ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

UM CERTO BEIJA-FLOR



O beija-flor é mesmo um animalzinho diferente e encantador, por isso, talvez desperte tanta curiosidade e admiração. Com seu pequeno tamanho desafia o vento e a lei da gravidade, contraria a aerodinâmica de todas as outras aves, afinal é a única ave que para literalmente no ar, que voa de ré, além de decolar e aterrisar verticalmente. Pode atingir velocidade de 70 km/h com até 80 batidas de asas por segundo. Por outro lado, pode morrer em menos de 10 segundos, caso seja impedido de bater asas. Bater asas é tudo para ele. Esse é o Beija-flor. Com sua graça, suas cores, sua ousadia, seu encanto... e sua fragilidade. Assim, e por isso, eu me comparo ao beija-flor, tanto que captei para mim esse pseudônimo e esse estilo de viver. Não que eu tenha a mesma graça, as mesmas cores e a mesma magia, mas tenho sim, a mesma ousadia, e às vezes, a mesma fragilidade também. Comparo a minha poesia ao seu bater de asas, minha cabeça pensa poesias o dia todo, oitenta vezes por segundo, creio eu, mas posso morrer brevemente caso seja impedido de escrever, pois é assim que eu sei voar. Assim como o beija-flor, bater asas é tudo para mim.

21 comentários:

Maria selma disse...

Que lindo,continue assim,
alma de poeta...
beijo

MARILENE disse...

Que esse beja flor jamais tenha suas asas sem movimento. Desconhecia essas características que mencionou, mas a associação que fez é belíssima. E entendida, perfeitamente.
Bjs.

Paula Barros disse...

Carlos, me sinto assim desde que comecei a escrever. A escrita, o devaneio, a imaginação, o sentir...me dão asas.

abraço

Aleatoriamente disse...

Carlos, ficou bem esse pseudônimo a você.Então bata muitas e muitas vezes suas asas, porque é lindo seu voo.

Beijinho

claudete disse...

Que este beija-flor continue inserido no seu ser com toda beleza, suavidade do seu canto e ousadia de transpor obstáculos. Abração Carlos.

Everson Russo disse...

O beija flor faz poesia a cada beijo em flor,,,ele tem o voo da alegria e da paz, alem da poesia no olhar...um belo dia pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Anne Lieri disse...

Bonito,Carlos!Uma comparação muito legal e sensivel,poeta!Vc é mesmo um menino beija flor e as palavras são as flores que vc beija!Tenha um lin do dia!

Secreta disse...

A escrita em ti, é como sangue que corre pelas veias...
Beijito.

✿ chica disse...

Muito legal e que possas sempre bater asas,faz bem!!!abração,chica

F@bio Roch@ disse...

Sempre singular e original, vc, querido amigo!!

Belíssima concomitância!!... Abraço forte.

Aleatoriamente disse...

Boa noite Carlos.
Vim te deixar um abraço.

Fernanda

Marly Bastos disse...

ÔOOOOOOOOO buchechudo da mamis, que isso?? Está ficando modesto assim porque?? Tem sim a mesma graça, cores, beleza e atributos de beija-flor.
Até voar você pode, não com asas nas costas, mas nos pés como todo poeta tem.
Belíssima comparação Carlos.
Beijokas doces

Maria da Graça Reis disse...

E é por isso,amigo beija-flor, que você não pode parar de escrever.
Continue beijando flores e batendo suas asas porque você sabe voar lindamemnte.

Beijo

Marlene disse...

QUE LINDO POETA AMEI ESTE TEXTO LINDO QUE ESCREVEU SOBRE ESTE PASSARO QUE AMO POR SUA BELEZA E SUAVIDADE COM QUE ENCANTA A NATUREZA ,AMIGO JAMAIS DEIXE DE BATER AS ASSAS POIS O MUNDO FICARIA MUITO TRISTE SEM AS CORES DO SEU VOO E SUAS CORES DO AMOR.
UM LINDO FINAL DE SEMANA BJS MARLENE

Vivian disse...

Olá,Carlos!!

Não sabia tanto do beija flor!Surpreendente!!!
Então meu amigo...não pare nunca de escrever!!!Voe sempre e nos encante com suas palavras!!!
Beijos!!
Bom final de semana!!!
*Desculpe a demora andei enrolada.

Rosa dos Ventos disse...

Um abraço Beija-Flor!

Sandra disse...

Olá Carlos! Que lindo o teu texto!Uma associação perfeita.E teus poemas têm magia sim e fazem-nos voar juntamente com o beija-flor.
Beijo

Sonhadora disse...

Meu querido Carlos

Passando para deixar um beijinho e desejar um bom fim de semana...voando entre as nuvens como todos os poetas.

Sonhadora

Sônia Amorim disse...

A poesia é nossa expressão de amor, de fé de sentimento, que em muitos não existem mais, ser poeta é ser feliz , é comparar cada verso com as belezas do universo, tambem me sinto como um beija-flor, sem bater asas)ou seja, sem poesia) a vida não existe, lindo, beijos e bom dia

JG Costa disse...

Dizem, meu amigo, que o Beija-flor enfrenta outros pássaros maiores, devido as suas habilidades, então aqui se vê também nele a coragem!

Abraços renovados!

ValeriaC disse...

Realmente o beija-flor é um encanto e você um poeta que sabe ser carismático e encantador no que escreve.
Beijos,
Valéria