ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

A BARCA - TU TE ABEIRASTE DA PRAIA

5 comentários:

✿ chica disse...

Lindo, emocionante! abração,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Simplesmente lindo. Parabéns pela escolha.
Abraço

Janaina Cruz disse...

Nossa meu amigo, eu cresci ouvindo essa canção, mas na voz do Padre Zezinho... Deu-me saudades do tempo de inocência, do tempo que nem acreditava que coisas ruins acontecessem pelo mundo.

Marilu disse...

Querido amigo,

O céu se iluminou,
a estrela apareceu,
os anjos entoaram louvores,
nasceu o filho de Deus.

Numa gruta em Belém,
veio ao mundo o Salvador,
trazendo em suas mãozinhas,
verdade, paz e amor.

Seu bercinho foi uma
manjedoura,
pobrezinha e frugal,
que as bençãos do Deus menino
se renovem neste Natal.

Desejo a você e a todos aqueles que mais ama, um
lindo e abençoado Feliz Natal. Beijocas

Estrela disse...

Olá, poeta!
Amo esse hino! Tem uma letra belíssima.
Bjoks e bom fim de semana!