ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

CERTAS PALAVRAS



( imagens extraídas do google. Casoalguém se sinta prejudicado,é só informar que darei os devidos créditos citando o autor-propiretário das mesmas)

Palavras boas
são como abelhas que espalham mel,
provocam em nossos corações, uma festa.
Palavras más são como moscas
que só levam o que não presta.
Palavras de amor, palavras de adeus.
Palavras puras, palavras duras.
Palavras que acariciam,
ou que torturam numa teia.
Que incentivam e ativam...ou que derrubam
fazendo tudo parecer de areia.
Palavras que cantam, palavras que choram,
ou que ancoram um sonho e ajudam a fazê-lo,
ou que transformam em pesadelo.
Na notícia que chega... tem palavras.
No abraço que aconchega... tem palavras.
Algumas deixam felizes... outras causam dor.
Numa noite mágica de amor... tem palavras
que são muito mais que um gemido,
entram pelo ouvido e se acomodam no interior.
Dos gemidos, eu prefiro os “ais” do amor.
Palavras às vezes, ferem como ferro quente a alma da gente
e mesmo curadas, deixam cicatrizes vencendo até o tempo.
Eu não sou mudo e quero falar.
Não sou surdo e quero palavras a me acalentar.
Ainda dizem que palavras, são só palavras...
só se for pra quem não sabe usar.

13 comentários:

Aleatoriamente disse...

Palavras...
Em cada tom e roupagem, elas se cognominam.
Na leveza que nos adocicam os ouvidos, na plenitude de uma escrita.
No saudar de um amigo, na dor de ouvi-las sem aconchego nenhum.
Mas é palavras que nos montam o dia- a dia, a mais bela poesia.
Belo texto Carlos.
Muito bem escrito.

Um abraço.

✿ chica disse...

Palavras fazem bem ou podem nos derrubar!! abração,tudo de bom,chica

Aclim disse...

Lindo demais, perfeito.

Sou muito esquecida...rs inda bem.

Abraço

MARILENE disse...

É indiscutível a importância das palavras, que requerem sabedoria para serem pronunciadas ou escritas. Marcam. Encantam. Alegram. Crucificam. Criam cicatrizes. Desestimulam. Destroem.
Algumas vezes, são tão esperadas!
As que brotam do coração não perdem sua propriedade.
As suas estão perfeitas!

Bjs.

Marlene disse...

LINDO POETA BEIJA-FLOR,DEPENDENDO DA ROUPAGEM QUE VESTEM AS PALAVRAS PODEM SER BALSAMO OU ESPINHOS,PODEM ILUMINAR NOSSO CORAÇÃO OU FAZE-LO CHORAR POR ISTO DEVEMOS TER SEMPRE O MAIOR CUIDADO EM PRONUNCIA-LAS
PARA QUE SEMPRE POSSAM SER FLORES A ENFEITAR O MUNDO UM ABRAÇO E PARABENS POR MAIS ESTE TEXTO LINDO CHEIO DE SENSIBILIDADE BJS MARLENE

Marly Bastos disse...

Carlinhos,
A palavra é a arma mais poderosa que há. Através dela Deus fez o céu e a terra e tudo que nela tem (menos o homem). Pela palavra vc abençoa e amaldiçoa. Ela pode trazer paz e guerra.
A palavra é como uma flecha lançada ao vento... Ela não tem retorno, mas se apraz para o que foi enviada. Se é benção, benção; se é maldição, maldição;se é amor, amor; é é ódio, ódio, mas para algum lugar ela vai, e geralmente se instala no coração adoçando-o, ou amargando-o.
Beijokas doces querido bochechudim, e cuide-se, nada de tristezas, pois a vida é curta pra gente ter esses sentimentos.

valquiria oliveira calado disse...

Poeta menino, saudações do meu coração, como está?

Palavra tem poder sim! cura e mata.

Por isso eu te abençoo em nome de Jesus. Abraço terno.

Aline Santos disse...

Olá caro inspirado amigo Carlos!
É... as palavras rodeiam o mundo, transpõe-se na alma, mechem, movem, modificam, promovem, motivam, destroem... Depende somente de como é o coração da pessoa que as proferem.
Não diz um ditado, "a boca fala o que o coração tá cheio?!" Parafraseando este ditado, êi de concordar e você meu amigo, concorda comigo?
Vejamos, se estamos com raiva, provavelmente por extinto iremos dizer palavras grosseiras, magoáveis, ou então, por meio da sensatez e paciência, nos calaremos. Entretanto, se estamos felizes, carinhoso.. seremos positivos e um turbilhão de motivação as pessoas que estão ao nosso redor..
Enfim, amei seu poema. Ele me fez refletir sobre o cotidiano, as coisas que as vezes venho a falar antes mesmo de pensar, que por vezes possa vim a magoar alguém que amo... Pensar em me calar em uma desavença, para eliminar chances brigas, mas sim manter um agradável diálogo, seja em qualquer situação. Obrigada amigo, sempre aprendo algo contigo. Desde que você apareceu em minha vida, me proporcionou mudanças positivas. Obrigada por sua amizade!
Serei-lhe sempre grata!
P.S.: Pérola

Estrela disse...

É verdade. As palavras, às vezes, nos ferem como punhais. Se o que sai da boca de alguém nos fere assim,imagine por escrito,fica como se fosse um registro.
Beijos! E não sumo, não, viu?

Everson Russo disse...

Cada palavra expressa carrega em si a sua força,,,de fazer amor...ou trazer momentos tristes...abraços de bom dia pra ti meu amigo...

Vivian disse...

Olá,Carlos!!!

Que lindo e verdadeiro!!!!!
Que saibamos sempre fazer bom uso das palavras!
Pra que levar mágoas e espinhos se podemos espalhar amizade e amor?!!!
Beijos!!

Janita disse...

As más palavras são como pedras que se arremessam. Depois de atiradas e o estrago feito, nada as pode trazer de volta, por muito que seja o arrependimento!
Já as boas, são como bálsamos que curam feridas!
Como sempre, as tuas palavras são certas e espelham verdade.
Beijos, Carlos.

Obrigada pelas palavras carinhosas que me dás, Amigo!

Edilene disse...

Tem palavras que são pior que açoites...Adorei seu blog e seus textos. Vim do Recanto agora, atraida por uma história com baratas! Lindo fim de semana!