ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

A FADINHA E O BRUXINHO - O DIA EM QUE O BRUXINHO VIROU LEONARDO DICAPRIO

 
 
 Dizem que existe a tal intuição feminina, mas a Fadinha nem tanto precisou usá-la para desconfiar do  Bruxinho, pois ele andava com o sono agitado havia vários dias, mexendo braços, pernas, apertando o travesseiro, murmurando coisas estranhas. No início ela pensou se tratar de pesadelos, mas quando viu a carinha suspeita dele, desconfiou, e lembrou-se que ele a ensinara como entrar no sonho do outro. Pois num dia, só esperou que adormecesse, fechou os olhos também e começou a segui-lo em sonho... e pra aonde ele foi?  Para o mundo dos humanos, e quando viu a cena, ficou desolada, seu Bruxinho estava no maior amasso com uma cantora famosa, a Celine Dion, aquela mesma da música do filme Titanic. A Fadinha que era branquinha ficou vermelha, roxa,  de todas as cores de tanta raiva. Foi andando pé ante pé e quebrou a varinha na cabeça dele:  “Bruxinho safado!”. No maior susto, ele disse: “Fadinha... não é nada disso que você está pensando... eu posso explicar”. Ela se irritou ainda mais: “O quê??? Ainda tem a cara de pau de repetir minha frase? Podia ser pelo menos mais criativo, essa frase é velha”.  E emendou olhando para Celine Dion: “E você, sua periguete. Cai fora daqui, senão sobra pra você. Só não te pego agora porque fiz chapinha hoje e pintei minhas unhas... mas não respondo por mim”. E a Celine foi saindo de fininho toda descabelada. De repente acordaram na cama: “Eu aqui, toda novinha, formosinha e você com aquela   “véia” só porque é cantora? Isso me indignou ainda mais. Ele respondeu: “Mas ela é uma das melhores cantoras do mundo terreno. E eu gosto da música do filme Titanic, acho que foi a música que me envolveu”.  “Meu Deus, me dá paciência, senão mato um Bruxinho hoje. Eu não quero saber, sou mais bonita e estou com você. Você me criticou por eu ir àquele mundo confuso, e agora faz o mesmo?”. Ele tentou explicar: “‘Meu bem, mais uma vez vou usar sua  frase. Foi só um sonho, a gente não controla sonhos. Aquele mundo é confuso, mas tem coisas interessantes também, assim como penso que os humanos também veem coisas interessantes no nosso mundo. A diferença é que nós podemos ir lá, ao contrário deles, a não ser os poetas, eles não podem vir aqui. Ela ironizou: “Mas eu  sonhei com Neymar, um rapaz...  e você sonha com Celine Dion?”. Ele meio que apelou:  “Ora, pois ela continua muito linda sim”. E tome cutucadas de varinha na costela. Cada vez mais brava, ela disse:  “Ah que lindo casal!  Estava se achando o Leonardo DiCaprio. Só faltou imitarem a cena do Titanic, os dois de braços abertos navegando na ponta do barco, olhando o mar”. Ele arriscou: “Bem... isso  nós fizemos na semana  passada”. Pra quê ele foi dizer  isso?! Ela quebrou o resto da varinha na cabeça dele: “Se eu visse, ia jogar os dois no mar. Pois é.. então agora se vire... quero outra varinha nova”. Saiu caro para ele, pois varinhas só eram fabricadas numa terra distante, e ainda teria que levar a um Mestre para colocar poderes nela, era um dia de viagem, mesmo no cavalo alado. Mas ela não parou aí, determinou  um castigo para ele de dez dias sem dormir, para que esquecesse da  diva cantora, para que não sonhasse mais com ela. E assim foi. Quando ele fechava os olhos, ela batia na cabeça dele com a varinha nova:  “Acorda,  Bruxinho safado!”.  Ele cochilava de novo:  “Acorda, Don Juan do mundo encantado”.  “Acorda, Bruxinho Dicaprio”. Mas no quinto dia, cheio  de  olheiras, ele implorou: “Por favor, Fadinha, não aguento mais de sono, estou fraquinho, deixe-me dormir”. Ela pensou com peninha dele: “De fato, está mesmo fraquinho, e gosto dele fortinho”. E perguntou: “Promete não voltar àquele mundo,  esquecer sua cantora e ficar só com sua Fadinha?”.  Ele sabia como ganhá-la:  “Claro... acha que  vou trocar a Fadinha mais linda de todos os reinos juntos, para ficar com uma estrela famosa do mundo humano?”. Ela sorriu: “Então venha... encoste a cabeça no meu peito, e durma, meu bem”. Ele se aconchegou no peito dela, e dormiu como um bebê. No outro dia, sem querer, instintivamente, ele assoviou a música do Titanic, e ela gritou lá de dentro:  “Epaaaaa... eu ouvi isso, hein?”. Ele respondeu:  “Desculpe-me meu bem, não vai acontecer mais”. Ela entendeu, mas cantou de lá provocando: “Eu quero tchu.. eu quero tchá”. Ele gritou:  “Eu também ouvi isso, hein?”.

5 comentários:

Ritinha disse...

Legal!!!
Ri um pouco da situação, porem muito boa narrariva e sentimentos descritos de um jeito todo seu, aliás bem peculiar esse seu jeito de escrever e prender a atenção.
Gostei!
bjs
Ritinha...
Sem tchu... e nem tchá...

Maria da Graça Reis disse...

Nossa!
E haja imaginação!
Esse bruxinho e essa fadinha são do barulho.
E viva o Leonardo DiCaprio!

Abraços

Lis Fernandes disse...

Amigo poeta... e a saga continua... rsrs.
Muito bom, ri muito como sempre.
Essa Fadinha é muito encrenqueira. rsrs. Mas tadinha, ela não merecia o troco. Tenho dó dela.
Parabéns!
Adorei!
Beijos,
Lis

Fernanda Oliveira disse...

Demais amigo Carlos!
Muito divertido esse capítulo, daria não só um livro incrível como até para se reproduzido na tv.
Me lembrei agora de um programa de tv, 'A fada bela' protagonizado pela Angelica, hoje está em reprise na tv a cabo, que é assim também, cheio de trapalhadas, com romance...
Em fim amigo, mais uma vez parabéns,estarei esperando o próximo capítulo.

Beijos!

Fernanda Oliveira

Claudete disse...

Este bruxinho está cada vez mais encantador e a fadinha cada vez mais espertinha,rsrsrsrsrs. Bom feriado e mais estórias envolvendo estes personagens.