ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

GRATIDÃO: DOM OU OBRIGAÇÃO?


Acho que todo mundo conhece a passagem em que Jesus curou os dez leprosos, e que somente um deles foi até Jesus para louvar. Jesus perguntou: “Não foram dez os curados? E onde estão os nove? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro? E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou.". O Mestre conhecia a fundo a ingratidão humana, e mesmo assim se indignou com o procedimento dos outros nove ex leprosos, justamente por estarem sendo ingratos para com Deus. E quando Ele diz ao único grato: “Tua fé te salvou”, não se refere somente à terrível doença, afinal os outros nove também foram curados, mas Se refere principalmente às feridas da alma que acomete os pobres de espírito. Os outros nove seguiram suas vidas normalmente, inclusive como religiosos, mas não aprenderam um dos princípios básicos cristãos que é a gratidão, não como obrigação, pois é mais bonita quando é um dom. Imagino que Jesus só se indignou por causa da ingratidão porque se referia a Deus, a Quem devemos ser gratos sempre, mas Ele e outros sábios da história que estiveram próximos de Sua perfeição, ensina-nos um outro modo de lidar com a ingratidão: “Fazer o bem sem olhar a quem “. . . “ Que sua mão esquerda, não veja o que sua mão direita faz”. Temos a velha e errada mania de ajudar as pessoas esperando reconhecimento, alarde, euforia, e quando não recebemos a gratidão, nos irritamos, e às vezes até nos arrependemos de ter ajudado. Quando fazemos isso estamos nos nivelando aos ingratos, estamos sendo como eles. Dar, ajudar, proteger, servir, tem que ser com o coração... e não podemos nos colocar em posição de superioridade só porque estamos ajudando, ou só porque o outro está fragilizado e necessitado, essa é justamente a hora de nos colocarmos em posição de igualdade, de fraternidade. Se depois o ingrato não vem até você, não se importe, não olhe para trás, sua grandeza é irretocável, enquanto ele permanecerá ingrato, pobre espiritualmente, o ingrato sempre cai de novo, mas isso, é um problema somente dele e da vida, e ela se encarregará de cobrá-lo, e é ela que vai retribuir àquele que o ajudou, pois essa é uma lei existencial, somos como o bumerangue, o que a gente lança, a gente recebe de volta da vida. Para encerrar, ao contrário do perfil de grandeza que os humanos criaram, a verdadeira grandeza é a humildade, os grandes nomes da história, começando por Jesus Cristo, foram pessoas humildes... grandiosos em suas obras, mas humildes. Que Deus me dê não somente a condição de poder ajudar... mas principalmente o dom de saber ajudar. Mas sei que preciso melhorar, ainda não aprendi a lidar com a ingratidão

11 comentários:

Dorli disse...

Oi Carlos,
Li atentamente seu texto e sempre soube desde criança que dificilmente recebemos benefícios da pessoa que ajudamos; mas a gratidão vem de outras formas: saúde,inteligência, bons empregos, etc...E eu tive tudo isso, portanto sou feliz, apesar que tem pessoas que não gostam de ver nossa felicidade, mas Deus nos protege.
A minha postagem de amanhã será oferecida aos meu leitores.
Obrigada
Beijos
Lua Singular

Orvalho do Céu disse...

Olá, Carlos
É Dom!!! Pede e Ele lhe concederá... Ele é muito bom e não podemos nos esquivar da ingratidão...
Bjs fraternos de paz e bem

Jorge disse...

Não creio que a gratidão seja um dom. É uma conquista do homem no seu esforço moral do dia-a-dia. E este esforço é a humildade, porque só os humildes sabem ser gratos e principalmente sentir gratidão.

Um grande abraço, Amigo Poeta!!!!!

Vera Lúcia disse...


Olá Carlos,

Somente as pessoas generosas e humildes sabem expressar a gratidão. É um sentimento que afaga quem doa, mas dispensável, pois quando fazemos algo por uma pessoa este ato deve ser espontâneo e jamais visando qualquer retorno ou reconhecimento. Ainda não evoluímos o bastante para sermos tão desprendidos, mas é um aprendizado importante para a nossa evolução. Como o próprio Cristo recomendou, devemos fazer o bem sem alarde e com o cuidado de não humilhar quem recebe uma ajuda.
Certo é que o próprio Universo se encarrega de nos devolver, às vezes até em dobro, todo o bem que fazemos.

Ótimo dia e excelente semana.

Abraço.

Carla Fernanda disse...

Vivendo e afinando o nosso instrumento amigo!
Mandou bem.

Beijos

Mari Rehermann disse...

Bom dia meu amigo, acredito que a gratidão seja mesmo um dom, algo que é natural em nós...e nos faz um bem danado, não é mesmo?? Feliz é quem sabe ser grato a tudo e a todos, pois a vida, por mais difícil que seja, é uma dádiva de Deus, uma oportunidade incrível, uma bênção dos céus!! Gratidão pelas lindas palavras...

Luz e paz!!
Beijos!!♥

Élys disse...

Oi, amigo, de fato uma das melhores virtudes é a gratidão. Infelizmente existem pessoas que ainda não perceberam que tudo que damos à vida certamente receberemos de volta.
Um abraço.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia amigo
Hoje apresenta-nos a história desse Homem encantador que é Jesus.
Repensando na imagem dos leprosos curados, mas somente um voltou para agradecer e fico pensando se tantos dias eu não me perdi ao lado do nove

Tantas curas que recebemos e muito pouco agradecemos...

* Edméia * disse...


*Carlos, confesso que é MUITO

DIFÍCIL pra mim ser uma pessoa

HUMILDE !!! Fui educada em meio

à pessoas soberbas, arrogantes e

exercito-me diariamente,

frequentemente para eu DEIXAR DE

SER assim !!! Quanto à GRATIDÃO

... bem, essa lição já aprendi !

*Sou MUITO e ETERNAMENTE GRATA

a DEUS e às pessoas que me

auxiliaram em momentos de

desespero , momentos difíceis !!!

*Meu amiguinho, tenha uma

boa semana de trabalho ao lado

dos teus !

*Fiques com DEUS.

*Um abraço.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Carlos.
Prestei bastante atenção ao seu belíssimo e emocionante texto.
Adorei o exemplo que deu.
Acredito que somos tão imperfeitos, que temos a necessidade do reconhecimento do que fizemos, mas você tocou em um ponto interessante demais, que é a HUMILDADE!
Precisamos tê-la e o bom é que você reconheceu que ainda falta muito para você, assim como creio que para todos, para mim.
Tem horas que nos sentimos superiores e não fraternos, é feio, mas é verdade.
Devemos lutar ao máximo contra isso e buscar o verdadeiro ensinamento de Jesus.
Mais uma vez me senti muito bem ao ler você, pois não é uma pessoa hipócrita!
Beijos da sua amiga que te ama!
Fique com Deus!

Marisa Giglio disse...

Carlos ,

Humildade é a lição deixada por Cristo .
Sendo humildes somos generosos de coração e , com certeza , semeamos , através de nossas ações , o amor que Jesus nos ensinou .
Beijos