ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

ESSA TAL FELICIDADE


( imagem pt.dreamstime.com )

As pessoas têm mania de definir ou decidir pra gente o que é felicidade. Na verdade a sociedade, talvez até inconscientemente, quem sabe por ignorância mesmo, traça padrões de felicidade, e assim, todo mundo é obrigado a ser feliz, do jeitinho do outro. Fica sendo uma coisa uniforme, o que é uma contradição, já que cada cabeça é diferente da outra. O 'sim' para uns, pode ser o 'não' para outros, e ai daquele que for contra essa onda mentirosa de felicidade, ele é condenado, injuriado, cuspido e pisado. Eu tenho minha própria visão de felicidade. Felicidade é abrir os olhos de manhã, isso sim é uma dádiva. É cumprimentar os outros na rua, é ter saudade, é cantar até ficar rouco, é dançar forró mesmo sem saber. Felicidade é curtir um show de rock e dançar feito um índio maluco, é chorar em qualquer lugar. Felicidade é rasgar dinheiro, soltar pipa, correr na chuva de peito aberto, é esquecer de pentear o cabelo, é andar descalço de um pé e calçado no outro, é viajar pra longe e não levar quase nada na bolsa. Felicidade é se esbaldar de chocolate, é comer banana com casca e tudo, é chupar uma caixa de picolé. Ser feliz é ser qualquer coisa. Ser feliz é ser ingênuo, não perceber a maldade ao redor, é perdoar antes mesmo de ouvir o pedido de perdão. Ser feliz é não julgar. Ser feliz é ser de qualquer jeito. É cantar música brega, é cantar música chique. Felicidade é chutar bola até ela furar, é pegar um martelo e bater na bigorna até deixar marcas nela... ser feliz é ver uma flor abrir... é ver um passarinho voar... é contemplar o mar, a maior maravilha de Deus... é namorar a lua, a maior musa de todos os tempos... é olhar no espelho e dizer: 'Você é lindo!'. Felicidade é ter um cachorrinho... ou um gatinho. Ser feliz é escrever poesia e dizer a si mesmo: 'Você é um grande poeta', mesmo que alguns digam que sua poesia não vale nada... ou então que você seja seu próprio crítico... 'você podia ter feito melhor'. Ser feliz é viver Carpe Diem, é assistir "A Sociedade dos Poetas Mortos", quinhentas vezes e se emocionar em todas. Ser feliz é escrever poesia livremente, ser feliz é ser livre na concepção íntima de cada um. Ser feliz é cada um ser ele mesmo, não se preocupar com a vida do outro, a não ser para ajudar. Tirando isso não me digam como ser feliz, pois eu tenho tentado todos os dias... mas conforme minha própria concepção. E confesso... nem sempre tenho conseguido, mesmo já tendo feito algumas loucuras acima, deve ser por medo de ser condenado, injuriado, cuspido e pisado... mas sigo tentando.

18 comentários:

olhar disse...

Você é um cara fantástico!

Antes de escrever aqui, quero lhe dizer que seu comentário lá em meu OLHAR foi belo demais...obrigada....voc~e tem razão no que me escreveu!

E depois, sobre a "tal" felicidade...você arrasou!!!

Um beijo com meu carinho!

Bia

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Olá meu amigo realmente há quanto tempo, por vezes nos vamos vendo por ai de blogue em blogue, como pássaro de ramo em ramo. Pois é meu lindo na vida muita coisa vai mudando, muda o tempo e as estações, só há mesmo duas coisas que nunca mudam é o nascer e o morrer. Mas fiquei muito feliz que volta-se pois eu sempre pensei que estivesse magoado por alguma coisa, tenho tantos amigos e amigas que de um momento para o outro deixaram de vir mesmo depois de eu os visitar até mais do que uma vez, mas cada um de nós temos as nossas andanças somos como as ondas do mar umas vão outras vem mas sempre voltam ao local de partida, e falando da felicidade eu para mim acho que ela é efémera, tão depressa aparece como logo se vai é apenas um momento que supera todos os outros mas que acaba tão depressa. beijinhos de luz e muita paz na sua vida ai com os seus aviões...

Marly Bastos disse...

Carlinhos,
Realmente a felicidade não tem moldes e nem préconceituação.Ela vai depender do seu grau de entendimento, busca interior, vivências e maturidade.
O que é felicidade pra um é um peso pro outro... Ilustrando: Dois amigos conversavam despreocupadamente, até que um vira pro outro e diz:
-Rapaz pra eu ser feliz, basta ganhar sozinho na mega sena e largar esse empreguinho meu.
O outro responde:
-Eu seria feliz com o seu empreguinho...
Tem gente bochechudo que nem gosta de flores, quando mais de ficar observando-na abrir. Felicidade é realmente, muito relativa.
Texto adorável querido.
Um beijo bem grandão.

