ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

INS - PIRAÇÃO

( imagem internet - google )

Uma fonte deliciosamente estranha.
Quando penso que secou... ela se assanha.
Às vezes fica quieta, despretensiosa,
e repente vai à forra, jorra generosa,
me dá um banho de emoção,
e eu posso de novo compor.
É pura como a flor,
e explode como vulcão
Com sua lava, lava tudo o que for repressão.
Quando penso que já vi tudo,
vivi por tudo, ou morri por tudo,
ela se renova, e põe à prova o que preciso dizer
do meu jeito lúdico de ser.
Cada vez que ela brota e desliza
tudo em mim se ameniza.
Mostra uma aura que me acompanha desde que nasci,
não fui quem a escolhi,
já nasceu comigo no meu leito
e fez para sempre morada em meu peito.
Inspiração...
É quando eu saio de mim e vou à outra dimensão
buscar flores para plantar em cada coração.
===  


Sensacional essa imagem. Diz exatamente o que penso. O poeta não faz poesia, apenas a transpõe para o mundo terreno, ela está pronta em alguma dimensão esperando que alguém lhe sirva de ponte. O poeta tem essa antena.

5 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Gostei!!

beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ivone disse...

Linda inspiração, pois é, quando se pensa que ela está adormecida, sem menos esperar vem e nos eleva, leva, transporta ao mundo mágico do sonhar, do sentir e perceber!
Magia da poesia!
Amei ler!
Abraços apertados meu amigo poeta!

Rô... disse...

oi Carlos,

adorei essa definição de inspiração,
sair de você mesmo...
perfeito imagem e palavras...

beijinhos

Maria Cristina Gama disse...

Bom diaaa
De repente, do nada, ela vem, dá uma alegria tão grande, que só mesmo ela para nos ajudar a colocar em palavras todo esse sentimento que não cabe no peito.
Gostei muito do seu poema!!!
Lembrei-me que tenho um com esse nome também, que escrevi em 2009, se der, clique no link para ler, acho que não nos falávamos na época, é de 2009.
Bjs
Cris

http://chrisamag.blogspot.com.br/2009/09/inspiracao.html

Louraini Christmann - Lola disse...

E é justamente o que penso também.
É justamente o que sinto.
É isso aí.

abraço, poeta irmão.