ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O HOMEM OU O POETA? ( ERA UMA VEZ... UM TEXTO SEM FIM )


Esse texto é uma grande indagação resumindo várias outras. Vai ser mais um texto com frases terminando com ponto de interrogação do que com exclamação ou ponto final, eu prefiro reticências, porém mesmo preferindo reticências, prendi-me à algumas perguntas. Bem, pelo menos posso fazer uma afirmação: Ser poeta é muito bom! Isso nos faz não melhores, mas diferentes, diferenciados, e chega a ser um charme. É como ter uma segunda pele, uma segunda identidade. O poeta e o homem em um só. Mas até onde o poeta ajuda o homem? E até onde atrapalha? E pelo outro lado, até onde o homem ajuda o poeta? E até onde atrapalha? Qual deles prevalece? Ou existe um equilíbrio? É possível ser 50% para cada lado, ou de vez em quando um se atreve e passa a linha do outro? Até que para essa pergunta, eu tenho a resposta. O poeta é mais “moleque”, mais ousado, mais desobediente, e ultrapassa quase sempre a linha do homem, e assim, o homem não pode viver uma vida normal, de pés no chão, porque o poeta não deixa. O homem tenta ser como todos os outros que gostam de futebol, de carros, de clube, pagam contas, namoram, casam, trabalham etc etc. Mas não tem jeito, o molequinho do poeta não deixa. Epa! Olhá só eu tomando partido e tentando dizer que o poeta é um grande vilão. Como vilão, se ele é o grande charme do homem? Se o homem não vive sem o poeta? Seria possível ao homem dizer que vai deixar de ser poeta? Meu Deus! Que confusão! Não, não estou tomando partido, talvez seja meu lado poeta tentando invadir a linha do Carlos homem, ou o Carlos homem tentando reprimir o Carlos poeta. E para provar que não estou tomando partido, quero dizer que o homem também invade a linha do poeta, limitando seus voos, seus sonhos, seus passos mais largos. O poeta é o balão, e o homem é a cordinha que segura o balão. Tudo bem que não se pode soltar o balão que ele some no espaço, mas às vezes, a cordinha é bastante chata. Às vezes até chego a pensar que o poeta, nessa junção de identidades, é o que mais sofre, porque a sociedade pensa que precisa somente do homem, que o lado do poeta é até bonitinho, sonhador, mas pouco soma. Mas quem vai dizer as coisas belas à sociedade? Não é o poeta? Quem vai amenizar as coisas ruins desse mundo, duro, calculista, indiferente, surdo e mudo, e que usa viseiras como um burro para enxergar num sentido só? Meu Deus! Que confusão! Parece que estou tomando partido de novo, agora fazendo parecer que o homem é o vilão, e não existe vilão entre as pontas do cordão dessa existência dual, mas um coração buscando o equilíbrio como já foi no passado. Pensando bem, será que algum dia foi? O homem perdeu muitas coisas por causa do poeta... e ganhou também. O poeta perdeu muitas coisas por causa do homem... e ganhou também. Preciso definir melhor o que é perda para mim, e se o homem tiver que invadir a linha do poeta, que não seja empurrado por terceiros, mas naturalmente, como é o poeta quando invade a linha do homem, que deixem o balão voar e escolher o lado para onde o vento estiver melhor. Outra curiosidade desse texto é que ele é um texto sem fim, como um círculo viciado e vicioso. Eu ficaria meses sobre essa mesa, e não o terminaria. Cervantes, disse uma frase interessante: “ A maior loucura que um homem pode cometer, é deixar-se morrer”. Estive por várias semanas tentando escrever esse texto, não conseguia começar, mas acho que essa frase foi o ponto de partida. Parafraseando Cervantes, eu diria: ‘A maior loucura que um homem pode cometer, é deixar morrer em si a poesia’. Porque se o homem morrer fisicamente falando, naturalmente a poesia morre junto, mas se a poesia morrer antes, o homem estará morto em pé. “Você voa demais, parece um balão, se a gente não segurar a cordinha, sai voando pro espaço”. Há muitos anos achei essa frase engraçada... hoje nem tanto. Que me desculpem o Carlos homem e os terceiros que o empurram para o lado de cá, mas não sou louco de deixar morrer a poesia em mim. Alguém pode perguntar: “Qual deles você prefere ser?”. Ah, para essa pergunta eu tenho resposta: Prefiro ser o Carlos poeta.

31 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Carlos. Poeta e homem se confrontando aqui nesse texto.
A sociedade não valoriza o poeta, frase muito certa, prefere os famosos, mas se pegarmos um poema nosso e assinarmos como um famoso, a sociedade se curvará.
Essa é a sociedade hipócrita, que não valoriza o desconhecido em sua maioria.
Creio, que o homem não deve ser totalmente sonhador a ponto de não ter dado de realidade.
Assim, como não deve ser totalmente realista, a ponto de não deixar a poesia entrar em sua vida.
O poeta observa com os olhos da alma algo que ninguém mais o faz, uma vez que sua alma é muito sensível.
Poeta pode não escrever, mas pode sentir e transmitir a beleza, a tristeza do que se lê e ouve..
Há de se ter o equilíbrio, sempre!
Não gosto de pessoas convencidas, estas para mim, não são poetas!
Beijos na alma e fique com Deus!