Marlene disse...

poeta acho que cada pessoa tem um modelo diferente do outro de felicidade ,mas a felicidade que eu acredito e que gosto de sentir é exatamente está que voce descreveu sem preocupação sem compromissos
sem cobranças agradecendo a vida o sol a chuva o vento agradecendo por respirar por sentir aromas gostos das coisas,felicidade é ser livre como (um beija-flor)é sorrir abertamente sem ter receio de estar sendo ridicula inoportuna ser feliz é ter amigos amores poder colher as flores e ir dormir sem medo do amanhã,são tantas coisas poeta simples mas que fazem a gente tão feliz um abraço amigo com carinho desejando a voce um novo dia muito feliz bjs marlene

MARILENE disse...

Ser feliz é viver sem medo, ignorando "palpiteiros" e donos da verdade.
O que nos faz bem pode não agradar a ninguém. Que importa? Se não machucamos, não ofendemos, se respeitamos, merecemos o mesmo tratamento. Ser feliz, é isso, autenticidade, abraçar a própria verdade.
Belo texto. Bjs.

Sandra disse...

Felicidade!!!
Tanto almejada e que mora dentro de nós...

Linda postagem.
Sandra

Fatima disse...

Bjs meu querido!

Aleatoriamente disse...

Olá Carlos, li e reli seu texto.
Gostei muito.

Obrigada pela visita.
Abraço

Estrela disse...

Se você vivencia algumas coisas citadas em seu texto,ótimo! Sabe,acho que quero morrer assim: FELIZ COMO CRIANÇA.
Bjão!

Elaine Castro. disse...

Oi querido, quem è vivo sempre aparece nè, rs. Obrigada pelo carinho de hj e sempre.
Por isso sei que essa tal felicidade està nas minùcias, nestes pequenos atos que nos fazem tão felizes!!!

Beijos.

LUCONI disse...

Querido poeta, primeiramente te agradeço os comentários lá no meu cantinho, são incentivos para mim, neste mundo em que muitas vezes achamos que escrevemos para o nada, obrigada mesmo.

Agora essa tal felicidade, que delicia de ler, nossa ser feliz é tudo isto sim, mas principalmente é termos a nossa consciência em paz, a paz para mim é tudo, beijos Luconi

Everson Russo disse...

Eu acredito que a felicidade é um momento pleno que a gente irá encontrar,,,e nós temos sim o poder de fazer disso eterno....abraços de bom dia pra ti meu amigo.

Vivian disse...

Bom dia,Carlos!!!

Concordo com você!!!Pra mim a felicidade está nas coisas simples da vida!No início de um novo dia, no entardecer, na alegrias dos meus filhos, no sorriso do meu marido...tudo me faz feliz!!
Beijos pra ti!!
Lindo texto!!!!

Solange Maia disse...

Carlos,

Felicidade prá mim é uma coisa quietinha...

Adorei o seu texto.

beijo carinhoso

Solange

Anne Lieri disse...

Carlos, muito sensato seu pensamento!Ser obrigado a ser feliz, nâo e muito natural e o que e' forçado não pode ser bom.Ser feliz passa pela naturalidade e simplicidade!Um belo texto como sempre!Bjs,

blog. da Tereza Maria disse...

Oi Carlinhos
Demorei mas cheguei pra navegar nesse post lindo...
Concordo com você meu amigo
E por falar em você... O que dizer desse menino passarinho que voa livremente nesse universo tecendo poesias
Beijos!

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Carlos. Concordo que ser feliz é uma questão de ponto de vista, que a minha visão de felicidade pode ser oposta à sua, contudo, o respeito pelas diferenças é fundamental.
A sociedade quer impôr valores, ditar regras, dizer o que é "normal" para pensarmos ou fazermos, sendo que cada qual tem a sua opinião sobre os fatos de uma forma bem particular, e feliz é quem vive a sua vida sem preconceitos ou vitimado pelo Sistema, muitas vezes, hipócrita e cruel.
Parabéns!
Um beijo na alma, e fique na paz1

Severa Cabral(escritora) disse...

BELO DIA PRÁ TI COM O CANTAR DOS PÁSSAROS!
falar de felicidade é tão fácil como descascar uma banana...pois ela mora dentro de nós,nem precisamos comprar e muito menos trocar...mas para sermos felizes realmente,basta fazer o outro feliz.Ai com certeza já podemos nos considerar feliz.
Todas as vezes que me visitas me deixas feliz,isso é felicidade.tão fácil né,mas não sei pq as pessoas andam em busca dessa felicidade em outros planos e outros planetas...
Sabia que vc é minha felicidade aqui na blogsfera...
Te amo menino lindo!