ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

ÍCARO MODERNO

Ria da minha utopia.
Diga que essa coisa de fantasia não é coisa normal,
chega ser até banal.
Mas prisões são tão antigas.
Às vezes de concreto,
às vezes da imaginação.
O escuro,o segredo
a timidez,o medo.
Tudo isso é prisão.
Já dizia um doutor que os loucos não sonham,
mas,se não sonho fico louco.
Então eu sonho,canto
grito,fico rouco.
Melhor a pureza do sonho
que a dureza da realidade.
È que a felicidade é uma faca de corta de dois lados.
O Ícaro,meu amigo,
não sabia do perigo dos sonhos alados
e que o sol que aquece e ilumina
também derrete as asas e nos faz ficar calados.
Mas,quem é louco não se cala
nem deixa de sonhar.
Então me deixe compor,cantar
fazer versos ao universo,
pois,é esse o meu jeito de voar.

2 comentários:

fadazul disse...

Obrigada, "Quem é voce?" pegou muitos, voce eu sabia que ia escapar! voa Ícaro, lembrei daquela música: Voa minha águia,
Voa sem parar...
Bjks amigo!

AnaMar disse...

E nunca se canse de perseguir os sonhos...