ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

O ÚLTIMO PASSO

(recordando um velho poema)

Cada poesia é uma flor que sai de mim,
que rego... e entrego. E que esse jardim seja fértil até o fim.
Que meu último suspiro seja um perfume de amor.
Quem sabe esse será o último passo para eu viver o verdadeiro SONHO DAS ESTRELAS
e alguém que tenha entendido escreva numa lápide fria: AQUI JAZ UMA FLOR .
Sim... o último passo é sempre triste.
E não sei se ainda existe algo tão certeiro nessa terra
Não importa a forma que virá...violento... dormindo... sorrindo
fazendo amor ou fazendo guerra.
A lápide é fria, mas a lágrima arde
assim como a saudade covarde.
Não chore por mim. A vida é assim. A morte também é assim.
Mas pior que ter saudade é não ter em quem pensar.
E ai daquele que parte sem deixar saudades.
Sinal que não valeu, não viveu.
Vão ficar os quadros na parede.
No terraço, a minha rede
Onde tantas vezes deitei sozinho
No chão, um copo esquecido com um resto de vinho.
Mas que eu não seja lembrado apenas pelo último passo, e sim
por todos os meus passos, pelo meu sorriso raro, mas sincero, meus abraços
minhas letras tortas do dia a dia.
E quando eu adentrar a porta que se oferece
farei uma prece em forma de poesia,
ainda que digam do outro lado: Que teimosia!
Ora, fazer o quê? Só sei escrever.
Todos têm seu dia de último passo
e o mais cruel é que não se sabe quando,
e às vezes não temos tempo pro perdão, pro abraço
por isso é bom dignificar todos os passos
que antecedem o último passo,
pois quando a lápide se fecha, cerrando a cortina, é o adeus.
fim do espetáculo que é a vida
que alguém superior nos deu... e tomou
mas que tenha sido , embora árdua... também divertida.

29 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia e tua sensibilidade é enorme sempre,Carlos!!! cada poesia, uma poesia e sempre lindas! abração,chica

Lorena Viana, disse...

Olá meu querido! Fico feliz em saber que conseguiu recuperar e voltar ainda mais belo pro seu cantinho.
Que linda poesia...
Viver intensamente a vida, colhendo o que ela traz de melhor!
Beijinhos carregado de afeto.
Um lindo e abençoado fim de semana, cheio de muito amor!!!
Lorena Viana

Edilene disse...

Linda poesia, fiquei encantada com tamanha sensibilidade! Um Abraço!

Pelos caminhos da vida. disse...

Que bom que conseguiu recuperar Carlos.

Lindo poema.

bom fim de semana.

beijooo.

JG Costa disse...

De volta com tudo amigo! Que bom!

O último, derradeiro passo, pode ser o primeiro para uma outra existência!

Abraços renovados!

Maria da Graça Reis disse...

Olá!
Fiquei muito contente por saber que tudo deu certo e agora,mais cuidado!Como tomá-los ,não sei...

Linda poesia!
Triste daquele que não deixa saudades...

Um abraço

Maria da Graça

Orvalho do céu disse...

Olá, Carlos
A vida é árdua mas, ao mesmo tempo, belíssima!!!
E, sabendo vivê-la... ainda mais...
Um encanto de poesia aliada à vida!!!
Abraços fraternos de paz

Ana Carla de Jesus disse...

Que blog lindo recheado de cultura adorei e fiquei muito feliz com sua visita,ja estou te seguindo!

Ana Beth Lima disse...

que linda poesia, amei.Sensibilidade incrivel.pena que não sei escrever tão bem quanto vc. um abração

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Olá meu amigo, que felicidade quando vamos vendo os nossos amigos de longa data a regressarem ao nosso cantinho.
Amigo como já deve de ter visto passei por uma fase menos boa mas estou voltando agora mais lentamente porque daqui em diante vamos vivendo um dia de cada vez.
Na dor mais funda.
apesar das palavras de compaixão, permanecemos sós.
Temos de percorrer sozinhos o labirinto da desolação.
Beijinhos de luz e muita paz na sua vida...

Anne Lieri disse...

Carlos,uma belíssima poesia,muito comovente e verdadeira,pois não sabemos mesmo qual será nosso ultimo passo nessa vida!Bjs e boa semana!

Marilu disse...

Querido amigo, sensibilidade a flor da pele em suas poesias. Adorei. Tenha uma semana muito feliz. Beijocas

Janita disse...

Carlitos Amigo.
Estou muito contente por teres conseguido resolver tudo sem grandes danos. Ainda, assim, imagino o sufoco que deve ter sido!

Gostei imenso do poema. Fazer poesia é, e será, o teu destino até ao fim deste teu percurso terreno.
Mas, podes ter a certeza que se Alguém te falar será para dizer: "Bendita teimosia"!!

Eu também acho que pior do que sentir saudade, é não ter ninguém de quem a ter. Isso sim, é terrível.

Beijos, Carlos.

Desejo que daqui para a frente tudo corra bem e sem sobressaltos.

