ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

DE TODOS OS MALES



O que é pior?
Não conhecer o amor ou sofrer por amor?
Ser o carrasco ou a vítima do sacrifício?
Ser o sangue no chicote ou as costas no açoite?
Ser a coruja que não conhece o dia,
ou a cotovia que não conhece a noite?
A insegurança do início
ou o desencanto do fim da viagem?
A dureza do concreto ou a fragilidade da miragem?
A doçura do mel ou a agressividade do fel?
A incerteza do teorema ou a tristeza num poema?
O coração vazio ou a cabeça cheia de problemas?
Não dar o perdão ou não ser perdoado?
Importar-se demais ou ser desligado?
Afogar-se nas águas ou nas mágoas?
O sal da lágrima ou do mar?
Derreter as asas ou nunca voar?
O barco que leva quem amamos, ou o barco que chega vazio?
A flor que murchou ou um vulcão sem cio?
Ser o príncipe que não veio, ou o e amado e odiado Don Juan?
De todos os males, prefiro o que me aquece,
a louca lucidez de Peter Pan.
Volto à  minha Terra do Sempre onde tudo acontece
e assim, vou controlando meu afã.





13 comentários:

Zéia disse...

É desse jeito. Lindo a sua poesia. Carinho.

Zéia disse...

Que bom... Consegui enviar um comentário... Quero agradecer seu carinho. Não sei como pude deixar de visitar sua escrita. Sua alma feito em lindas poesias. Beijo em seu coração. "Mil beijinhos" para um ser humano especial. Um abraço. Em Nome de Jesus.

Anne Lieri disse...

Que poema mais lindo vc fez,Carlos! Gostei do Peter Pan! Sem dúvida a melhor escolha! bjs e bom fim de semana,

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Eu adorei tudo, estas contradições, sempre tão presentes em tudo em nossas vidas, adorei na verdade você ter optado em ser Peter Pan, ah em certos momentos seria muito bom sim, ver o mundo com os olhos puros de uma criança e resolver a vida de forma simples como elas resolvem, beijos Luconi

© Piedade Araújo Sol disse...

o desassossego do poeta !

bom fim de semana.

beijinho

:)

Helena disse...

Um poema intrigante! Dentro dos contrastes aqui apresentado, confesso que nunca me detive para questioná-los, apesar de ser um exercício mental dos mais interessantes. A tua opção por Peter Pan é bem atraente. O mais acertado e se possível, fazer opção pelo próprio bem estar, pois o ser humano quando está bem nunca será um algoz, mas alguém solidário e altruísta, incapaz de fazer (ou desejar) o mal para outra pessoa.
De qualquer forma conseguiste uma postagem diferente, dentro desse teu estilo único de poetizar. Apreciei por demais esse viés para onde levaste os teus versos.
Deixo sorrisos e estrelas nos votos de um final de semana de alegrias e paz,
Helena

* Edméia * disse...


*Carlos ... imaginei o barco

VAZIO e isso me doeu muito no

peito !!! :((

*Prefiro me afogar nas águas

do que nas mágoas !!!

*Um abraço, amigo beija-flor !

*Beijinhossssss.

Verinha Portella disse...

Menino poeta, beija flor de tantos jardins!!!
É com muita alegria que acabo de descobrir o mundo mágico do pássaro mais amado no face...e certamente também deste espaço tão particular.
Teus poemas,teus versos, são encantamentos da alma,pureza de espírito e comunhão de sentimentos.
Te parabenizo pela maneira delicada, simples,mas tão talentosa de expressar teus trabalhos recheados de inspirações. Aqui tens...meu abraço, minha admiração e todo meu respeito , beija flor carinhoso. Sucesso...em tua vida literária e pessoal.
veraportella

Marisa Giglio disse...

Carlos , somos todos contraditórios , não é mesmo ? Talvez ninguém consiga nos definir . Adorei o poema . Beijos e boa semana .

Élys disse...

A vida tem muitas contradições, creio que devemos vivenciá-la de acordo com cada momento.
Um grande abraço,
Élys.

Élys disse...

A vida tem muitas contradições, creio que devemos vivenciá-la de acordo com cada momento.
Um grande abraço,
Élys.

Janita disse...

Aquilo que é bom para uns pode não o ser para outros.
Nenhum caminho é totalmente plano, meu amigo, encontraremos sempre pedras em qualquer trilho que percorramos.
No fundo, a vida é feita de contradições.

Beijinhos e tudo de bom, amigo Carlos!

Janita

Roselia Bezerra disse...

Oi, amigo Carlos
Creio que, no íntimo, temos todas as respostas guardadinhas no coração...
Prefiro derreter as asas... por exemplo...
Bjs floridos e ótima semana!