ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 7 de setembro de 2013

SÚPLICA DE UM MENINO RIMADOR


Fale  de mim o que quiser,
me chame do que quiser.
Diga que sou oco, louco, pouco.
Espalhe  que digo palavras vãs,
que sou a maçã
que estraga as outras maçãs
que sou burrão, turrão
que não sei distinguir  o que é um espinho e o que é  uma flor.
Pode até dizer que eu não presto
que sou o resto,
que nada em mim se aproveitou,
mas escute a súplica de um menino rimador...
grite, se irrite, me maltrate,
mas, a  vida é tão linda...
não me mate,
não me mate ainda.
Não queira tirar de mim...
o menino que eu sou.





11 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Um grito lindo, puro, diria tão natural como selvagem...
Digam tudo o que quiserem mas não matem os meninos bons que moram em cada pessoa.
Ajudem a viver e a dizer sempre que vale a pena querer ser criança

Dorli disse...

Oi Carlos
Um livro com poesia lindas como essa eu devoro rapidinho. Já tem livro publicado?
Todo poeta é sentimental.
Beijos
Lua Singular

Paula Barros disse...

Fale de mim, mas não me deixe em silêncio.
Foi o que seu poema me disse.
abraço

Fernanda Oliveira disse...

Boa noite amigo...
Gostei do texto como sempre!
Sua forma de escrever é única!
Show!!!

Beijos de sua amiga Fernanda Oliveira

Arione Torres disse...

Oi amigo, que lindo!
Devemos ser quem nós somos e não deixar ninguém tirar isso de nós!!
Tenha uma ótima semana e bom domingo, abraços.

Orvalho do Céu disse...

Olá, Carlos
E eu lhe digo que não deixemos mesmo pois a vida perde a graça...
Abraços fraternos de paz e bem

Estrela disse...

Oi, poeta!
Ninguém tem o direito de tentar matar a criança que há em nós.
Bjus!

Sandra Subtil disse...

és muito mais que isso... és um poeta!
beijinhos

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Carlos. Mais um belíssimo poema.
Não tirar a inocência de um homem, é deixa-lo viver em liberdade, a vontade.
Deixem a ilusão, a crença na vida falarem mais alto do que a desilusão professada na vida, que hoje em dia os adultos têm.
Ser homem, é ser menino, a essa condição, não se deve furtar o menino.
Beijos na alma e paz!
Saudades.
Parabéns!
Fique com Deus.

Só pra você disse...

Eu sei dizer o que você é, pelo resumo de seus escritos, é:
Romântico, amigo, sincero, cavalheiro, poeta, escritor, sonhador, eterno e amoroso, quer mais?? Rsrsrs respondo depois.

Bjs

Auxiliadora RS

Anne Lieri disse...

Ficou tão linda essa poesia!Posso levar pro Recanto?Bjs e bom fim de semana,