Regynna disse...

Só poderia ser a tua "alma gêmea" que aqui vem deixar um beijo, um só não, um montão de beijos pela sensibilidade deste texto. Sensibilidade, sinceridade,amorosidade, ternura, (porque o que não falta aos poetas é ternura)e coragem. Coragem de afirmar que prefere o poeta ao homem neste mundo frio em que vivemos. Eu também e por isso assino embaixo!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Obrigado, Patrícia Pinna. Felizes somos nós que temos o dom de fugir da vida normal de vez em quando. Gostei muito do comentário, amiga. Fica com Deus.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Regynna, definiu bem, é preciso ter coragem, amiga, e firmeza nesse caminho que para muitos parece torto, mas que é tão definido dentro do poeta.

Cristina disse...

El poeta se anima a expresar todo lo que el hombre no puede o no quiere.
El poeta se anima a soñar, mientras el hombre mantiene los pies en la tierra.
Yo creo que el equilibrio está en ser un hombre con corazón de poeta y dejar que fluyan nuestros sentimientos cuando es necesario.
Mi querido Carlos,espero que el traductor no me haya confundido, te dejo un fuerte abrazo.
Bonita jornada!

Cristina disse...

PD: lindo Papá Noel!

Zilani Célia disse...

OI CARLOS!
ATÉ PORQUE, SENDO POETA NOS É PERMITIDO SONHAR E FALAR DESTE SONHO, SEM SER CHAMADO DE LOUCO, APENAS DE "POETA", MALUCO TALVEZ, MAS, POETA... E LÁ VOU EU CAIR EM TUA ARMADILHA, O QUE É MELHOR SER POETA OU "NORMAL", BEM, VAMOS ESCREVENDO E DEIXANDO OS OUTROS SE ENCARREGAREM DESTAS RESPOSTAS.
MAS, TEMOS UMA VANTAGEM QUANTO AOS OUTROS MORTAIS,MORREREMOS, COMO TODOS, MAS, O QUE DEIXAMOS ESCRITO, JAMAIS...
MUITO INSTIGANTE TEU TEXTO.
ABRÇS
zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Mui bueno, Cristina. Siempre. besos

Vera Lúcia disse...


Olá Carlos,

Seu indagador texto é fantástico.
O homem e o poeta formam um casamento indissolúvel, creio eu. Um não sobreviveria sem o outro. Na verdade, poesia existe em todos nós, mas somente os poetas possuem o dom de bordar palavras, nelas tecendo beleza, sonhos e sentimentos.

Pelo visto, você já incorporou o papai-noel (rsrs). Ficou legal!

Meu abraço.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Obrigado, pelo belo comentário, Vera Lúcia. Fiquei até simpatiquinho como Papai Noel, né?

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

A obra sempre fica, amiga Zilani. isso é muito bom saber. Obrigado.Abração.

Maria Cristina Gama disse...

Nossa, Carlos, é um textos mais belos que você já escreveu... Estou sem palavras, acho que você usou todas aqui, deixou-me sem um vocábulo poético qualquer para expressar tamanho sentimento que me invadiu ao ler você...

"O poeta é o balão, e o homem é a cordinha que segura o balão."

Difícil é juntar homem e poeta... Às vezes, temos o poeta, mas não o homem, outras vezes o homem que não é poeta... Seria muito bom se os dois fossem os mesmos, pois é difícil falar de amor, de saudade, de admiração sem a poesia...

Quem é poeta sente falta de quem lhe entenda, quem leia as entrelinhas, de quem dê formas às nuvens e solte um pouco a cordinha para estar lá no meio delas...

O poeta consegue pôr estrelas no dia e o sol na noite, consegue abraçar a lua e ainda sobra espaço...

O homem poucas vezes olha para o céu para contemplar as estrelas, a não ser que seja para ver se o tempo vai piorar ou se o sol vai sair para ele pegar uma praia... E a lua? Essa está lá pendurada, fazendo malabarismo e ele nem vê...

Por isso digo, é bom ser poeta, pois ele nunca morre, a não ser que morra antes a poesia, mas se a poesia morrer antes, é porque ele sempre foi apenas um homem brincando de "poetar".

Tenho medo de morrer assim, deixando os meus versos morrerem... Parece que estão no momento em uma U.T.I, presos a aparelhos, sem voz, sem força...

Mas ainda pulsam, ainda há esperança.

Com carinho...

Chris Amag

Evanir disse...

