ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quinta-feira, 28 de abril de 2016

A POESIA É MEU CASTELO!




Tudo o que me serve
é essa verve
que dentro de mim ferve.
O rio que corre em minhas veias
deságua no mar do meu coração
que de volta bombeia
formando ondas de uma doce ilusão.
Meus castelos são tão belos... mesmo que sejam de areia.
Não importa,
eu tenho o dom da reconstrução.
A poesia é meu castelo,
é nela que eu quero morar.
É meu tudo, meu escudo
meu verbo, meu andar
meu canto e meu pranto,
meu jeito de lutar.
Tudo o que me importa
é  o que meu peito comporta,
abro as comportas e deixo jorrar...
rios de ternura,
ondas de doçura dessa  arte  tão casta.
Ainda que algo me faça triste ou me enerve,
a poesia  que em mim existe é o que me basta,
é  o que me serve.
==
Eu nunca perco o sono às 4h da manhã à toa. É a poesia me sacudindo: “Acorda, acorda... está na  hora de escrever”.
////


 ( imagem pt.forwallpaper.com )





9 comentários:

rosa-branca disse...

Meu amigo, fazer poesia não tem data nem hora. A alma não tem relógio e os ponteiros batem as letras quando menos se espera. Gostei muito. Beijos com carinho

Aninha disse...

Que poesia mais bonita, adorei as rimas.
É isto aí Carlos, bebês nascendo e a esperança se renovando de um mundo melhor.
Grata pela visita no blog da Leninha.
Uma beijoca no coração.
Aninha

✿ chica disse...

Valeu atender o chamado da D.Poesia! Linda, ela queria sair! abração,chica

lua singular disse...

Oi Carlos,
Você é todo poesia, ela corre em suas veias e nunca se acabará. Esperando o 2° livro.
O primeiro já devorei
Você é um doce de menino passarinho.
Beijos
Minicontista2

Roselia Bezerra disse...

Boa Tarde, amigo Carlos!
Tudo o que me importa é o que meu coração comporta... que lindo!
Bjm muito fraternal

lua singular disse...

Oi Carlo,
Hoje estou fazendo tudo errado. A imagem do meu primeiro comentário aqui seria do outro blog, é o frio:12°.
Obrigado pelo carinho de sempre
Beijos
Lua Singular

Cidália Ferreira disse...

Simplesmente fantástico!

Amei!

Beijinhos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Andre Mansim disse...

Muito bom meu amigo!!!! Vc é poeta e a poesia é seu nicho!!! Parabéns pelo texto!

Ivone disse...

Amo poesia, essa saiu da alma, acorda-se e vai, seja qualquer hora,pois quando a inspiração vem é aí que está a magia de poetizar!
É tanta emoção, é a Vida gritando dentro da alma do poeta, tomara que tenhas muitas dessas!
Abraços bem apertados!