ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 17 de janeiro de 2015

LIBERDADE DE EXPRESSÃO OU DESRESPEITO RELIGIOSO?







Lamento demais o ataque terrorista na França, é de uma covardia extrema, mas há que se pensar  nos dois lados.   Todos  sabemos o quanto aquela gente é radical, fanática  pelo seu islamismo, por sua  “guerra santa”, e se sabemos, devemos deixá-los quietos no seu mundo oriental particular.  A revista vinha fazendo charges irônicas, difamatórias, esdrúxulas,  ridicularizando o   profeta Maomé por quem eles têm adoração. Evidentemente, o radicalismo tem que ser  abominado, mas os ocidentais se acostumaram a desrespeitar  as tradições, as instituições, as religiões, acontece que os povos  do Oriente Médio  não, não abrem mão de sua história, e não suportam o Ocidente se metendo em suas vidas. Lembro-me da primeira guerra EUA X Iraque, quando  o presidente americano era o Bush pai. O governo brasileiro andou conversando umas coisas,  e recebeu um recado do Saddam para que o Brasil não se metesse numa guerra que não era sua. Felizmente , O Brasil parou de dar pitaco. Politicamente falando, o Ocidente não é igual ao Oriente , principalmente o Oriente Médio, eles não têm uma identidade política e/ou social, aquilo lá é uma colcha de retalhos, funcionam como tribos, como é desde os tempos de Cristo, não adianta o Ocidente querer fazer uma democracia ali , como também não adianta na Coreia e na China, eles não engolem o capitalismo. Reclamar  de covardia?  Não vi a imprensa mundial  dizer que foi covardia a entrada dos EUA no Iraque sob pretexto de encontrar armas nucleares, e acabaram matando mulheres e crianças. Entrada essa autorizada pela ONU, que se daria também na Coreia, que respondeu: “Aqui não. Estamos prontos para o conflito”. Felizmente, os EUA que não temem a ninguém, temeram, recuaram, senão estaríamos a um passo de uma guerra nuclear, pois a Coreia é uma potência bélica. Sobre o terrorismo, podemos dizer que usam o pretexto de “guerra santa” para semearem o terror, até concordo, então que o ocidente não dê a eles o pretexto, pois ver o profeta Maomé ridicularizado era tudo o que eles queriam para fazer o que fizeram. Foi mais uma burrice ocidental. A provocação da revista  justifica o que eles fizeram? Não, não justifica, mas explica. Aliás, nada justifica e tudo justifica ao mesmo tempo, pois sou católico, e não gostaria de ver a Bíblia rasgada, ou as tradições católicas virarem piada. E assim, vamos justificando uma violência com a outra, num efeito dominó. Desde quando desrespeitar a religião do outro é liberdade de expressão? Como disse acima, os orientais levam muito a sério as religiões, as tradições, enquanto o ocidente esculhamba com tudo, por exemplo, já vi nos carros alegóricos  dos carnavais do Brasil, fantasia de Jesus Cristo desfilando pelado, vi a Virgem Maria em poses sensuais. Sobre os terroristas não adianta matá-los, pois proliferam como piolhos. Mataram Bin Laden... e daí? O terrorismo acabou? Claro que não, eles têm uma ideologia forte, arraigada em seu solo: matam   um, põem outro no lugar. Portanto, sugiro ao  Ocidente: Deixem o  Oriente em paz, no canto  deles , senão ano após ano veremos tragédias como essa que nos chocou mais uma vez.
=
Piada mesmo  é o Brasil  falar de liberdade de expressão. Um país onde um humorista perde o emprego porque fez uma  piada , diria sem maldade, com o  nome de uma cantora ( cantora???). Um país onde o filme do Tim Maia passa alterado na tevê porque teve um problema com Roberto Carlos. Ora, Roberto Carlos é humano,  é um cara querido de todos, pode ter errado, e num dia infeliz, esnobou o grande Tim, essas coisas são normais, ninguém é bem humorado o tempo todo. O fato não foi cortado no filme original, mas para passar na tevê só com cortes. Tem que vender a imagem de bonzinho a vida toda?  
Um país onde o rei da música só canta numa emissora. Vão dizer, ‘mas é contrato’, eu respondo, contrato que as duas partes assinam. Se eu sou o rei, eu canto onde eu quiser, a emissora que tem se curvar a mim.  Um  país onde artistas que lutaram contra a censura, proíbem biografias de suas  carreiras. Onde programas de entrevistas, primeiro mandam ao entrevistado as perguntas, para ele ver, quais ele quer e quais não quer   responder.
Um país onde a classe jornalística que se diz unida e forte, assistiu inerte  a apresentadora do SBT Rachel Sheerazade ser censurada, afastada e até processada por dar sua opinião. Onde estavam os levantadores de bandeiras? O Brasil tem tantos levantadores de bandeiras. Desculpem-me... meu conceito de liberdade de expressão é outra.
Só não deixo de ressaltar: Respeitemos as tradições de outros povos e as opiniões   contrárias.  Façamos críticas ... com respeito. O jornalismo tem que ter responsabilidade. E aposto que tem um monte de jornalistas no Brasil e no mundo querendo dizer exatamente o que eu disse... mas eles não podem... porque todo mundo tem que pensar igualzinho... porque eles não têm LIBERDADE DE EXPRESSÃO!
=
Ao povo francês... minhas condolências.

7 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Todos lamentamos mas ainda não se conseguiu educar a formar novas mentalidades.Crianças com liberdade e responsabilidade.
Penso que hoje se ensina a vingança.
As crianças em vez de serem educadas são transformadas em bombas.
A vingança tornou-se uma ameaça constante.

Cidália Ferreira disse...

Brilhante o teu texto

Bom Domingo
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Maria da Graça Reis disse...

Adorei seu texto.
Concordo com tudo que você disse.

Um bom domingo.
Abraço Fraterno



Marisa Giglio disse...

Um texto perfeito , Carlos . Parabéns ! Beijos

ॐ Shirley ॐ disse...

O mal que assola a humanidade continua sendo a ignorância.
Carlos, beijos!

Arione Torres disse...

Oi amigo poeta, excelente texto!
Tenha uma ótima semana, abraços!!

Rô... disse...

oi Carlos,

perfeito,
concordo com absolutamente tudo...
desrespeito ao ser humano e às suas escolhas...

beijinhos