ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

PEQUENAS COISAS QUE FALAM AO CORAÇÃO




Uma joaninha matando a sede,
numa gota de orvalho em uma folha qualquer.
Um olhar de criança.
Um velho deitado na rede falando de esperança.
Um sorriso de mulher.
Um casal de pardais no alto da árvore se beijando.
Uma mãe orando
e o filho olhando com fé.
Amigos que chegam, apertos de mão.
Ah... como são grandes as pequenas coisas!
Cabem na palma da mão,
mas preenchem o coração,
são elas que nos trazem calma

nos aconchegam, apascentam a alma.
Olho no espelho, e ele me diz:
A grandeza das coisas não está na quantidade,
mas na intensidade.
Meus Deus! Como é fácil ser feliz!

17 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo,Carlos!Tanta verdade! E adorei ver a joaninha aqui! abração,chica

Anne Lieri disse...

Adoro esse tipo de poesia! Delicadeza,simplicidade numa belíssima e profunda msg! bjs,

Cidália Ferreira disse...

Boa noite Carlos

Adorei a leitura.. Adoro joaninhas.

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Eu penso que não são pequenas coisas. São gestos de muita nobreza.
Todas as pequenas coisas somadas fazem a vida e o milagre do amor acontecer.

Dorli disse...

Oi Carlos,

São as pequeninas coisas,que nos fazem felizes: o gotejar do telhado, a chuva batendo na janela,o assobio do vento, o silêncio da noite e o belo alvorecer.
Beijos
Lua Singular

Nádia Santos disse...

Também concordo Carlos que é na simplicidade que está o segredo para a felicidade. Um pouquinho aqui outro ali e assim vamos somando. Sinto pena daqueles que procuram a felicidade em grande fatos... em pessoas que tem apenas casca, sem conteúdo. Bela poesia menino passarinho. Um xeroooooooo

Daniel Costa disse...

Carlos
Só um poeta sabe avaliar, pequenas coisas. O valor que os pequenos nadas podem induzir para a própria arquitetura global do mundo.
Abraços

Reflexo d'Alma Fase 2014 disse...

Adoro Joaninhas
e adoro seu blog
Carlos!

Bjins
Linda noite e belo novo dia.
CatiahoAlc./ReflexodAlma

Roselia Bezerra disse...

Olá, amigo Carlos
Um post comovente e enriquecedor!!!
Retrata a simplicidade de perceber ao nosso redor tanta beleza...
Bjs fraternais

Fabio Fernandes disse...

Olá, Carlo! Coisa boa, é ver uma joaninha. Mesmo que seja pela internet. Beleza de leitura! Abraço! www.gravatacombatom.com.br

Claudete disse...

O que dizer de um delicioso cafuné que nos dá sono e sensação de muita paz e consolo...É amigo são coisas pequenas que se tornam saudosas e maiores principalmente quando a correria contra o tempo não permitem mais a manifestação de coisas tão pequenas... e estamos a cada dia nos perdendo dentro de nós mesmos. Beijo.

Brisa Petala disse...

OI AMIGO
Quanta delicadeza linda poesia.Voltando para rever as pessoas tão queridas. Ainda me cuidando. Um feliz fim de semana.
Bjs
Ana

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Carlos é assim mesmo, a felicidade é encontrada na simplicidade, mas a humanidade a tudo complica, abraços Luconi

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Por vezes apenas essas pequenas coisas nos deixam plenos de felicidade. Lindo sempre ler-te.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Evanir disse...

Com meu carinho de sempre venho agradecer
as palavras reconfortantes deixadas no meu blog.
Tudo isso me leva pra frente dizendo
continue ainda existe quem te quer bem do outro lado da telinha.
Ando protelando meu afastamento por
conta de pessoas tão importantes para mim como você é ,
a um longo tempo caminhando comigo.
Eu sou humilde demais , eu amo demais ,
eu me envolvo demais , eu luto demais ,
talvez seja essa garra que deixa
gente brava outras feliz e tão contente.
Hoje venho te pedir uma gentileza.
Apesar dos meu quase 10 anos de blog
por algumas vezes termino entrando
em alguma coisa , que me deixa feliz em participar
a mais de 5 anos deixei de participar de tudo nos blogs
por perder o encanto por muita coisa.
Veio o convite eu fui tentar ser poeta por um dia
hoje peço seu voto
se achar que meu poema vale seu voto.
Nome do meu poema?
"Você é minha Poesia"..
Endereço para votar.
http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
È complicado pra mim pedir voto,
pois sempre achei que merece ganhar sempre
todos os pemas.
È lindo mesmo que seja um único pensamento.
Caso for votar é votar e confirmar seu voto
é complicado ,
mais acredito no seu potencial de
votar e de escolher.
Um abraço cheio de carinho.
Evanir.
PS.Quando terminar farei uma
postagem como o nome de todos amigos
que confiaram em mim seu voto.

Pérola disse...

O amor está na simplicidade e sábio (a)é aquele(a)que consegue entender isso, é como a vida gritasse para que nós resgatemos a nossa criança interior, a que é capaz de enxergar tão puramente a simples ato de amar e se deixar amar só pelo amor e nada mais.. Pena que a medida que crescemos tomamos tanta porrada sentimental que acabamos muitas vezes nos trancando..
Enfim.. Obrigada pela visita em meu Blog caro Carlos, fiquei muito tempo realmente sem postar e saber que antigos amigos retornaram a meu espacinho me deixa alegre. Grande abraço! ^_^

Ivone disse...

Que lindo, amei ver e ler também lá no blogue da Anne, poesia pura!
Abraços e parabéns pelo blogue, lindo!