ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

PAZ... QUANDO?


Haverá paz quando ela sair dos slogans e ir direto aos nossos corações.
Quando deixar de ser meras rimas de canções
Quando não for apenas desejos amiúde
Quando a palavra se tornar atitude.
Paz vai haver ...
Quando a ignorância ceder à tolerância.
Quando deixar de ser símbolo
para ser a nossa meta.
Brilhar não nos letreiros,
mas no nosso olhar,
que cada um seja profeta
da paz que vamos buscar.
Quando calarem os canhões
e sossegarem os dragões
que criamos, e dentro do peito trazemos.
Quando aumentar a fé que pouco temos.
Quando a criatura respeitar o Criador
E que a sociedade não seja em fragmentos.
Que a tão cantada palavra amor
não esteja em nós apenas em momentos.
Diante de tudo o que vejo
posso estar dizendo apenas mais um tolo desejo,
Continuo sonhando;
é que às vezes fico triste com a certeza que carrego...
de que o mundo só vai ser melhor
quando o homem dominar o seu ego.
e mais uma vez eu pergunto... quando?

==

Todos ( ou quase todos) os meus poemas têm histórias. Esse foi feito por volta de 1978/79, eu ainda estava muito chateado com o assassinato do John Lennon, para mim a maior covardias já feitas contra um artista, contra a própria arte, eu diria. Dizem que ele foi morto por um fã psicopata. Há controvérsias, John Lennon era um pensador, e pensadores incomodam.

6 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo poema Carlos,mesmo que tenha feito em 78/79,mas a pergunta é sempre a mesma:
Quando o mundo será melhor e não veremos mais tantas barbáries acontecendo?
Obrigada pela visita e pela amizade nesse ano que já está quase terminando.
Desejo a você e a todos os seus familiares,um Feliz 2017 repleto de alegrias e realizações.
Bjs-Carmen Lúcia.

Cidália Ferreira disse...

Post Divino! Amei

Feliz 2017

Beijinhos

✿ chica disse...

Que lindo te ler! Adorei!

Agora o ano novo se aproxima! Que seja muito feliz! bjs, chica

© Piedade Araújo Sol disse...

o poema embora já tenha alguns anos, está sempre actual.
acho que você fez bem em o partilhar aqui, e relembrar algo que ficará para sempre.
um bom ano de 2017
beijinho

:)

Edjane Cunha disse...

Acho que este poema é mais apropriado pra hoje do que foi em 78/79, As pessoas a cada dia se respeitam menos, se amam menos. Mais uma vez você Carlos, impressiona pela capacidade de colocar verdades tão contundentes de forma tão bonita e especial. Parabéns!

Beijos

http://mundoholistico500.blogspot.com.br/


Edjane Cunha disse...

Acho que este poema é mais apropriado pra hoje do que foi em 78/79, As pessoas a cada dia se respeitam menos, se amam menos. Mais uma vez você Carlos, impressiona pela capacidade de colocar verdades tão contundentes de forma tão bonita e especial. Parabéns!

Beijos

http://mundoholistico500.blogspot.com.br/