Calos,ficou lindo de papai ,Noel
sem dizer um papai Noel novinho e.
Lindo texto amigo .
zilani,tem toda razão sendo poeta é permitido sonhar.
Beijos no coração um lindo final de semana,,Evanir.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Cristina Gama, sinceramente não acredito que a poesia está na UTI em você, pois escreve lindamente, tenho certeza que esses pulsos vão reagir e ainda vai poetar muito. Analisei muito o que disse acima, acabou se encaixando com o que escrevi, ao mesmo tempo que me reforço como poeta, faço pequenas queixas como homem também. Repito o que você disse: bom seria que os dois fossem iguais, seria bom até mesmo para quem carrega as duas peles, e aquelas pessoas que o cercam, seriam felizes também. como falei, é um texto sem fim, quanto mais se fala, mas coisas aparecem pra falar. beijos, minha culta amiga, minha poeta amiga.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Amigona Evanir, bom voc~e aqui. Pois é, resolvi brincar de Papai Noel com essa cara lavada rs rs. Abração, amiga.

Maria Cristina Gama disse...

"bom seria que os dois fossem iguais, seria bom até mesmo para quem carrega as duas peles..."

SIM, A MESMA PELE... BOM SERIA SE FOSSEM AS MESMAS PESSOAS...

Janita disse...

Carlos, ser poeta é um dom que permite ao homem ser um ser humano melhor, diferente e ter a capacidade de sonhar sonhos interditos àqueles que apenas são homens! Acho que ná há uma necessidade imperiosa de haver uma distinção entre ambos, que um prevaleça sobre o outro ou que atrapalhe seja em que sentido for. A coexistência pacífica entre homem e poeta só engrandece e completa os dois. Tu foste dotado com essa capacidade, aproveita-a e vive-a intensamente.
Sê feliz, poeta menino-beja-flor e agora Papai Noel, também?
Xiiii...

Beijinhos, querido amigo.

Janita

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Entendeu e eu entendi.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Amiga Janita. Entendi bem suas palavras, e concordo, amiga. mas enquanto o home e o poeta "brigam", investi Papai Noel rs rs. beijos, amiga.

MARILENE disse...

Dois lados de um ser que tem sensibilidade e gosta de se manifestar através de palavras. Uma união de beleza onde, nem sempre, o coração segue a razão e vice versa. Tem razão, poderia continuar o texto, sem o ponto final. Não lhe faltariam argumentos e inspiração para desenvolvê-lo mais e mais. Bjs.

Secreta disse...

"Ser poeta é ser mais alto..."
:)
Beijito.

Fernanda Oliveira disse...

Rsrsrsrsrs, Nossa amigo Carlos que show você deu agora. Aplausos,nesse momento te imeginei em um teatro declamando esse lindo texto, digo isso com muita sinceridade e expontânedade. Lindo, sensível exepcional seu texto como sempre. Mas esse teve um diferencial, espero continuar lendo seus magnificos textos. Quero agradecer sua ilustre visita. Beijos! Fernanda Oliveira

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Fernanda, obrigado, menina. Ilustre também é sua visita ao meu blog. Você acertou, parece mmesmo um texto aser declamado num teatro. Beijos, amiga.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Concordo, Secreta. beijito.

Anne Lieri disse...

Carlos,dá prá entender porque demorou prá começar esse texto!Muito profundo e mexe com a gente!Tb já pensei nisso mas,agora pude refletir melhor sobre a poeta/menina e a mulher.No fundo seria bom se todos nós fossemos apenas poetas!Adorei te ler e tb ficou muito legal sua foto de Papai Noel!bjs,

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Vindo de você, Anne, tão abnegada educadora, só me envaidece. Esse Papai Noel está é engraçado isso sim. beijos, amiga.

luna luna disse...

Talvez os poetas sejam uns sonhadores o materialismo fica para trás e a maioria dos seres não lhes dão valor e nem os entendem
beijos

Estrela disse...

Seja sempre o poeta que é capaz de ver e alegrar nossas almas, abrilhantando nossos caminhos com doces palavras.
Bjão!

* Edméia * disse...


*Carlos, bom dia !!! :))

*Primeiro, quero te agradecer

pelo teu comentário lá no meu

amado *Caderninho !!! :)

*Carlos, comentando este teu

texto ... olha, acredito mesmo

que você prefere ser o "Carlos

poeta" ! Todavia, lembre-se que

TUDO NESTA VIDA TEM O SEU PREÇO !

Falo isso porque meu pai era um

sonhador , um amante das letras

... ele remava contra a maré e ...

tanto ele quanto nós (minha mãe,

eu e meus irmãos ! ) pagamos um

PREÇO ALTO por isso !!! *Acredito

que não valeu a pena nem para ele

nem para nós !!!

Carlos, a Razão e a vida

prática garantem a nossa vida

saudável no MUNDO REAL e é por

isso que ela - a REZÃO !!! -

sempre sai VITORIOSA !!!

*Pense nisto.

*Bom final de semana , Carlos ,

um poeta do BEM !!!

*Fiques com Deus.

*Beijossssssssss.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Obrigado pelas palavras, Estrela amiga. Beijos.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Edmeia. O pior é que eu sei disso. Esse texto nasceu a partir disso. Obrigado, amiga. beijos.