amor,é sempre bom, M.NIlza. Beijos
///
Sim,Cludete, eu sempre via poesia nessas cantigas e brincadeiras antigas
///
Sim,Sonhadora, amor e bom humor caminham juntos.Bj
///
Pode deixar Bia, nada de cravo e a rosa.Bjs
///
Oi Camille e Estela.Que bacana.Voltem mais.Beijos

Everson Russo disse...

Meu amigo poeta, voce é simplesmente genial, deu uma tonalidade infantil ao texto, mas com dois adultos loucos por brncar, ao menos foi essa a minha ideia, gostei muito do "esconde esconde não, senao voce some e eu não sei pra onde", muito bom isso, no fundo no fundo retrata o amor, tipo, ahhhh não vai senão eu fico só...rs..rs...gostei muito da inocencia misturada com alguns toques de maldade...rs..rs..rs...faltou o brincar de medico...rs..rs...abraços e um belo dia pra ti.

Pena disse...

Admirável e Fantástico Amigo:
Um soberbo texto, onde as emoções infantis são, brilhantemente, escritas.
Preenche o leitor com a sua magia e profundeza de Menino/Homem extraordinário.
Ao lê-lo vejo um menino precioso repleto de encantos de mais pequenino.
É Perfeito e sensível, amigo notável e GIGANTE.
ENORME!
Abraço agradecido pela honra da sua amizade.
A sua escrita enternece e sensibiliza dada a beleza.
Cada vez, com maior admiração significativa por si e pelo que escreve com talento.

pena

Bem-Haja, precioso amigo de bem.
Adorei!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Everson, o "brincar de médico", eu pensei sim, só que disfarcei no papai-mamãe. Você pegou muito bem,inteligente e sensível que é, entendeu muito bem a intenção do texto. Infantil, mas nem tanto. Maldoso, mas nem tanto. Penso que amar devia ser sempre assim: brincando. A gente sabe que é difícil, mas que seria mais gostoso,seria. Um abraço e ótimo dia e obrigado pelas palavras.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Pena.Sempre com seu comentário contundente e acolhedor. Obrigado, amigão, me emociona sempre. É por aí mesmo: um fusão de homem/menino.Como eu disse ainda na terça,estou numa semana bem bipolar, mas seja qual for o extremo do dia,será intenso. Mais u ma vez obrigado, exagerado amigo. Um abraço

Maria Bonfá disse...

que lindo ! amei ! muito criativo..parabens..uma declaração de amor é sempre bem vinda e dessa forma única é bom demais..beijão

Felina Mulher disse...

Carlos, brincar de ser feliz,adorei amigo.A criança de dentro brincando com seu amor . Uma criança puxa outra!
Deixo aqui minha leitura e a confirmação do merecimento do teu belo texto.

Beijos e um lindo dia, de preferencia com mts brincadeiras.

S.C. disse...

Que lindo!

apaixonante...

um beijo =)

mundo azul disse...

__________________________________


Muito criativo o seu poema, Carlos!!!

Gostei! Que o seu amor seja uma eterna brincadeira, repleta de luzes e risos...


Beijos no coração!

_________________________________

Sandra Botelho disse...

Ah que lindinho...
Que fofo...
Amei!
Bjos meus!

~❤ ~º♥º ~Graciete ~º♥º~❤ ~ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BANDEIRAS disse...

Oi amigo,

Brincar de ser feliz é tudo de bom...

Só não quero brincar de Tom & Jerry, brigas nem pensar ! Fiz um acordo com meu eu para este ano : não quero brigas com ninguem.
Mas de resto, brinco de qq coisa...


Lindo texto,

Bjs e obrigada pela visita.

Majoli disse...

Que encanto...apaixonei.

Anita que se prepare que seu príncipe está chegando...rs.

Ficou linda sua poesia meu amigo.

Beijos no ♥

rosa-branca disse...

Olá Carlos, gostei da brincadeira, mas gostei mais ainda da declaração de amor da Anita. Poeta você é um felizardo, que seja muito feliz e já agora continue brincando. Beijos

Elaine Barnes disse...

Essa foi a maneira mais pura de declaração de amor que já vi rs...Muito linda a forma de dizer que ama alguém e que quer casar com ela. Ficar junto sem desgaste como se brincasse de pintar esse amor numa tela. Amei amigo e é por isso que ofereço a você um prêmio. Fique a vontade para aceitá-lo.Eu não sei lidar com regras,mas,acho que cada um deve fazer como quiser ok!? Está nos amigos e mimos da coruja.MOntão de bjs e abraços
http://amigosemimosdacoruja.blogspot.com/

~❤ ~º♥º ~Graciete ~º♥º~❤ ~ disse...

Que linda brincadeira amigo, seja ela qual for, e a brincar mesmo há distancia sempre se vai namorando da sua amada.
Eu adoro a simplicidade que você compões seus poemas, é sempre um prazer vir aqui.
E quanto aos meus poemas os dos amores é só blaf, porque sou casada há 37 anos e agora sou mais feliz, porque fiz o meu percurso ao contrário.
Ou seja comecei a amar de traz para a frente, os que mais me magoam foi a separação que me fizeram da minha querida neta, a única e nos separaram já vai para quatro anos, só nos vimos de vez em quando.
Mas um dia tudo passará, beijinhos de luz meu amigo.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Entendi, Graciete e lamento essa parte de perder as netinhas.Obrigado por suas palabras tão boas.Beijos