ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

segunda-feira, 27 de julho de 2015

LIBERANDO VULCÕES




Receba esse rio quente
que agora derramo em você.
É o resultado do amor da gente
que faz tudo ferver.
Comparo esse amor a um vulcão nervoso
que derrama sobre a terra seu gozo,
uma lava quente
que leva o que não podia mais prender.
Como o vulcão, a gente também repousa,
mas ousa começar de novo a ferveção,
e no auge da erupção
recebe mais uma vez esse rio quente
que derramo em você,
resultado do calor que se fundiu entre mim e você...
como é bom nosso vulcão ferver!

9 comentários:

Arte & Emoções disse...

Olá Carlos! Belo e profundo poema! Dotado de uma boa dose de sensualidade.

Abraços,

Furtado.

Cidália Ferreira disse...

Hummm Que bonito e sensual poema! De verdade que amei. Parabéns :-)

Beijinhos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Dorli Ramos disse...

Nossa Carlos!
Quanta sensualidade no seu belo poema!
O vulcão entra em erupção por um bom tempo, depois ele fica morno e já cansado adorme e vem as dores.
Portanto, temos que aproveitar nossa vida de glamour!
Beijos no coração
Dorli Ramos

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

O explicitamente belo!
Beijo, poeta...

© Piedade Araújo Sol disse...

Carlos

hoje você escrevem bem sensual....

uma boa semana e um

beijo

:)

Nelma Ladeira disse...

Um lindo poema!
Realmente muito sensual,adorei.
Beijinhos.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Carlos.
Um poema sensualíssimo, que por metáforas entendemos muito bem o que o poeta quer dizer!
Quanta volúpia, desejo maravilhoso, aliado ao amor, melhor ainda.
ADOREEEEEEEEEEEEEEI!
Obrigada por seu comentário nos espaços onde estou, fico muito feliz!
Tenha uma semana de paz!
Beijos na alma!!!!

Estrela disse...

Hummmm!...
Bem caliente. Beijos,amigo!

Edjane Cunha disse...

Lindo demais!
Quente e vibrante
bjsss