Janita

Anne Lieri disse...

PS...fiquei contente que recuperou teu blog!Bjs,

Vanessa Gaia...Mãe Terra, Estamos Aqui...Sonhos disse...

Amei cada palavra amigo, lindooooooooooooo...xeros

Severa Cabral(escritora) disse...

Meu menino beija-flor!
Vim te dar um beijo,um carinho,um afago e dizer que vc venceu.Que bom saber que estás de volta e com toda essa força total.
E na recordação de um velho poema,vc transformou num poema novo usando as mesmas ferramentas...deixou tão livre que podemos nos aprofundar na leitura de cada palavra...
Bjs de boa noite !

Aleatoriamente disse...

Olá Carlos vim te ler.
Vejo muita sensibilidade aqui.

Tua escrita demonstra esse jardim que tens por dentro.

Abraço.

Sandra disse...

Menino flor, Menino beija
quanta sensibilidade, quanta beleza! Saudades de te ler.
Beijo

MARILENE disse...

Traçou uma bela forma para um último passo, cheio de magia e poesia, tudo pertinente a um espírito sensível e observador. Certamente, os anjos já lhe abririam as portas entregando papel e caneta (rs). Quer coisa melhor para um poeta???
Bjs.

Evanir disse...

Tem momentos da minha vida que me sinto impotente
em expressar meu carinho e gratidão que sinto por cada amigo e amiga
que de certa forma faz parte do meus dias.
Sou uma pessoa que vive a vida fora da net sem muitas amizades
no longo periodo de restabelicimento me recolhi
para dentro de mim mesma preferindo o amor e carinho que recebo no meu blog.
È um mundo fascinante onde sinto que pode existir amor verdadeiro
e me sinto acarinhada a cada visita para mim é um afago na alma.
Como agradecer tudo isso eu não sei apenas uma palavra posso dizer.
Eu Amo Cada Um De Vocês.
Já esteve nos meus planos deixar meu blog por falta de entendimento por levar cola
essa fase ainda tento me recuperar por sempre alguém ainda fazer criticas.
Recebi conselhos de toda parte para mim ser aquilo que sempre fui
estou seguindo o conselho recebido do Brasil e Portugal .
Uma amiga de Portugal foi fundamendal para mim não deixar
meu blog onde conquistei muitas amizades solidas.
Hoje no meu recolhimento esperando aquilo que tenho por vir ainda
mais minha fé diz que vou vencer.
A Luz que recebi desse mundo virtual tem a potencia de iluminar o Mundo
quanto mais os dias meus.
Como meu blog não tem fronteiras blogueiras e blogueiros de outos
Paises também muito me ajudou para que hoje eu esteja firme e forte.
Pronta para começar minha nova etapa que esta por vir.
Longo foi meu recado imagine tamanho do amor
que sinto por você que teve a gentileza de ler tudo isso.
Uma semana na paz e na luz.
Com carinho eterno..Evanir.
Obrigada Beija Flor..

Lorena Viana, disse...

Carlos querido venho desejo uma abençoada semana, repleta de muito amor.
Beijinhos carregado de afeto!
Lorena Viana.
pequena-prendiz.blogspot.com

Vivian disse...

Olá,Carlos!!

Linda poesia!!!!Ser lembrado só pelo último passo deve ter um sabor bem amargo...quero ser lembrada por toda a minha caminhada...não só pelo último passo...Que poesia isntigante!!!Viajei!rsrs
beijos!!Fico contente que esteja tudo certo com o blog e o email!!

ValeriaC disse...

Lindo poema meu querido amigo, creio que o melhor que podemos fazer antes do momento derradeiro é fazer valer cada momento precioso da nossa vida...beijinhos e ótima semana
Valéria

LUCONI disse...

Carlos meu amigo, quem te disse que os anjos não gostam de melodia? Eles te receberão com abraços e sorrisos, pois não há uma bela melodia que não enterneça os corações, lindo demais tua poesia, parabéns beijos LUconi

Sandra Botelho disse...

Belissima como todas as palavras que tuas mãos deixam escorregar para o papel. Bjos achocolatados

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Carlos. A sua poesia é bem interessante.
Devemos passar pela vida com graça, conteúdo, amor e paz, e nos momentos ruins procurar um pouso seguro a fim de transformar a situação.
Se alimentamos coisas ruins aqui na Terra, na hora de partir não conseguiremos paz!
Um beijo na alma, e fique na paz!

Smareis disse...

Linda poesia, com muita ternura e sensibilidade. Adorei amigo.

Depois de alguns dias ausente, estou de volta tentando colocar tudo em dia.
Ja estava com saudades de passar aqui.
Abraço grande!

Sônia Amorim disse...

A vida sempre vale a pena, e quando chegar a hora do final desse espetáculo, deixaremos rastros pelas linhas eternas do tempo em que fomos poetas e poetizamos o amor em todos os cantos possíveis, por onde passamos, lindo poema, beijos

Arione Torres disse...

Oi Carlos, passando para t desejar uma ótimo semana, um abraço.