ESCREVER É DIVINO!

ESCREVER É DIVINO!
BONS TEMPOS EM QUE A GENTE PODIA VOAR. ERA MUITO BOM SER PASSARINHO.

CAMINHOS DE UM POETA

CAMINHOS DE UM POETA
Como é bom, rejuvenescedor e incentivador para o poeta, poder olhar para trás e ver toda a sua caminhada literária, lembrar das dificuldades, dos incentivos e da falta deles, da solidão de ser poeta e do diferencial que é ser poeta. Olhar para trás e ver tudo que semeou, ver uma estrada florida de poesias, e dizer: VALEU A PENA! O poeta vai vivendo, ponteando, oscilando, e nem se dá conta da bela estrada que escreveu. Talvez ele não tenha tempo porque o horizonte o chama, e o seu norte é... escrever... escrever... escrever. Olho hoje para trás... não foi fácil, mas também ninguém disse que seria. E eu sabia que não seria, ser poeta não é fácil, embora seja lindo. Contemplo a estrada que eu fiz, e digo com orgulho quase narcisista: Puxa... como é linda minha estrada!

sábado, 19 de novembro de 2016

E ASSIM VIVE O POETA!



E assim vive o poeta...
Entrelinhas e estrelinhas.
Entre os sinos da consciência e os badalos do coração.
O infinito não tem teto.
Na carrapeta, na roleta,
no cometa da emoção
supera as barreiras do concreto
abrindo as portas do abstrato.
só sonhando ele é feliz de fato.
Ah, o poeta não quer pseudo verdades,
nem mentiras óbvias sobre uma tal felicidade,
ele só quer liberdades... mil liberdades.
Ah, o poeta parece um balão,
colorido, cheinho,
se soltar a cordinha, não volta mais não.
Não se pode prender um coração que nasceu com asas
porque o poeta não tem ninho,
o mundo inteiro é sua casa..
E assim vive o poeta...
nas entrelinhas de cada rima,
nas estrelinhas que o chamam para cima.
O poeta é passarinho nato,
só voando ele é feliz de fato.
=
( imagem direitodolivrepensar-wordpress.com - google )

9 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo,sempre lindo aqui!!


Vim deixar um abraço, volto em janeiro! 

Encerro antes o ano nos blogs pra receber nosso filho de longe! 

abrs, chica, boas festas, bem abençoadas!

lua singular disse...

Oi Menino passarinho,
Você vai além da nossa imaginação com uma delicadeza ímpar.
Amei conhecer você
Que Deu sempre o abençoe
Beijos no coração
Lua Singular

Ivone disse...

Ah, que lindo, que linda definição do poeta, eis aqui o que nos mostra em sua sensibilidade, sua linda alma que, muito bem inspirada nos dá a dimensão do transcendental, do que se pode em entrelinhas e estrelinhas, nos levar!
Abraços bem apertados querido amigo poeta!

Roselia Bezerra disse...

Boa noite amigo Carlos!
Voe muito e alto! Vc tem asas e vai alcançar o céu do êxito e nos sonhos e ideais...
Bjm muito fraternal

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Muito linda a sua definição sobre a alma de um poeta Carlos!
"Na imaginação de um poeta ele faz descobertas,deixando nas entrelinhas...A carícia de sorrisos em suaves rabiscos"
Simplesmente por ser alma de um poeta.

Bjs,obrigada pela visita e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso, como sempre!

Beijos e um excelente Domingo.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

lua singular disse...

Oi Menino passarinho,
Eu queria ser um passarinho para pousar bem alto e lá de cima rir dos transeuntes que andam de um lado pro outro sem chegar ao seu destino almejado.kkk
Rir para não chorar, esse tornou o meu lema.
Beijos no coração
Lua Singular

Toninho disse...

Muito bonito Carlinhos, assim são os poetas livres, leves e soltos.
Penso que são como se define os mineiros que são do mundo.
Linda esta inspiração/construção que prima a liberdade, que dá asas e voa alto.

Um abração na boa semana.
E somos incaíveis mesmo,kkkkk
Tudo de bom amigo.

Arte & Emoções disse...

Perfeito amigo. São nas entrelinhas e entrelinhas que o poeta descreve o mundo, tanto seu como do seu próximo. Belo poema Carlos.

Abraços,

Furtado