ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

AJUDAR É...





Ajudar o próximo  é ajudar a si mesmo porque o universo  é generoso com quem com ele é. Da mesma forma o universo também é duro com quem com ele é. E assim também é neutro com aqueles que se posicionam de maneira neutra, a neutralidade também é uma maldade, vestir-se numa armadura intocável, guardar-se numa redoma isentando-se dos problemas alheios fazendo o estilo “não é comigo”, é uma tolice, pois quem se isola, isolado ficará. O universo é um todo, por isso “uno verso”, não há dois, somente um. O universo é uma troca constante de energia; se você irradia o bem, receberá o bem. Se irradia o mal, receberá o mal. E se não irradia nada, também receberá nada, isso também é muito ruim, pois o vazio é um fardo pesado, não viemos ao mundo para sermos inúteis. Ajudar é bom, mas ajudar sem esperar nada em troca, sem cobrar gratidão ou reconhecimento é a melhor forma de ajuda, é prova de evolução espiritual, quem ajuda sem esperar nada em troca, é mais feliz. A ingratidão é um problema do ingrato, só Deus poderá julgá-lo, “façamos o nosso melhor” ( frase de Madre Teresa)... na balança de Deus constará a sua boa vontade.

=
Participação no tema AJUDAR( ESTÁ TUDO AZUL?), sugerida por Rosélia Bezerra do blog poesia-espiritual.com.br. Participei com prazer.

5 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Carlos; Excelente texto o teu. Amei

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, amigo Carlos!
Ler sua postagem tão altruísta só me faz ficar ainda melhor após uma 'overdose de chocolates e doces' pelo meu níver, rs... até acamada fiquei... o fígado reclamou, com razão!
Mas, falando sobre o post, venho lhe dizer que adorei seu post porque é bem assim que se passa na vida real: o que damos nos vem de volta e agradeço muito a Deus por ser tão feliz hoje em dia...
Obrigada, Senhor!
Sempre soube que, se aos que fizemos o bem não nos dessem valor, outros o fariam e assim foi comigo...
Deus é fiel!
Uma excelente participação no tema Ajudar: a lei do retorno é certa de uma forma ou de outra!
Deus é extrememante genoroso!
Até a próxima semana se Deus quiser!
Sua participação me fez muito feliz, obrigada de coração...
Seja muito feliz e abençoada sempre!
Bjm fraternos e, azuladamente, festivos

o mar e a brisa do prazer de aprender disse...

Generosidade deve ser sempre passada adiante. Belo post. Como estamos ávidos de almas que levam o amor oas necessitados.Mil beijinhos

Ivone disse...

Amigo Carlos, bela participação e é mesmo assim, somos Um em Todos e Todos em Um, a mente cria e as energias são mesmo poderosas!
Podemos ajudar sempre, não há como ser diferente, a alma está para isso, feliz dos que dão e não dizem, não contam!
Amei ler aqui!
Abraços apertados!

Toninho disse...

Olá Carlos, muito boa sua reflexão e ilustração com a Madre e as belas analogias feitas.
Só se entende por ser, se e somente se predispõe a ajudar, ser fraterno.
Unir vidas e fazer o melhor para o melhor de todos.

Saudações celeste e bom fim de semana.
Meu terno abraço de paz e luz.