ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 31 de julho de 2015

O AMOR E A AMORA




 
Coitadinha da amora...
Acordou um dia pensando que era flor,
e resolveu ir à luta,
foi procurar o amor
Expôs-se   feliz à luz da aurora,
mas  passarinho não quis a fruta,
foi procurar verdadeira flor.
Coitadinha... e agora?
Chora e chora.
Vida inglória!
Anda roxinha de tristeza.
Mas se eu contar minha história
debaixo do pé de amora
Tenho  certeza...
você também chora.
 =

Recordando esse poema engraçadinho, só para fazer uma  pequena correção, uma justiça à amora, pois no poema parece que o Beija-Flor a esnoba por ela não ser flor, mas não é bem assim, e eu pra não ficar como “poeta malvado” venho esclarecer. Acontece que o Beija-Flor é um pássaro que se alimenta muito, ele precisa disso, não só para se manter, mas para colaborar ativamente na manutenção da flora, levando pólen e néctar daqui para ali e vice-versa. Tirando as influências do homem, a natureza é perfeita, vejam que exemplo:  O Beija-Flor, evidentemente a não ser na hora que vai dormir, pode morrer se for impedido de bater as asas por dez segundos, mas ao mesmo tempo ele necessita de descanso, então ele procura a amora que a única que não tem flor, ou seja, ele não vai ficar sugando-a (ou beijando-a, como queiram chamar), e assim faz esses descansos rápidos por oito ou dez segundos que seja. Portanto, na sabedoria da natureza de Deus, a amora é muito importante sim para o Beija-Flor, ela é seu porto seguro, é onde ele descansa suas asas na lida do dia. Ele sabe disso... e ela também. É a natureza nos passando exemplos, pois isso serve também para nossas vidas, todos nós somos importantes nesse mundo aos olhos de Deus. O Beija-Flor reconhece a importância da amora porque os bichos são puros, mas não espere reconhecimento das pessoas, valorize-se antes, faça a sua parte, pois Deus, assim como olha para o Beija-Flor e para a amora, olha também para você.




=
(  imagem latina.com.br )


7 comentários:

Ivone disse...

Que lindo, me lembrei do meu irmão quando conta as observações que ele faz sobre a natureza,ele é pisciano também assim como nós, pois é tenho memória de elefante,rsrs acho que é próprio de pessoas piscianas que observam e muito tudo o que acontece a nossa volta e também as distantes!
Ele me conta tantas coisas sobre os animais, as flores que até posso dizer que os meus interesses são ativados e isso é muito bom!
Amigo poeta, tens uma sensibilidade que me comove, acho isso tão lindo, tão peculiar de almas elevadas, a sua com certeza é!
Sempre que venho aqui me lembro de algo que aconteceu comigo, sei que há essa linda afinidade!
Deixo abraços bem apertados, pois se eu me empolgar escreverei comentário longo demais,rsrs!

Cidália Ferreira disse...

Olá Carlos

Que poema de um fruto maravilhoso, fantástico... Adorei

Beijinhos, bom fim de semana

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ricardo e Regina Calmon disse...

Belo e intenso, mininu poeta!

Abraços de nós dois!

viva la vida!

ॐ Shirley ॐ disse...

A natureza e os animais são perfeitos, mas, o ser humano, nem tanto...
Eu não sabia sobre a amora e o beija flor.. Valeu, Carlos!
Beijos!

Andre Mansim disse...

Que lindo Carlos. Bem lúdico, cheio de lembranças boas da infancia!
Gostei amigo!

Lilly Silva disse...

Que lindo Carlos!!!
Simplesmente amei ler!!!
Beijos e beijos caro poeta

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Carlos estava saudosa de tua casa, eu virei a vida de cabeça pra baixo, e fiquei sem tempo, hj decidi que iria postar e visitar amigos, olha só lá foram as horas de sono, mas valeu a pena, olha só o poema lindo e puro que fez e ainda elucidou de forma simples com uma senhora mensagem, parabéns bjos Luconi