ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

JORNADA


( imagem google )

Seja na brisa, seja no furacão.
Seja em águas mansas, seja em maremoto.
Na agonia ou na esperança.
Em terra firme ou num terremoto.
Na alegria ou no abandono.
No inverno ou no verão ,
na primavera ou no outono
Tudo o que vi, vivi e que por mim passou,
nessa vida levada a esmo,
nada em mim ficou...
a não ser eu mesmo.

15 comentários:

Talita disse...

momentos, que venham sempre novos momentos....

bjus

Mari disse...

Refrescante como furacão
Manso como maremoto
Firme como terremoto
Espera alegria
Afasta agonia
De todas as estações
Construiste a vida!

Fátima disse...

É isso ai meu amigo!
Bjs.

José Sousa disse...

Muito bem escrito este seu poema amigo Carlos!

Voltei depois de tanto tempo! Passe pelo meu:
http://www.transpondo-barreiras.blogspot.com

Um abraço.

Marilu disse...

Querido amigo, como a música diz..." se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi", e essas são eternas as lembranças, ninguém consegue roubá-las de nós. Beijocas

Anne Lieri disse...

Carlos,quanta verdade nessa poesia!Dessa vida e de tudo que vivemos só levamos a nós mesmos!Linda demais!Bjs,

Aleatoriamente disse...

Nesse fluir de conhecimento, você é o que é Carlos.
Um belo texto.

Um beijo poeta.

rosa-branca disse...

Agora meu amigo disse tudo e certinho. Gostei muito. Beijos com carinho

LUCONI disse...

Um poema belo e profundo, momentos vividos que passaram, momentos que não deixaram marcas, mas tudo o que vivemos sempre nos deixa algo, sempre fica uma lição, um aprendizado, esta é a vida e se assim não for, não valerá a pena vive-la, beijos Luconi

Desnuda disse...

Querido Poeta,

Que lindo o seu poema! Bem profundo Carlos. Nesta jornada terrena tudo passa meu amigo. Mas o que você é de bem e faz de bom fica e frutifica.

Beijos com carinho.

Edna Lima disse...

Bela poesia. Obrigada pela visita e carinho.
Abraços . Edna.

Estrela disse...

Perfeito, poeta querido!Somos únicos e, por isso,só o que fica da vida somos nós mesmos.
Bjus!

Everson Russo disse...

E que sempre venham novos e mais serenos momentos a se poetizar...abraços de bom final de semana pra ti meu amigo.

Vivian disse...

Bom dia,Carlos!

Bah!E passamos por tantos momentos!Aprendemos e deixamos ir.Sempre!
Linda poesia!Muito bem inspirada!
Beijos!Bom final de semana!

Maria Cristina Gama disse...

Oi... Poeta...

Já em mim fica de tudo um pouco, marcas de quem passa por mim: dessas pessoas, fico com a essência que me acrescenta um aprendizado, o que não me serve deixo que o vento leve...

Mesmo assim, tudo que fica em mim, sou eu mesma...

Beijos!
Chris