ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

ASAS DE UM POETA


Quando alço voo,
quando meu canto entoo,
eu sou o que quero ser.
Abro as asas da liberdade
sem medo de o sol derreter.
Os temores somem
nenhum susto me afeta
Sou passarinho, sou menino, sou homem.
É lindo o voo de um poeta.
Sou Peter Pan,
sou Ícaro, sou Don Juan.
Sou amante, sou amado, sou príncipe encantado
Sou sol, sou céu, sou mel, sou hortelã.
Sobrevoo arco-íris e montanhas
não corro perigo,
o tesouro eu quero ver,
a sorte me acompanha,
até o sol é meu amigo,
ele não vai me derreter.
Sou o que quero, o que penso,
mas às vezes sou puxado por alguém
que me lembra que mutuamente sou Carlos
e que vivo na terra também.
Volto para casa, recolho minhas asas,
sujeito-me à cidade
até que um novo dia

resplandeça em poesia
ensaiando um novo voo nas asas da liberdade.

19 comentários:

Nádia Santos disse...

Oi Carlos, teu poema é perfeito, te entendo. Mas seja um pouquinho lobo mau (lobo mau que é bonzinho.... hum) rsrsrsr.
Bjus querido.

Dorli disse...

Oi poeta Carlos,
Você me envolve tanto em suas poesias, se pudesse eu a faria não ter fim.
Você é o Cara!
Beijos
no coração

Roselia Bezerra disse...

Olá, Carlos
'Nenhum susto me afeta'... lindo isso!!!
É saber viver...
Bjs fraternais

Lucimara Souza disse...

Sempre muito boa essa temática...
Liberdade, asas... LIBERDADE!!!
Um abraço!
Passei para agradecer sua visita ao meu blog. Bj.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
São os sonhos que nos alimentam os desejos e a paixão.
Ser poeta pode ser uma lição
Pode ser guerra, ser luta, ser fome e desventura.
Ser poeta pode ser tudo sem nunca se tornar tortura mas será sempre uma aventura.

Angela Caboz disse...

um poema maravilhoso....gostei muito

parabens

bjos

Rô... disse...

oi Carlos,

essa semana mesmo conversando com uma amiga eu disse:
vou pegar minhas asas que estão ali penduradas,pois sinto que está na hora de voar...
seu poema veio inspirar meus voos...

beijinhos

PAULO TAMBURRO. disse...

Olá CARLOS,

você é um poeta pronto, lapidado, sem arestas, nem pontas indesejáveis e, como um dos seus primeiros seguidores, atesto que sua evolução poética tem sido excepcional!

Sempre crescendo.

Um abração carioca, Carlos.

Anne Lieri disse...

Poesia mais linda,Carlos! Posso levar pro meu Recanto? bjs e boa quinta!

Sônia Amorim Neto disse...

Que lindo amigo, tambem tenho essa sensação de que alguem me puxa do meu voo e me traz de volta a Sonia que sou, obg pela visita e estive ausente, tempo curto, mas adoro estar aqui, beijos e boa noite

Sônia Amorim Neto disse...

Que lindo amigo, tambem tenho essa sensação de que alguem me puxa do meu voo e me traz de volta a Sonia que sou, obg pela visita e estive ausente, tempo curto, mas adoro estar aqui, beijos e boa noite

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Tenho que te aplaudir Carlos, esta é a alma do poeta, que sente uma necessidade imensa de liberdade de demonstrar seus sentimentos sinceros reais e por isto pinta belos quadros que vira poesia, parabéns adorei, abraços Luconi

Evanir disse...

Carlos:Venho acompanhando sua caminhada a longo tempo.
Foi no blog do meu filho Everson que conheci você.
Faz muito tempo meu menino poeta
e da saudades .
Hoje uma vez mais venho deixar meu carinho como de vez em quando venho te ler sem comentar.
A muito tempo ñ aparece no meu blog ,
mais levo em conto um passado vivido com intensidade .
Quantas vezes postei seus poemas foi um tempo divino.
Eu sempre volto as minhas raizes
onde.
Carlos desejo um excelente fim de semana abraços .
Evanir.

© Piedade Araújo Sol disse...

o voo do Poeta ....

:)

✿ chica disse...

Maravilhoso poema,Carlos!!abraços praianos,chica

ॐ Shirley ॐ disse...

Um voo perfeito!
Beijo, Carlos!

Arione Torres disse...

Oi amigo,
Mesmo que as pessoas mudem e suas vidas se reorganizem, os amigos devem ser amigos para sempre. (Vinícius de Moraes)
Feliz dia do amigo!

Estrela disse...

Olá,Menino Beija-Flor! Saudades de vir aqui e me deleitar lendo teus poemas que, como disse a Dorli,se eu pudesse eternizaria este momento.
Feliz Dia do Amigo (atrasado). Beijos!

Isa Martins disse...

Oi Carlos, o bom da poesia é isso, podemos ser o que quisermos, alçar grandes vôos e ter a liberdade de expressar o que sentimos.
Te ler me inspira a também poetar sobre os vários personagens que podemos vestir.
Bom dia amigo, beijos