ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

CONTROLANDO E CONTROLADO...




Quando criança
controlava pipas e balões... hoje aviões.
Antes enfeitava praças e avenidas... agora corações.
É fácil ser criança.
Difícil é ser adulto quando a criança não sai da gente.
Mas isso não é ruim.
Sigo colorindo o céu com máquinas voadoras
e sorrisos com poesias sonhadoras.
Nem sempre em céu de brigadeiro,
porém, nunca deixei de sonhar, de lutar.
Até brincava na chuva.
Hoje ela me assusta, talvez pelo ofício,
mas é muito fácil e excitante lidar com o difícil.
Contemplando o horizonte rasgado por aviões,
entre o ofício e o dom
percebo o quanto é bom ser um pouco de tudo
desde que seja empinando a linha da liberdade
tratando esse mundo com carinho
como se fosse a um balão,
sabendo que Deus fez o céu infinito
porque os sonhos também são.
Cabe a nuvem e cabe o sol,
a poesia e o avião.

7 comentários:

✿ chica disse...

Tudo cabe na poesia da vida,Carlos! LINDO te ler! abração! chica

Dorli Ramos disse...

Oi Carlos,
O menino passarinho está sempre a sonhar, com a pipa ou a avião vive sempre a divagar.
Divaga suas emoções que enche nosso coração de alegria e amor.
Parabéns Carlos
Muito sucesso para você.
Beijos
Dorli

Toninho disse...

Muito lindo Carlim este jogo perfeito das emoções.
Uma nobre e bela função de responsabilidade, mas
que ainda assim tem poesia com o olhar de poeta.
Aplausos amigo.
Saudações celeste.
Meu terno abraço.
Anda por GOVAL? Admirando o Ibituruna?

Ivone disse...

Que lindo ler aqui, poetizando sua vida, pilotando aviões, acho que é uma das mais excitantes profissões!
Adoro viajar e entrar em um avião, me sinto segura, acho que sempre hei de confiar nos pilotos!
Tenho um amigo que é piloto e sempre digo à ele que fantasio a vida dele, sempre lá no alto, e ele me responde que, não tem dia e nem hora, já largou a família no meio de uma festa,rsrs, pois é, a vida é mesmo assim, tudo tem um lado bom e outro ruim, precisamos nos equilibrar para viver bem e feliz!
Mas lhe digo, amo ver e saber que as pessoas são felizes, nossa, é gratificante e lhe desejo sempre que tenhas lindas inspirações em suas lindas profissões!

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, amigo Carlos!
De fato, tudo do mundo infantil sadio assimilar-se com os quereres e gostos de Deus...
Bjm muito fraterno

Cidália Ferreira disse...

Lindo Poema, Carlos. Fantástico.

Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Querida amiga, Ivone. Obrigado. Só esclarecendo, não sou piloto, mas controlador de voos, uma profissão igualmente bonita e charmosa. Abraçãooooo.